Guia dos Trouxas para Harry Potter/Lugares/Enfermaria

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Enfermaria de Hogwarts
  • localização = em Hogwarts
  • residentes permanentes = Madam Pomfrey
  • Aparece pela Primeira Vez = A Pedra Filosofal

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

A Enfermaria de Hogwarts não é precisamente uma ala da escola, mas uma seção de um andar da escola, onde os alunos (e mesmo os professores) que ficam doentes ou sofrem um acidente, podem ficar internados.

Em Hogwarts, a enfermaria está sob o comando de Madam Pomfrey que, sempre impassível trata de vários ferimentos que milhares de jovens bruxos sofrem enquanto aprendem suas matérias, sem sequer erguer as sobrancelhas ao ouvir as explicações bizarras, ou até mesmo sem explicação alguma.

Descrição Estendida[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

A primeira vez em que vimos a Enfermaria é no primeiro livro , capitulo 14, quando Ron leva uma mordida de dragão. Dragões foram totalmente banidos do mundo mágico, Ron não consegue explicar que coisa o mordeu, mas Madam Pomfrey simplesmente trata o ferimento da melhor maneira possível. No capitulo 17 do mesmo livro, Harry acorda na Enfermaria depois de seu duelo com o Professor Quirrell e Lord Voldemort, e tem uma longa conversa lá na Enfermaria com o Professor Dumbledore. Madam Pomfrey parece muito aborrecida porque Dumbledore não seguiu suas ordens, e quer que Harry vá na Festa de Final de Ano; ela queria que Harry ficasse mais tempo em observação.

Em A Câmara Secreta, capitulo 10, Harry passa a noite na Enfermaria, dessa vez porque o Professor Lockhart removeu seus ossos do braço por completo enquanto tentava emendá-los. Quem se juntou a ele na Enfermaria, foi Colin Creevey, aparentemente petrificado pelo monstro da Câmara. Mais tarde, no mesmo livro, capitulo 12, Hermione acaba na Enfermaria porque errou ao usar a Poção Polissuco; como essa poção é proibida, Hermione não disse o que causou sua transformação num gato, mas Madam Pomfrey simplesmente tratou dela. Durante o restante do livro, Justin Finch-Fletchley, Nick Quase-Sem –Cabeça, Penelope Clearwater e Hermione acabam petrificados e ficam na Enfermaria. Ainda nesse livro, no capitulo 18, o Professor Lockhart, que destruiu sua própria memória, também é levado para a Enfermaria.

Em O Prisioneiro de Azkaban, a presença dos Dementadores e o efeito que eles têm sobre Harry o levam de volta para Madam Pomfrey. No capitulo 5 ele só não fica na Enfermaria porque o Professor Lupin age rápido e lhe dá um antídoto. No capitulo 9, um bando de Dementadores no campo de Quadribol fazem com que Harry caia da vassoura de uma grande altura, resultando em outra estadia na Enfermaria. Eventos ocorridos na Casa dos Gritos terminam em visita à Enfermaria para Harry, Ron e Hermione no capitulo 21. Há muitas discussões na Enfermaria no final desse livro, com o Professor Dumbledore arranjando tudo para Harry e Hermione resgatarem o Bicuço e Sirius Black. Ainda nesse livro, no capitulo 6 Draco é ferido por um Hipogrifo na aula de DCAT e ainda que a ferida fique boa muito rápido, ele geme sem parar, “usando a dor constante” para que os outros façam as tarefas dele. No decorrer do livro, o Professor Lupin fica doente várias vezes, e sempre se ausenta; mas embora o leitor possa achar que ele está na Enfermaria, não há menção de sua presença ali. Mais tarde ficamos sabendo que sua “doença” não é algo que Madam Pomfrey.

Surpreendemente, no livro O Cálice de Fogo, há o Torneio de magia envolvendo três escolas, mas a Enfermaria é pouco usada. Todos os quatro bruxos campeões recebem ferimentos de seus dragões na Primeira Tarefa, mas são tratados por Madam Pomfrey no local. Da mesma forma, quando todos os quatro campeões e seus “tesouros” estão congelando pelo longo tempo de imersão no Lago durante a Segunda Tarefa, Madam Pomfrey trata deles na beira do lago. A primeira visita à Enfermaria que sabemos, foi de Viktor Krum, o campeão do Instituto Durmstrang, que foi estuporado enquanto tomava conta de Bartemius Crouch Sr. e foi enviado para Madam Pomfrey para se recuperar. Harry acaba na Enfermaria depois da Terceira Tarefa, mas não foi por causa do Torneio, e sim pelo efeito do Duelo no Cemitério. Muita discussão ocorreu na Enfermaria, no capitulo 36, com o Ministro da Magia Cornelius Fudge negando o retorno de Voldemort e o Professor Dumbledore distribuindo missões relacionadas ao caso, para algumas pessoas. É na Enfermaria que Sirius se revela e é forçado a fazer uma aliança, contra sua vontade, com o Professor Snape.

No quinto livro, vimos bem pouco da Enfermaria, embora imaginamos que deve ter sido um local bem movimentado, uma vez que o Professor Dumbledore foi forçado a ir embora da escola. Foi comentado que Kits Mata-Aula da loja Gemialidades Weasley, especialmente as Vomitilhas e os Caramelos Incha Língua, foram usados repetidamente pelos alunos para fugir das aulas da Professora Umbridge. No inicio do ano, Katie Bell levou um balaço na cara durante o treino e, tentando curá-la, Fred sem querer dá a ela o Nugá Sangra Nariz. Logo, Fred e George a escoltam até a Enfermaria. No mesmo livro, capitulo 28, quem vai parar na Enfermaria é Montague, que foi empurrado para dentro de um Armário Sumidouro velho e quebrado e reapareceu no dia seguinte entalado dentro de um banheiro. No capitulo 32 há uma rápida visita à Enfermaria. Harry está procurando pela Professora McGonagall que foi ferida por múltiplas estuporações, quando a Professora Umbridge estava tentando dispensar Hagrid. Madam Pomfrey, que estava dando uma colher de uma poção azul para Montague, diz a Harry que a Professora McGonagall havia sido transferida para o Hospital St. Mungo. No capitulo 38, logo após a Batalha no Departamento de Mistérios, Madam Pomfrey precisa cuidar de Hermione, Ron, Neville, Ginny e Luna que ficaram bem feridos. Finalmente, Ron e Hermione foram liberados e a Professora Umbridge foi internada para tratamento. Houve muita discussão sobre o estado de Umbridge.

No livro O Enigma do Príncipe, a Enfermaria está novamente movimentada. A primeira pessoa que vimos é Katie Bell, capitulo 12, porque acidentalmente ela tocou num colar enfeitiçado. Ela fica um pouco mas, estava além das possibilidades de Madam Pomfrey, então ela foi rapidamente enviada para St. Mungo. Mais tarde, Ron foi envenenado acidentalmente e termina ficando alguns dias na Enfermaria; é lá que ele percebe que sua ligação romântica com Lavender está ficando muito pesada. Descobrimos isso porque Lavender reclama que sempre que vai visitar Ron, ele está dormindo, e mais tarde ele admite para Harry que estava fazendo de propósito. No capitulo 19, Harry também termina na Enfermaria por conta de uma fratura no crânio causado por um balaço mal atirado no jogo de Quadribol. É enquanto está internado, que ele decide dar a Monstro a missão de seguir Draco, uma coisa que ele estava tentando em vão. No capitulo 24, o Professor Snape leva Draco para a Enfermaria após Harry, para evitar ser acertado com a Maldição Cruciatus, fere Draco com a Maldição Sectumsempra. Muita da história do sexto livro acontece na Enfermaria, no capitulo 29 após o ataque que deixou morto o Professor Dumbledore e Severus Snape fugiu, os Aurores e os membros da Ordem da Fênix, feridos, junto com os alunos que se envolveram, foram para a Enfermaria. É lá, que Harry ouve as notícias da batalha por Ron, Hermione, Ginny, Luna e Neville, os cinco membros da Armada de Dumbledore que responderam ao chamado de Harry. É na Enfermaria também que Harry explica porque Dumbledore confiava em Snape, agora ele entende. Também é ali que Fleur Delacour,afirma que seu casamento planejado com Bill Weasley não vai ser adiado por causa de um bobo ferimento desfigurante. Assim ela resolve os problemas com Mrs. Wesley. Também vemos as objeções de Remus Lupin para se casar com Tonks acabarem.

Embora o Trio tenha sofrido diversos ferimentos no decorrer do último livro, eles não estavam em Hogwarts e portanto não vemos o que ocorre na Enfermaria.

Análise[editar | editar código-fonte]

Reparamos que para jovens saudáveis como o Trio, eles passam bastante tempo na Enfermaria. Claro que isso parece ocorrer por ferimentos sofridos em atividades extra curriculares, de um ou outro tipo, e muito raramente devido a uma doença normal; no entanto, se Madam Pomfrey observa as visitas, ela deve ficar imaginando o que exatamente acontece com o menino Potter.

Nunca foi explicado o tamanho da Enfermaria; houve momentos nos livros em que Madam Pomfrey tratou de seis bruxos de uma só vez, mas não sabemos quantas camas existem ali. É possível que elas aumentem magicamente conforme a necessidade, mas caso isso acontecesse, Madam Pomfrey precisaria de alguém para ajudá-la, ou mandaria os casos mais graves para St. Mungo. Como não vimos outra pessoa trabalhando na Enfermaria, e acreditamos que a pobre Madam Pomfrey não pode trabalhar 24 horas por dia, durante 7 dias da semana, desejamos que Ms. Rowling tenha arranjado alguém para substituir Madam Pomfrey de modo que ela possa descansar um pouco.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

O tratamento médico do mundo mágico, parece um tanto pobre. Como no Hospital St. Mungo, que parece ter poucas opções para um tratamento mais prolongado. Também não vimos nada como uma vassoura ambulância ou um local apropriado para o pouso de vassouras de emergência, também não vimos uma série de lareiras apropriadas para transportar pacientes incapacitados.

Em Hogsmeade também não observamos nenhum médico ou consultório, mas é de se imaginar que os moradores de Hogsmeade não vão se tratar na escola. Com certeza, se não houver opções para tratamento, a Enfermaria de Hogwarts é vital, embora a falta de estrutura médica não seja importante para a história. Como essa série foi escrita específicamente para crianças, não havia necessidade de uma completa infraestrutura de serviços médicos; para a maior parte das crianças, o mais próximo de sua experiência no assunto é mesmo um atendimento médico local.

Nos livros, a Enfermaria é um local que dá chance de acontecer várias coisas que seriam impossíveis em outro lugar. Como o fato de Draco encontrar Ron ou as longas conversas de Dumbledore com Harry, além de outras ocasiões interessantes.

Como uma nota especial destacamos a habilidade da autora em escrever conversas explicativas. Embora seja uma habilidade básica, muitos autores não a consideram importante; no caso, essa autora mostra com clareza o contrário.