Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/O Prisioneiro de Azkaban/Capítulo 7

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Capítulo 7 O Bicho-Papão no Armário[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Draco Malfoy reaparece na quinta-feira, a caminho da dupla aula de Poções do Professor Snape, reclamando que seu machucado ainda dói. Ele se senta no banco de Ron e Harry, e Snape manda que eles preparem os ingredientes da poção para Draco. Malfoy implica com eles ameaçando com a próxima expulsão de Hagrid, graças a seu pai, Lucius, que aparentemente, tem ainda influência no Ministério. Malfoy também argumenta, que se fosse Harry ele ia querer vingança sobre Sirius Black. Harry mais tarde, pergunta a Ron, porque ele quereria vingança contra Sirius Black; Ron não sabe responder. Nesse meio tempo, Hermione está ajudando Neville a fazer sua poção corretamente; Snape penaliza Gryffindor com 5 pontos, dizendo que Neville é incapaz de fazer sua poção sozinho, e que Hermione estava, contra suas ordens, ajudando Neville.

Assim que o Trio said a masmorra, Hermione parece desaparecer de repente. Olhando em volta, Ron consegue vê-la apanhar rapidamente uma coisa que coloca sob suas vestes. A bolsa da menina entorna, e Ron pergunta porque ela carrega tantos livros se não há mais aulas à tarde, além de DCAT. Ela não responde.

Na aula de DCAT, o Professor Lupin diz aos alunos para guardarem os livros e pegarem suas varinhas, eles terão uma aula prática. Ele os leva até a sala dos professores, onde encontram Snape. Quando Snape sai, começam os comentários sobre o descontrole em magia, de Neville. Lupin responde que ele deseja que Neville seja o primeiro na demonstração. Lupin explica que há um bicho-papão no armário. Ninguém sabe como é um bicho-papão, porque ele se parece sempre com o medo mais profundo da pessoa. Para repeli-lo é preciso obrigá-lo a mudar para uma forma mais engraçada usando o feitiço Riddikulus. O grande medo de Neville é Snape, Lupin diz a Neville para imaginar o professor, assustador, usando as roupas de sua avó. Cada aluno então, pensa em seu grande medo e o imagina de forma engraçada. Harry primeiro pensa em Voldemort, mas depois decide que seu maior medo é um Dementador; e fica imaginando como fazê-lo engraçado. O armário é aberto e Snape sai lá de dentro. Neville lança o feitiço que veste Snape como sua avó. Após o sucesso de Neville, cada aluno faz sua tentativa. Quando chega a vez de Harry, Lupin passa a frente antes que o bicho-papão tome forma. Ele rapidamente se transforma numa bola branca, e Lupin passa a vez para Neville, que lança o feitiço mais uma vez. A aula termina, Harry fica imaginando por que ele não pode tentar repelir o bicho-papão, enquanto Parvati, está curiosa para saber por que Lupin tem medo de bolas de cristal. Ron quer saber qual o maior medo de Hermione, mas ela também não teve chance de tentar.

Análise[editar | editar código-fonte]

O personagem do Professor Lupin já está mais definido aqui. O mais importante é sua compreensão, demonstrada aqui por suas ações, de que os alunos como todas as pessoas, exigem respeito para conseguirem dar o melhor de si. Apesar da implicância de Snape contra Neville Longbottom, Lupin decide que ele vai começar a enfrentar o bicho-papão, o que ele acaba fazendo duas vezes. Isso se torna um marco no desenvolvimento de Neville. Até então, Neville se sentia no lugar errado, inclusive afirmando que “todo mundo sabe que é quase um Aborto” (no livro A Câmara Secreta, capitulo 11). Ele teme não possuir habilidades mágicas verdadeiras. Na verdade, parece que ele tem pouca ou quase nenhuma habilidade em Poções, e aparentemente está perdido em Adivinhação da mesma forma que Harry e Ron. O fato de Lupin tê-lo feito começar a aula contra o bicho-papão e mais tarde pedir que ele terminasse a aula, o encheu de confiança. Já a confiança de Harry, desaparece quando Lupin não deixa que ele participe da aula do bicho-papão e ele fica um tanto confuso.

O leitor mais atento vai perceber que Lupin usa o primeiro nome dos alunos ao invés de chamá-los pelo sobrenome como é comum na Grã Bretanha. Isso pode ser visto como excesso de familiaridade, mas parece que torna Lupin mais próximo dos alunos, ele também não espera que os estudantes o tratem pelo primeiro nome, então ele continua sendo Professor Lupin até o fim do livro.

O Bicho Papão representa como os medos de cada um são diferentes. Curiosamente, não é Voldemort que Harry teme, mas sim os Dementadores. Talvez ele seja mais afetado por eles porque tem dificuldade (assim como todos) de compreender o que são aquelas criaturas apavorantes, o deixando inseguro de como reagir a eles. Voldemort, no entanto, embora seja um inimigo diabólico e poderoso, é um ser humano, embora até então um ser humano sem corpo, e Harry pode compreender melhor suas ameaças mais humanas e previsíveis. Os Dementadores, em contraste, são criaturas sombrias, medonhas e imprevisíveis, eles não são completamente compreendidos pelos bruxos, e aparentemente é difícil mantê-los sob controle; então, é curioso entender por que eles são confiáveis para guardarem a prisão de Azkaban. As criaturas também mostram um interesse especial por Harry, cujo encontro com eles deixou uma profunda ferida emocional.

Reparem que Pirraça é especialmente desrespeitoso com Lupin. Pirraça certamente sabe alguma coisa sobre Lupin desde seus anos de estudante, e a música que ele canta (“Louco, lobo, Lupin”) pode se referir ao que vai se chamar mais tarde de “o pequeno e peludo problema de Lupin”. O Bicho Papão de Lupin, uma bola prateada, pode ser uma pista para esse problema. No entanto, Lupin demonstra plena confiança e não se importa com Pirraça, assim, ele reforça a admiração dos alunos.

Também vimos aqui um pouco mais sobre Snape, mas há pouca coisa nova; ele é totalmente dirigido para favorecer sua própria Casa, Slytherin, e faz pouco dos Gryffindors de propósito, especialmente de Neville. Esse preconceito aparentemente se estende a qualquer um ou qualquer coisa que esteja associado a Harry, mas a antipatia de Snape pode ir bem mais longe.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. O que é um Bicho Papão e qual forma eles assumem?
  2. Por que Lupin pede a Neville Longbottom para ser o primeiro a enfrentar o Bicho Papão?
  3. Por que Harry teme mais os Dementadores do que Voldemort?

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Lupin interrompe quando chega a vez de Harry de enfrentar o Bicho Papão?
  2. O que significa a forma do Bicho Papão de Lupin?
  3. Por que Lupin chama os alunos pelo seu primeiro nome ao invés de pelo sobrenome, como é hábito nas escolas britânicas? Que efeito isso tem na relação entre ele e os alunos?
  4. O que Draco quer dizer quando diz que Harry deveria querer vingança contra Sirius Black?
  5. O que acontece para Hermione desaparecer subitamente e reaparecer quando o Trio está saindo da aula?
  6. Qual a forma que o Bicho Papão de Hermione deve ter?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

A provocação de Draco se refere ao conhecimento generalizado de que Sirius Black traiu os pais de Harry para Voldemort; nós vamos ouvir essa teoria em detalhes logo antes do Natal. Embora essa história mais tarde seja desmentida, há uma certa base para ela, e Harry será levado a acreditar. Podemos reparar que a cena com Draco foi muito cuidadosamente preparada. Os avisos de Mr. Weasley são para que Harry não corra atrás de Sirius, o que sugere que Harry pode querer fazer, mas é o comentário de Draco que chama a atenção de Harry. Ele pensa no por que quereria atacar Sirius. Para que essa cena acontecesse com Harry e Draco, os dois deveriam estar juntos, sob supervisão, de modo que Harry simplesmente não virasse as costas e fosse embora, e preferivelmente sob uma supervisão boa para Draco, de modo que Harry ficasse em desvantagem. Onde mais isso poderia acontecer senão na aula de Poções? O fingimento de Draco quanto ao machucado, e a suposta necessidade de alguém para ajudá-lo a preparar os ingredientes da poção, é a desculpa perfeita para juntar Harry e Draco tempo suficiente para que Draco fizesse os comentários necessários. É possível que falar essa bobagem no ouvido de Harry tenha sido o propósito principal do acidente de Draco com Bicuço.


Os constantes sumiços e aparições de Hermione são devido a um objeto chamado Vira Tempo, que permite que ela freqüente mais aulas do que seria fisicamente possível. O fato da mochila dela cair aberta é medido de maneira exata para nos distrair de questionar onde ela estava, ou de prestar atenção como ela sumiu e reapareceu de repente. Durante o livro, Hermione também aparece em lugares onde ela não estava momentos antes, e sempre há alguma distração para evitar que alguém pense bem sobre suas aparições repentinas. O uso que a autora faz dessa técnica é muito habilidoso e merece uma boa atenção dos escritores interessados em revelar fatos aos seus leitores, minimizando seu significado.

A confiança que Lupin introduz em Neville, o sustenta durante seus próximos dois anos em Hogwarts, e Harry mais tarde confia nele com a Armada de Dumbledore. Neville também se junta a Harry na Batalha no Departamento de Mistérios no quinto livro. Sem o sucesso inicial Neville talvez permanecesse sem coragem, deprimido e inútil, nunca descobrindo sua capacidade em Herbologia, Feitiços e DCAT.

Harry fica confuse e aborrecido porque Lupin não deu chance a ele de enfrentar o Bicho Papão. Lupin lhe assegura, no próximo capitulo, que interferiu apenas porque ficou preocupado com a turma, eles não estavam preparados para enfrentar um falso Lord Voldemort. Quando Harry lhe conta que pensou em Voldemort mas logo percebeu, que temia mais os Dementadores, Lupin fica impressionado porque Harry tinha mais medo do medo do que de um ser de verdade. Quando o medo é intangível e incompreensível, se torna mais aterrorizante.

Embora Hermione também não tenha tido chance com o Bicho Papão na aula de Lupin, descobriremos mais tarde que o maior medo dela é a Professora McGonagall dizendo que ela falhou em todas as aulas. O “globo prateado” que Lupin teme não é uma bola de cristal, mas sim a lua cheia, que está ligada ao fato dele ser um lobisomem. O erro de Parvati, achando que era uma bola de cristal é perfeito para o personagem, e uma bela distração feita para nós leitores, pela autora; Parvati já havia mostrado uma aptidão e um interesse por Adivinhação, portanto ela já estava predisposta a ver coisas relacionadas com essa matéria.

Conexões[editar | editar código-fonte]

  • O uso do Bicho Papão como forma de reveler o mais profundo medo de um personagem, será usado novamente no livro cinco, capitulo 9. Será usado para mostrar os maiores medos de Mrs. Weasley, que alguém de sua família ou Harry possa morrer, fazendo parte da Ordem da Fênix.
  • O medo dos Dementadores que Harry sente, e o fato do Bicho Papão tomar a forma de Dementador quando exposto a Harry, será usado para Harry treinar muito os feitiços anti-Dementadores nesse livro. Além do mais o Bicho Papão tomando a forma do Dementador, será um dos desafios da Terceira Tarefa do Torneio Tribruxo, no livro O Cálice de Fogo, capitulo 31.