Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/As Relíquias da Morte/Epílogo

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Dezenove Anos Depois[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O epílogo é o capítulo final da série Harry Potter. Ele é passado 19 anos depois da derrota de Voldemort na Batalha de Hogwarts.

Harry e Ginny Weasley estão casados e tem 3 filhos, James Sirius, Albus Severus e Lily Luna. Eles estão na Estação Kings Cross para acompanhar dois dos filhos para Hogwarts, onde Neville Longbottom agora, é professor de Herbologia. James, o mais velho já está em Hogwarts, enquanto Albus Severus, 11, está começando seu primeiro ano. Lily com 9 anos está choramingando – bem parecida com Ginny no primeiro livro da série – porque não podia ir.

Também estão lá Ron e Hermione também casados e com dois filhos, Rose que está começando em Hogwarts e Hugo. Ron diz a Harry que acabou de passar na prova de direção depois de usar o feitiço Confundo no examinador – mas não quer que Hermione saiba. De passagem, Harry vê Draco Malfoy e sua esposa com o filho deles, Scorpius. Malfoy faz um leve cumprimento de cabeça . Teddy Lupin filho orfão de Remus e Tonks, é visto beijando Victoire Weasley filha de Bill Weasley e Fleur Delacour.

Albus está preocupado com medo de ser escolhido para Slytherin, mas Harry reafirma para ele que, tendo o nome de dois diretores de Hogwarts; um da Slytherin, Snape foi provavelmente o homem mais corajoso que conheceu.

Harry também conta para Albus que o Chapéu Seletor leva em consideração a escolha do aluno e ele fez isso para Harry quando ele foi chamado para a Escolha – isso ele nunca contou para seus outros filhos. Depois que o Expresso de Hogwarts parte, Ginny conforta Harry, dizendo que seus filhos ficarão bem. Harry pensa em sua cicatriz; ela não doeu durante 19 anos. O epílogo termina com “Tudo estava bem.”

Analise[editar | editar código-fonte]

O epílogo de Rowling entrega uma atualização dos personagens após-Voldemort. No entanto nas entrevistas depois dos livros nas livrarias, J. K. Rowling deu informações adicionais. Harry e Ron são Aurores do Ministério da Magia, embora Ron também trabalhe por algumas horas na loja de logros de George que se tornou muito bem sucedida.

O Ministério mudou radicalmente do que era e ambos, Harry e Ron foram importantes ao fazer uma revisão no departamento dos Aurores. Harry agora é o chefe, Kingsley Shacklebolt é o Ministro da Magia, com Percy Weasley numa alta posição sob o Ministro. Hermione também trabalha no Ministério, no Departamento de Aplicação das Leis da Magia, e também fez muito para melhorar a vida das criaturas não-humanas. Luna Lovegood prossegue com seu interesse em biologia e viaja pelo mundo a procura de criaturas mágicas diferentes. Ela se casou com Rolf o neto do famoso naturalista, Newt Scamander.

Curiosamente, embora Draco tenha se casado e tenha um filho, Rowling não identifica, no livro, sua esposa. No documentário “J, K. Rowling... Um Ano na Vida”feito pela ITV no Reino Unido, a autora mostra árvores genealógicas dos Weasley e uma pequena árvore de Draco, mostrando que ele casou com uma moça chamada Astoria Greengrass, que não aparece nos livros e seu filho chama-se Scorpius Hyperion. A mesma árvore indica que George casou com uma Angelina (provavelmente Angelina Johnson) e tem dois filhos chamados Fred e Roxane. É através dessa árvore genealógica que conhecemos o nome todo do filho mais velho de Harry; no livro ele é sempre chamado apenas James.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. O segundo filho de Harry recebeu o nome em homenagem a quem? Por que ele escolheu esses nomes?
  2. Que tipo de relacionamento Harry e Draco tem hoje em dia, baseado na interação deles na Estação King´s Cross?
  3. Por que Ron não quer que Hermione saiba os detalhes de seu teste de direção? Baseado nesse experiência você acha que os dois mudaram muito durante esses anos?

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. De modo geral os personagens mudaram muito depois da morte de Voldemort, e podemos dizer que mudaram para melhor?
  2. Os filhos de Harry são parentes do filho de Draco?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Muitos fãs disseram que não gostaram do epílogo, nem das entrevistas depois da publicação contando outros fatos, e talvez estranhos detalhes das carreiras dos personagens depois que a série termina.

Esse não é o lugar correto para criticar o epílogo dessa forma. Isso é parte do trabalho publicado, e não devemos debater os méritos dessa inclusão. No entanto o epílogo mostra o desenvolvimento dos personagens na série. Neville, por exemplo, trabalhou duro para se tornar um professor de Herbologia, a sua matéria favorita na escola. Ele não quis se vingar do passado, que aconteceu com seus pais e procurou um novo caminho, mais feliz!

Harry e Draco aparentemente mantiveram a trégua que se viu pelo aceno de cabeça dos dois, significa que Draco amadureceu ao longo dos anos. Vemos que Ron ainda é imaturo em determinadas circunstâncias, embora em outras ele tenha amadurecido significativamente. Embora ele pareça se manter atrás de Harry e Hermione, de alguma forma ele cresceu além de ser o “segundo papel” mas confortável com seu lugar independente na vida. Hermione, no entanto, mostrou que ultrapassou todas as expectativas de que ela seria uma força influenciadora dentro do mundo mágico. E vemos que Harry ganhou o que sempre desejou, o que ele viu no Espelho de Ojesed, no primeiro livro, uma família amorosa, estável e solidária. O desenvolvimento do personagem de Harry confirma o que achamos que ele iria ser e temos a certeza de que nossa profunda ligação com esses personagens infelizmente acabou, eles prosperaram durante os anos a seguir e portanto nossa tristeza em nos separarmos deles fica mais fácil.

Os detalhes dados pela autora nas entrevistas após a publicação, no entanto, parece menos pertinente. Em particular os pequenos fatos sobre o futuro de vários personagens, embora verdadeiros para os personagens parecem criados apenas para satisfazer os fãs, ao invés de verdadeiramente refletir os personagens como os conhecemos. Por exemplo, em uma entrevista, a autora mencionou que Neville casou com Hannah Abbot, agora proprietária do Caldeirão Furado. Essa informação deve ter sido fabricada no calor do momento, para entregar uma resposta à pergunta. Para falar a verdade, Neville deveria casar; Hannah Abbot é uma boa escolha como qualquer outra. Mas torná-la dona do Caldeirão Furado parece demais, ao invés de na verdade não adicionar nada de novo ao personagem Hannah além das poucas informações que já tínhamos.

Por isso, embora tenhamos dito que “pequenos detalhes” seriam revelados depois da publicação, sentimos que essas revelações em geral não adicionam nada para nossa compreensão da série, e não devem ser catalogadas aqui.

Existe um outro lado nisso tudo. Embora Rowling tenha afirmado que a serie terminou, ela pode sempre decidir mais tarde escrever mais novelas nesse universo. Nesse caso ela deixou alguns rascunhos que podem ser para futuros enredos. A pressão (e desapontamento) dos fãs fizeram com que ela entregasse essas informações adicionais.

Com relação a qualquer possível sequencia, um pequeno ponto deve ser levantado. Como o fragmento de alma dentro de Harry foi destruído, qualquer conexão entre Harry e Voldemort cessou de existir, significando que a cicatriz de Harry não mais pode detectar a presença de Voldemort.

Acreditamos que todos os seis Horcruxes intencionais foram destruídos, como vimos Voldemort os enumerando; o fragmento que estava dentro de Harry, foi um Horcrux acidental, também foi, aparentemente destruído. Portanto é extremamente difícil que Voldemort permaneça no mundo. Se por algum mecanismo, Voldemort sobreviveu, a cicatriz de Harry sem doer não seria um indicador de que “está tudo bem”.

No entanto, sempre existem outros bruxos e bruxas das Trevas espreitando, senão os Aurores não teriam utilidade. Qualquer livro futuro deveria ter um novo personagem do mal, criando terror no mundo mágico, e poderia também ter como herói central, possivelmente um ou mais filhos de Harry e Ginny ou de Ron e Hermione.