Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/O Prisioneiro de Azkaban/Capítulo 15

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Capítulo 15 A Final do Campeonato de Quadribol[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Harry, Ron e Hermione ficaram chocados quendo receberam a mensagem de Hagrid, dizendo que Bicuço seria executado. Hermione finalmente pede desculpas a Ron pelo que Bichento fez a Perebas. Ron promete a Hermione que ele e Harry vão trabalhar na apelação final de Bicuço, junto com ela. Aparentemente está tudo certo entre eles.

Com as fortes medidas de segurança, o único momento que eles tem para conversar com Hagrid é durante a aula do Trato das Criaturas Mágicas. Hagrid diz que a culpa foi dele ao ter perdido o caso de Bicuço; encarar o júri vestido de togas negras o deixou perturbado, e a apresentação de Lucius Malfoy foi tão tranqüila que eles simplesmente votaram a seu favor. Hagrid começou a chorar e correu embora, fazendo com que Draco começasse a zombar. Hermione deu-lhe um tapa na cara; Draco, com seus capangas do lado, correu assustado quando Hermione puxou a varinha.

Depois disso, Harry e Ron chegaram atrasados para a aula de Feitiços e levaram uma bronco do Professor Flitwick. Quando se preparam para aprender Feitiços para Animar, Ron percebe que Hermione, que estava logo atrás deles, desapareceu. Ela não estava no almoço também, e Harry se preocupa se Draco fez alguma coisa a ela. Eles a encontram adormecida na Sala Comunal da Gryffindor. Ela acorda e diz que Malfoy a deixou tão aborrecida que ela esqueceu da aula de Feitiços, então corre para se desculpar com o Professor Flitwick. Harry e Ron ficam imaginando, como ela pode ter esquecido, se estava logo atrás deles indo para a aula.

Na aula de Adivinhação, a Professora Trelawney começa a apresentar a bola de cristal. Ela diz que tem a informação garantida de que a bola de cristal vai fazer parte dos exames. Hermione resmunga que essa não é uma grande previsão, uma vez que, é a própria Trelawney quem prepara os exames. Quando Trelawney começa a dizer que vê o Sinistro na bola de cristal de Harry, Hermione protesta. Quando Trelawney sugere que Hermione é insensível à Visão Interior, Hermione arruma suas coisas e vai embora, dizendo que não vai mais ficar nesse curso. Parvati e Lavender vêem isso como o cumprimento de uma previsão anterior de Trelawney. Por volta da Páscoa ela disse “alguém aqui vai deixar nosso convívio para sempre”. Trelawney parece um tanto desconcertada com essa interpretação.

Os feriados de Páscoa começam, mas poucos colegas de Harry estão tranqüilos. No terceiro ano, eles têm mais deveres do que nunca e Neville parece que não vai agüentar a pressão. Hermione tem mais deveres do que todos e é a primeira na biblioteca todas as manhãs e a última a ir para a cama à noite. Ron tem ficado trabalhando na apelação de Bicuço entre seus deveres. Harry está tentando colocar em dia seus deveres além dos treinos de Quadribol.

Eles vão jogar contra a Slytherin que está liderando com 200 pontos, no sábado após os feriados de Páscoa. A Casa Gryffindor está totalmente obcecada pela partida, essa é a primeira vez que eles estão no páreo pela Copa desde que Charlie, irmão de Ron, era Apanhador. Para Harry, isso é uma disputa pessoal entre ele e Draco, enquanto Oliver Wood, vê a partida como a única chance de ganhar a Taça, pois é seu último ano em Hogwarts. A tensão também aumenta no campo da Slytherin. Todas as vezes que Harry passa nos corredores, tem alguém da Slytherin tentando lhe dar uma rasteira, pondo o pé na frente. Crabbe e Goyle constantemente aparecem em qualquer lugar onde Harry está, eles olham e saem desapontados ao ver Harry rodeado de Gryffindors, rindo, conversando e o protegendo.

Acordando de um pesadelo, Harry olha pela janela e vê Bichento junto com um enorme cão negro. Ele pensa então, se Bichento pode ver o cachorro, então ele deve ser um animal e não o Sinistro. Antes de conseguir acordar Ron para confirmar o que está vendo, eles sumiram.

O dia seguinte é a final do Quadribol contra a Slytherin. Harry fica corado quando Cho Chang lhe deseja boa sorte. A partida começa e é um jogo sujo, com a Slytherin cometendo múltiplas faltas contra Gryffindor. Harry não pode pegar o Pomo até que a Gryffindor tenha 50 pontos no placar, senão a Slytherin fica com a Copa. Eke tenta prestar atenção no jogo e no Pomo. Gryffindor já tem mais de 60 pontos (a maior parte deles por causa dos penaltis). Harry vê o Pomo, mas é frustrado por Draco, que segura a vassoura de Harry, impedindo-o de alcançar o Pomo. Gryffindor perde a vantagem, porque todos do time estão furiosos com as atitudes sujas dos jogadores da Slytherin. Harry ajuda a Gryffindor a se recuperar, voando rápido e bloqueando o time inteiro da Slytherin, depois dá um mergulho para pegar o Pomo, ganhando de Draco por centímetros. Gryffindor ganha a partida e a Copa.

Análise[editar | editar código-fonte]

A personalidade de Hermione está se desenvolvendo em muitas facetas. Teimosa por natureza e sempre apostando que está certa, ela finalmente admite que Bichento deve ser o culpado pelo desaparecimento de Perebas, e pede desculpas a Ron. No entanto, Ron e Harry também foram muito duros com ela, da forma com que reagiram por causa da Firebolt; Harry estava vidrado pela vassoura nova, ele não considerou a possibilidade real de ter magia negra, que poderia feri-lo ou mesmo matá-lo. Harry e Ron também esqueceram que, mesmo que Hermione sempre fosse totalmente contra suas atividades fora das regras da escola, nunca antes ela contou para ninguém. Inclusive sobre o Mapa do Maroto, um objeto que poderia ter levado Black até Harry, ou informado a Black sobre o túnel da Bruxa de Um Olho Só. Hermione, às vezes, até ajudou os garotos a quebrarem as regras, mesmo contra sua vontade. O fato de excluírem Hermione do seu convívio durante quatro meses, mesmo depois que a vassoura de Harry foi devolvida, por causa das circunstâncias do desaparecimento de Perebas, foi muito pesado para ela. Hermione já estava sob um fardo muito pesado por causa de seus trabalhos da escola, é preciso muito pouco para ela perder a paciência. Foi isso que aconteceu com Trelawney e aquilo que ela considera uma matéria falsa, e também com Malfoy, em quem ela deu um tapa na cara por causa do seu comportamento ofensivo. O comportamento dela, no geral, foi ficando estranho, tipo dizer que “esqueceu” a aula de Feitiços quando ela estava, claramente se dirigindo à sala de aula junto com Ron e Harry, antes de desaparecer por completo. Harry e Ron suspeitam que existe alguma coisa acontecendo com ela, e ela está escondendo, mas não têm idéia do que possa ser.

Surpreendentemente, Malfoy não faz nada para se vingar quando Hermione dá-lhe um tapa na cara, embora Harry tenha chegado a se preocupar, quando ele e Ron procuram por ela e não a encontram. Draco parece ser o típico bully (fanfarrão), aquele que só briga com quem considera mais fraco do que ele. Ele não tinha uma reação preparada quando Hermione o atacou fisicamente, e então, não teve outro jeito senão fugir. Também é típico do caráter desse tipo de fanfarrão, tentar se vingar de algo público, de maneira mais privada, de modo que tanto Harry como Ron, ficaram preocupados com a segurança de Hermione, quando não a encontraram.

A vitória da Gryffindor sobre a Slytherin é uma vitória das boas, considerando que eles venceram honestamente, graças à sua habilidade superior no Quadribol, enquanto a Slytherin jogou um jogo sujo, constantemente quebrando as regras. Essa partida parece ter sido escrita, para mostrar como os Slytherins se comportam na vida do dia a dia. Eles se dão bem usando qualquer método que podem, e se orgulham apenas do que conseguem obter, não por conseguir algo através do esforço ou da honestidade. Draco Malfoy, nesse ponto, é a pessoa que personifica esse comportamento e, as vassouras caríssimas que Lucius Malfoy comprou para o time da Slytherin (no segundo livro capitulo 7), só para Draco entrar no time, é o típico exemplo desse comportamento.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Hermione abandonou a aula de Adivinhação?
  2. Depois que Hermione abandonou Adivinhação, Lavender Brown e Parvati Patil afirmam que Trelawney havia feito anteriormente, uma previsão dizendo que um deles iria abandoná-los por volta da Páscoa, e aconteceu. A previsão era verdadeira ou foi coincidência? Por que?
  3. O que Harry pensa quando vê Bichento e o cão andando juntos?
  4. Por que Hermione deu um tapa na cara de Draco? Foi merecido?
  5. O que fez Harry corar? Por que?

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Bichento, um gato bem diferente, estaria na companhia de um cão enorme?
  2. Por que Hermione perdeu a aula de Feitiços? Qual foi a explicação dela, dá para acreditar? O que mais podemos pensar a respeito?
  3. O que o modo de jogar dos Slytherins mostra sobre seu caráter em geral?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Nós vimos anteriormente, que Hermione, recebeu uma lista de matérias para escolher, e ela escolheu todas. É claro que nos apenas vemos a garota nas aulas em que Harry e Ron também estão, mas somos levados a crer que ela está tendo muitas aulas extras com horários iguais. No almoço, durante o primeiro dia de escola, Hermione lembrou que preferia Aritmância a Adivinhação, embora as duas aulas fossem no mesmo horário. Para conseguir isso, vamos descobrir que ela está usando um Vira Tempo, um objeto que permite que ela volte no tempo. Com ele, ela pode assistir uma aula, depois voltar para trás uma hora e assistir a uma aula diferente ministrada na mesma hora. se preocupando apenas em não ser nunca vista em dois lugares ao mesmo tempo. O resultado disso, é que ela a principio teve 12 matérias, o dobro das matérias normais. Conforme o ano segue, no entanto, o cansaço fica sério. Os dias dela ficam extremamente longos e com certeza ela está com falta de sono. Isso nós vemos aqui, quando ela bate na cara de Draco e ela esquece de ir a uma aula; possivelmente ela tem um padrão, em que ela faz uma pausa nas aulas com o estudo na Sala Comunal, e a briga com Draco fez com que ela perdesse o padrão. Além disso, ela sempre pode usar o Vira Tempo para conseguir um tempo extra de estudos nas férias de Páscoa. Quando ela é vista entrando na biblioteca de manhã cedo e saindo tarde da noite, o único lugar onde ela poderia estar era mesmo na biblioteca. Portanto ela não pode usar o Vira Tempo para garantir um tempo extra para estudar, então ela tem menos tempo do que parece para estudar as onze matérias que ainda está cursando.

O cachorro enorme que tem aparecido para Harry é verdadeiro mas não é exatamente um cachorro. Na verdade é Sirius Black em sua forma de Animago. Sirius vai comentar depois que foi muito difícil ganhar a confiança de Bichento, e vamos ver que Bichento se mostra inestimável para Sirius nas suas tentativas de entrar na Torre da Gryffindor.

O feitiço Expecto Patronum precisa de uma lembrança feliz para ser produzido. A vitória de Harry no jogo de Quadribol vai trazer para ele uma lembrança feliz e extremamente forte, que ele vai usar como base para lançar o feitiço Patrono no futuro.