Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/O Prisioneiro de Azkaban/Capítulo 12

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Capítulo 12 O Patrono[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Harry e Ron continuam furiosos com Hermione porque a Firebolt foi confiscada por culpa dela. O resultado é que Hermione evita a Sala Comunal, ela faz seus intermináveis estudos na biblioteca e, possivelmente no seu dormitório. As férias acabam e na noite anterior ao inicio das aulas, Oliver Wood segura Harry e pergunta se ele resolveu seu problema com os Dementadores. Harry diz que o Professor Lupin prometeu ajudá-lo a resolver. Oliver pergunta sobre a nova vassoura e Ron conta sobre a Firebolt. Oliver acha que não pode ter sido enviada por um fugitivo como Sirius Black. Ele promete pedir à Professor McGonagall para dar um jeito.

As aulas começam sem alegria. Hagrid, no entanto, deu boas vindas e para sua primeira aula havia uma bela fogueira cheia de adoráveis amantes do fogo, Salamandras. A Professora Trelawney havia mudado sua aula para Quiromancia, e não perdeu tempo em afirmar que a palma da mão de Harry, tinha as linhas da vida mais curtas que ela já vira. Harry estava doido para chegar o dia de DCAT e a aula que o Professor Lupin's tinha prometido, anti-Dementadores. Ron comenta que Lupin parece doente e fica imaginando o que pode estar deixando o professor assim. Hermione, que havia escutado, comenta que é óbvio, mas não diz mais nada.

Mais tarde, nessa noite, Harry encontra Lupin, que está carregando um Bicho Papão dentro da maleta. Lupin diz que ele vai se tornar um Dementador e Harry vai praticar contra ele. Lupin ensina o feitiço Expecto Patronum, dizendo que Harry deve lembrar sua recordação mais feliz. Harry se concentra e vê um vapor branco sair de sua varinha. Ele está pronto para fazer um teste. O Bicho Papão é solto e aparece como um Dementador. Harry tenta conjurar um Patrono, mas ouvindo os gritos de sua mãe, ele desmaia. Lupin o acorda e dá a ele um Sapo de Chocolate. Harry quer tentar de novo e escolhe uma nova lembrança. Dessa vez ele ouve os gritos e a voz de seu pai, depois desmaia. Quando ele volta a si, Harry diz que dessa vez ouviu seu pai; Lupin parecendo emocionado, admite que conheceu James, e sugere parar de uma vez. Mas, Harry quer continuar e lembra o dia em que ele descobriu que era um bruxo e iria embora da casa dos Dursleys. O Bicho Papão é liberado. Harry tenta conjurar um Patrono e novamente ouve os gritos, mas não desmaia. Algo branco escapa de sua varinha, e o falso Dementador é parado. Lupin rapidamente vai à frente e usa o feitiço Riddikulus para retornar o Bicho Papão à mala. Lupin diz que Harry já fez demais e eles tentarão novamente na próxima semana. Harry lembrando que seu pai e Sirius Black foram amigos, pergunta a Lupin se ele conheceu Black, então Lupin admite que ele e Black freqüentaram Hogwarts na mesma época.

Ravenclaw joga contra a Slytherin e perde de muito pouco. Isso anima Oliver Wood porque se Gryffindor ganhar de Ravenclaw, Gryffindor ficará em segundo lugar. Wood aumenta os treinos para cinco vezes por semana, o que, combinado com uma vez por semana de aulas anti-Dementador, deixa para Harry apenas uma noite para fazer seus trabalhos de casa. Hermione parece estar pior, embora, de alguma forma ela esteja indo a todas as aulas, até mesmo às aulas que são no mesmo horário.

Oliver diz a Harry que a Firebolt não será devolvida imediatamente. Oliver diz a Harry que, voar numa vassoura enfeitiçada não seria problema, caso eles ganhassem o jogo antes que ela jogasse Harry longe. Ele só não entendeu porque McGonagall, achou que ele era muito insensível. Ele sugere que Harry peça uma Nimbus 2001, mas Harry recusa, dizendo que não quer usar uma vassoura que Draco acha boa.

As aulas anti-Dementador também não vão bem. Embora tenha tido sucesso no início, Harry agora só consegue produzir uma fina névoa prateada. Depois de uma longa sessão, o Professor Lupin traz Cerveja Amanteigada do Três Vassouras. Harry quase comenta que esteve lá. Eles discutem os Dementadores e Lupin diz que o Ministério da Magia deu permissão para administrarem o “Beijo” em Black, sugando sua alma. Harry acha que Black merece isso embora Lupin pareça não pensar da mesma forma.

Quando Harry volta à Sala Comunal da Gryffindor após essa sessão, a Professora McGonagall o para no caminho e devolve a ele a Firebolt, declarando que está livre de feitiços. Do lado de fora do retrato de Sir Cadogan, Neville está em lágrimas. Ele havia escrito as senhas da semana, porque Sir Cadogan as troca diversas vezes por dia, e perdeu a lista. Harry diz a senha e eles entram. Quase todo mundo quer ver a Firebolt e começam a ter esperança de ganhar a Copa. Harry e Ron finalmente se reconciliam com Hermione, que parece exausta. Ron se oferece para levar a Firebolt para o dormitório porque está na hora de dar a vitamina de Perebas. Novamente Harry fica imaginando como Hermione pode estar assistindo a tantas aulas. Ron de repente aparece, gritando que Perebas sumiu, e carregando um lençol cheio de sangue coberto com o que parece, pelos de Bichento.

Análise[editar | editar código-fonte]

A luta de Harry com as aulas anti-Dementador, parece espelhar sua vida. Quando ele, inicialmente falha em alguma coisa, ao invés de se entregar, sua determinação o leva a continuar tentando até conseguir. Isso também nos mostra que Harry briga para encontrar uma lembrança que seja feliz o bastante para criar um Patrono efetivo. A falha inicial de Harry talvez tenha uma causa oculta: ele agora sabe que quando o Dementador se aproxima dele, ele ouve as vozes de seus pais, e ele percebe que superar esse medo ao encontrar um Dementador, vai eliminar o único laço real que ele tem com os pais. O fato de Lupin concordar que ele conheceu, não apenas James e Lily, mas também Sirius Black é surpreendente; isso aumenta o mistério, embora Lupin evite falar mais sobre isso. Sua dúvida em dividir com Harry sua opinião sobre se Black, responsável por tantas mortes, incluindo dos Potters, merece ter sua alma sugada, parece demonstrar grande compaixão e perdão, mesmo para com alguém que cometeu atos hediondos contra pessoas inocentes, incluindo aqueles de quem Lupin tanto gostava. No entanto, os sentimentos de Lupin podem ter outras razões.

Enquanto Harry tenha ficado abatido pela destruição de sua Nimbus 2000 e irado pelo confisco da Firebolt, essas são perdas que ele pode facilmente repor com a considerável fortuna que seus pais deixaram. Ele reluta em fazer isso porque, na verdade, é emocional a perda das vassouras. Ao invés de encontrar uma solução possível, sua raiva, teimosia e imaturidade emocional fazem com que ele demore e encontrar uma solução, ele então, mergulha num poço de auto piedade. Além de tudo, existe a forte ligação emocional de Harry com esses objetos mágicos, que ele acredita, são impossíveis de substituir apenas comprando outros. Essa reação mostra como nossos bens mais valiosos nem sempre são os mais caros, mas são coisas ligadas a outra pessoa, ou mesmo a um lugar especial ou um fato ocorrido. Harry também associa esses objetos a quem ele é. A Nimbus, assim como sua varinha, estão entre seus primeiros objetos mágicos. Ela não apenas foi o ingresso de Harry ao mundo mágico, mas o tornou o Apanhador mais jovem em um século, e também foi um presente de alguém (McGonagall) que se preocupa com ele. Os Dursleys nunca compraram um presente para ele. A Firebolt, em especial, é importante, porque ele acredita que foi enviada por alguém que secretamente gosta muito dele, ao invés de por um inimigo que o quer morto, ainda que não haja provas de cada uma dessas teorias.

Quando a Firebolt é devolvida sem feitiços aumenta a certeza de Harry de que alguém deve se preocupar e está tomando conta dele e o protegendo, embora não tenha idéia de quem seria. Embora o retorno da Firebolt tenha melhorado as relações entre Hermione e os garotos, uma nova confusão começa por causa da aparente morte de Perebas. Embora a evidência seja apenas circunstancial, há grande chance de que Bichento seja o culpado. Essa briga talvez seja pior para Hermione, que, já está sobrecarregada de deveres escolares e só recentemente se reconciliou com Ron e Harry, e parece que não consegue receber um pouco de compreensão de Ron. Dessa vez, porém é Ron apenas que está aborrecido com ela; Harry lembra mais fatos sobre Perebas do que Ron, e parece bem menos inclinado a culpar Hermione pelo comportamento de Bichento.

Hermione também está focada em outro mistério, Lupin frequentemente parece doente e não pode dar suas aulas. Ela aparentemente sabe o porquê, embora, ainda zangada com Harry e Ron, ela se recuse a dar mais informações, deixando que eles descubram por si mesmos.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Oliver Wood acha que o comentário de McGonagall sobre ele ser “insensível” com relação a Harry não foi merecido? Explique ambas as posições.
  2. Por que é tão difícil para Harry recordar uma lembrança de fato “feliz”?
  3. Por que Neville está tendo (mais do que sempre) dificuldades para lembrar a senha da Sala Comunal da Gryffindor? O que ele faz para ajudá-lo a lembrar. Isso foi má idéia? Explique

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. O que pode estar errado com Lupin? Como Hermione descobriu? Por que ela se recusa a explicar?
  2. Ron está certo ao pensar que Bichento matou Perebas? Qual é a evidência e isso é conclusivo?
  3. Por que o desaparecimento de Perebas afeta a relação de Ron e Hermione?
  4. Lupin diz a Harry que Sirius Black estudou em Hogwarts na mesma época que ele. É possível que ele conheça Black mais do que está deixando transparecer? Explique.
  5. Por que Lupin discorda de Harry sobre Black merecer o “Beijo do Dementador”?
  6. Harry herdou uma grande fortuna, e pode facilmente comprar uma nova vassoura. Por que ele não o faz?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Hermione, com certeza, tendo feito o trabalho que Snape passou sobre lobisomens, descobriu o “pequeno problema peludo” de Lupin, assim será dito mais tarde. Nós sabemos que ela foi a única aluna a fazer o trabalho, portanto não é surpresa que nem Ron e nem Harry compreendam porque Lupin parece sempre doente. As brigas entre Hermione e os garotos são importantes porque impedem que ela explique tudo. Ela finalmente revela a verdade para eles, durante uma cena chocante do livro que ocorre na Casa dos Gritos.

Sabendo que Lupin é um lobisomem, e vendo o efeito do Bicho Papão em Harry, cria uma pequena contradição. Claramente, um Bicho Papão na forma de Dementador, tem certamente o mesmo efeito mágico em Harry que um verdadeiro Dementador teria, deixando Harry desesperado e trazendo lembranças horríveis enterradas em sua mente. (Personagens na história comentam isso, no entanto, o verdadeiro Dementador seria mais difícil de ser enfrentado do que um Bicho Papão). Mas, também, quando o Bicho Papão toma a forma de um globo prateado, representando o medo de Lupin da lua cheia, não afeta o professor. Só podemos imaginar que esse seria o “efeito placebo”: se você acredita que uma coisa vai afetá-lo isso quase sempre acontece. Finalmente, o Bicho Papão como Dementador é possível de ser acreditado, e pode ser apresentado numa sala de aulas, e isso afeta Harry, que não consegue segurar suas emoções porque acredita que vai sentir tudo aquilo. O Bicho Papão como a lua cheia dentro da sala de aula não dá para acreditar e, portanto, não tem efeito sobre Lupin, que como adulto compreende o que é de fato um Bicho Papão. Além disso ele sabe que forma ele vai assumir, portanto o professor pode lidar com ele de modo muito diferente de Harry.

Neville não pode, com certeza ser culpado por perder a lista de senhas; Bichento roubou o papel a pedido de Sirius Black. Black a usou para entrar na Torre da Gryffindor. Isso causou uma enorme confusão, porque Black aparentemente atacou Ron, ao invés de Harry, seu suposto alvo; era o sumido Perebas que sempre dormia na cama de Ron que Black estava caçando. É interessante notar que Neville ter perdido a lista das senhas foi um ponto muito bem trabalhado pela autora; Neville reconhecidamente tem problemas de memorizar, particularmente senhas, portanto ter perdido o papel combina bem com seu personagem. No entanto, se a lista foi roubada e não perdida, fazer e manter uma lista dessas, especialmente quando outros estão sabendo é uma coisa um tanto perigosa. O resultado é que Harry e os outros ficarão expostos a um grande perigo.

Lupin aparentemente está sofrendo por causa do destino que Sirius Black pode enfrentar. Sabemos que Lupin foi colega de escola não só do pai de Harry, mas também de Sirius Black e do “pequeno Peter Pettigrew”. Os quatro eram grandes amigos, e mesmo Lupin despreze profundamente Black pela sua traição, ele aparentemente sente muita compaixão pelo seu antigo amigo. Também devemos lembrar que Snape freqüentou Hogwarts na mesma época – o Professor Dumbledore comentou que James havia salvado a vida de Snape. Embora ainda seja impossível de imaginar James, Sirius, Pettigrew e Lupin juntos como um grupo, devemos lembrar que eles se conheciam. É um tanto curioso que Harry esteja mais interessado em conversar com Lupin sobre Sirius do que sobre seu pai, mas Sirius é uma preocupação mais imediata para ele.

Aqui nós vemos um padrão recorrente no livro, sempre que alguém imagina como Hermione pode estar freqüentando tantas aulas, ou quando ela aparece de repente em algum lugar, há sempre uma interrupção que dá fim às especulações. Isso se atribui à habilidade da autora, que essas interrupções ao invés de parecerem forçadas, parecem ocorrências normais, ou tão normais quanto podem ser naquela situação. A “morte” de Perebas é uma das ocorrencias, que interrompem Harry de ficar analisando o caso. Embora esse evento seja extraordinário, na verdade, já era esperado. Assim como Ron, e Harry (um pouco menos), nós já tinhamos visto que Bichento estava mirando Perebas desde que ele entrou na história, na Loja de Animais no Beco Diagonal. Portanto Perebas ter morrido nas garras de Bichento, mesmo sendo surpreendente, é apenas a progressão da história, tornando a interrupção muito natural. Os leitores que já conhecem a série, é claro, vão saber que Perebas não está morto, mas chegarão à conclusão que Sirius Black chegou tão perto, que o rato escolheu desaparecer. Como já havia feito antes, quando, como Pettigrew, ele tomou a decisão de desaparecer, ele saiu como um espectador qualquer, e depois desapareceu deixando a evidencia de sua suposta morte. No primeiro caso, ele deixou Black levar a culpa; nesse caso, a culpa ficou com Bichento. Isso é um tributo a astucia de Pettigrew, em ambos os casos, como preparar sua vítima para ser o suspeito.

Conexões[editar | editar código-fonte]

  • Foi mencionado que a Firebolt é uma “vassoura de classe mundial”, o que implica em que existe algum tipo de competição mundial de Quadribol. Logo vamos ver que existe; no livro O Cálice de Fogo capitulo 3, Harry recebe um convite para ir à Copa do Mundo de Quadribol. Acontece que todo o time da Irlanda está voando em Firebolts.