Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/As Relíquias da Morte/Capítulo 30

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Capítulo 30
A Demissão de Severo Snape[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A dor explode na cicatriz de Harry e ele se vê numas rochas sob um penhasco. “Bom,” ele pensa, “eles estão com o garoto”. Um crack alto traz Harry de volta, quando Luna estupora Alecto Carrow. O barulho acorda os alunos da Ravenclaw e Harry mergulha sob a Capa da Invisibilidade com Luna. Os alunos começam a levantar, assustados ao achar a professora inconsciente no chão. Do lado de fora, Amycus está chamando por Alecto freneticamente, preocupado que o Lord das Trevas tenha chamado sem Harry Potter ter sido capturado. Amycus está ordenando que a Professora McGonagall abra a porta. Dentro da Sala Comunal eles encontram Alecto inconsciente. McGonagall fica surpresa que Harry tenha estado ali e que Voldemort suspeite que ele possa ter tentado entrar na Torre da Ravenclaw. Amycus cm medo da ira de Voldemort no caso de Harry escapar, diz que vai dar um alerta que tenha sido uma pegadinha da escola e vai punir alguns alunos. Quando McGonagall dá o contra, Amycus a ameaça, Harry aparece e acerta ele com a Maldição Cruciatus, erguendo Amycus do chão e o atirando contra uma estante. Agora Harry entende o que Bellatrix quis dizer quando falou que a pessoa precisa sentir raiva para uma Maldição Imperdoável funcionar.

Uma espantada McGonagall agradece a Harry mas avisa que ele tem que deixar o castelo rápido. Ele se recusa e diz que lá existe algo perdido há séculos. Harry acredita que o Diadema perdido era seu melhor candidato a ser o Horcrux final e ninguém sabe onde ele está. Amycus se estica e McGonagall lança um feitiço de amarrar nele e em sua ainda inconsciente irmã.

A ira de Voldemort atinge Harry com toda força—o Lorde das Trevas descobriu que o Medalhão não está na gruta junto ao mar. Voltando a si, Harry conta tudo à Professora McGonagall e diz que precisa achar algo escondido em Hogwarts, antes que Voldemort e seus capangas cheguem. McGonagall responde que os funcionários irão defender o castelo tanto tempo quanto possível enquanto Harry procura. Harry diz a McGonagall que os alunos podem ser evacuados através do túnel até o Cabeça de Javali. Voldemort estará concentrado apenas em Hogwarts e não em alunos desaparatando em Hogsmeade.

Harry e Luna se escondem sob a Capa da Invisibilidade enquanto McGonagall conjura três gatos Patronus para chamar os outros chefes das Casas. Eles encontram com Snape no hall. Os olhos dele ficam observando em volta, talvez detectando Harry por ali. Quanto perguntada sobre o que fazia ali, McGonagall diz que ouviu um barulho. Ela é evasiva quando perguntada sobre Harry ela puxa a varinha. Snape rápido usa um Protego para se proteger do feitiço. Eles duelam ferozmente. O Professor Flitwick e Pomona Sprout chegam correndo para ajudar McGonagall, bufando chega em seguida Slughorn. Vendo que estava perdendo, Snape corre para uma sala deserta onde se ouve um barulhão. McGonagall correndo atrás dele grita “Covarde!”

Tirando a Capa Harry e Luna correm para dentro, espantando os outros professores. Snape pulou pela janela, Harry acha que ele deve estar morto, mas McGonagall comenta azeda, que ao contrário de Dumbledore, Snape tinha uma varinha. Harry vê uma figura parecida com um morcego pairando sobre os terrenos da escola. Slughorn finalmente entra e McGonagall o informa que Snape está tirando uma licença. Harry entra na mente de Voldemort outra vez e vê o lago cheio de Inferi. Voldemort pula do bote tomado de fúria e se dirige a Hogwarts.

McGonagall ordena que os alunos sejam levados ao Salão Principal e diz a Slughorn que chegou a hora da Slytherin escolher um lado. Os professores lançam feitiços defensivos em volta de Hogwarts, mesmo sabendo que não vão conseguir impedir Voldemort indefinidamente. Harry pergunta a Flitwick se ele sabe alguma coisa a respeito do Diadema de Ravenclaw e o professor diz ninguém que ele tenha conhecido jamais o viu. McGonagall encanta as estátuas da escola e as armaduras para ajudarem a defender o castelo, e ordena a Filch, que está resmungando porque os alunos não estão nas camas, para chamar Pirraça o Poltergeist.

Quando Harry e Luna retornam à Sala Precisa, Harry fica chocado e assustado com a quantidade de pessoas que chegaram, incluindo Lupin, Shacklebolt, Oliver Wood, Katie Bell, Angelina Johnson, Alicia Spinnet, Bill e Fleur, Mr. e Mrs. Weasley. Fred Weasley avisou aos membros da AD e estes chamaram a Ordem da Fênix. Como os alunos mais novos foram evacuados, Ginny, que quer lutar, está discutindo com os pais pedindo para ficar. Repentinamente chega Percy, pedindo desculpas bem alto à sua família, por ter sido um idiota e iludido, um fantoche do Ministério. Os Weasleys o perdoam imediatamente. Olhando em volta, Harry se pergunta onde estarão Ron e Hermione. Ginny recebeu ordens de ficar em seu quarto durante a batalha, diz que eles estão procurando uma coisa tem a ver com banheiro, deixando Harry pensativo.

Sua cicatriz lateja novamente e ele vê Hogwarts através dos pesados portões de ferro, Nagini está enrolada em seus ombros. Voldemort chegou.

Análise[editar | editar código-fonte]

Conforme a história chega a um estágio crítico, o tempo está se acabando; Harry está desesperado para encontrar Horcrux da Ravenclaw e a taça da Hufflepuff ainda precisa ser destruída; e Harry não sabe como destruir os Horcruxes. Ron e Hermione, no entanto, podem ter alguma idéia de como fazer e isso explica sua súbita e misteriosa ausência.

Voldemort e suas forças logo estarão no castelo e Harry está perdido, se o Diadema é de fato o Horcrux que falta e onde ele estará. Se o Horcrux final estiver escondido em Hogwarts, este um lugar que Harry conhece melhor do que qualquer outro e, pelo menos tanto quanto Voldemort. Talvez, apenas Dumbledore e os gêmeos Weasley conhecem melhor.

Esse regresso à casa também enche Harry de confiança e força que um lugar menos familiar não conseguiria fazer. E, embora Harry não tenha idéia de onde o Diadema pode estar escondido, caso esteja em Hogwarts, seu conhecimento de muitos segredos do castelo vai ajudar a diminuir o espaço de busca. O retorno de Harry não apenas o coloca num local familiar e confortável, mas o reconecta às suas alianças com velhos amigos e outros apoiadores que, imediatamente, correm para a escola ao ouvir que ele estava de volta.

Se Harry deseja conseguir derrotar Voldemort, ele vai precisar da ajuda de todos. Nós vemos, no entanto, a preocupação de Harry ao ver o pessoal da Ordem da Fênix, novamente ele acha que está pondo em risco seus amigos, sem perceber que eles estão em risco de qualquer jeito. Harry não conseguer entender que ele tem pouca responsabilidade ou controle sobre a chegada de seus amigos; isso é meramente uma bandeira que as pessoas escolheram seguir. Essa batalha também é deles.

Embora Harry tenha usado a Maldição Cruciatus antes, essa é a primeira vez em que ela funcionou de fato. Ele recorda Bellatrix que disse a ele uma vez, que quem conjura a maldição precisa desejar aquilo, é a única maneira de uma Maldição Imperdoável funcionar. Indignação apenas não resolve. Uma vez, Harry lançou a Maldição Cruciatus em Bellatrix, mas não estava com o desejo profundo de infligir dor e sofrimento em ninguém, mesmo num inimigo detestado. Agora, no entanto, Harry a usa para proteger alguém de quem ele gosta. E, considerando o efeito que fez em Amycus Carrow, Harry obviamente desejava aquilo.

Sabendo da habilidade de Snape em Legilimencia, não é surpresa que ele estivesse procurando por Harry. Snape percebeu a presença de Harry sob a Capa da Invisibilidade. Essa habilidade também pode ter ajudado a evitar a magia que McGonagall jogou sobre ele, mas ela também pode estar usando oclumencia, não sabemos o quanto McGonagall é boa nessa matéria.

Alguns leitores, compartilhando as opiniões dos gêmeos, podem ter achado que a família Weasley estava melhor sem Percy, que escolheu seu próprio caminho, outros repetindo Mr. e Mrs Weasley podem ter ficado tristes com o seu afastamento. A maioria, no entanto, deve ter ficado feliz com sua reunião com sua família, especialmente depois que ele ouviu a pungente análise de Fred sobre seu recente comportamento. A reunião foi escolhida num momento provavelmente, para evitar o triste espetáculo de irmão contra irmão, enquanto mantém o suspense em torno de Percy ter escolhido, sem pensar, o lado Negro. O afastamento de Percy é uma trama menor, mas claramente precisava ser resolvida antes que a família fosse completamente separada, e esse parece que foi um meio apropriado de resolver.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Por que McGonagall se envolveria nu duelo com Snape, ao invés de dizer simplesmente que não sabia de Harry? Ela poderia tê-lo derrotado sem o auxílio dos outros professores?
  2. Por que Voldemort está numa raiva assassina? Onde ele está quando Harry o vê?
  3. Por que Harry agora está na dúvida se o Diadema de Ravenclaw é o Horcrux? Existe alguma evidência de outro objeto da Ravenclaw?
  4. O que McGonagall quis dizer quando falou para Slughorn que era hora da Slytherin escolher um lado? Eles escolheram?

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Por que essa foi a primeira vez que a Maldição Cruciatus funcionou com Harry?
  2. Snape disse, “Você viu Harry Potter, Minerva? Porque se você o viu, devo insistir –“ está incompleta. O que ele teria a dizer?
  3. O que causou a volta de Percy? Por que demorou tanto?
  4. Para qual banheiro Hermione e Ron foram? O que eles foram fazer lá?
  5. Como tantos membros da AD, Ordem da Fênix, e antigos alunos de Hogwarts conseguiram entrar na vila de Hogsmeade sem serem detectados pelos Comensais da Morte e os Dementadores?
  6. Como os alunos de Hogwarts podem ser evacuados desaparatando do Cabeça de Javali, quando já foi dito há dois capítulos atrás, que a desaparatação da vila é impossível?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.


O banheiro ao qual Ginny se refere é na verdade, o da Murta, e os leitores vão se lembrar que é lá a entrada da Câmara Secreta, e que somente alguém que fale Parseltongue pode abrir. Ainda não se sabe porque Ron e Hermione teriam ido lá ou se eles conseguiriam abrir a Câmara, mas isso terá grande importância no próximo capitulo.

O comentário do Professor Flitwick que ninguém que ele se lembre, jamais viu o Diadema de Ravenclaw, vai provar ser errado, uma vez que ele foi visto bem recentemente, embora nem nós e nem a pessoa que o segurou soubesse disso na época. No entanto as palavras de Flitwick vão agir como um gatilho para Harry pensar bastante o que resulta em encontrar o Diadema.

Um ponto interessante é, como os alunos podem desaparatar de Hogsmeade? Relacionado a isso, como os membros da AD aparatam ali como têm feito? Aberforth disse que Harry , Ron e Hermione deveriam esperar o por do sol, e depois aparatar embora e se esconder nas montanhas. Embora nunca tenha sido explicado, isso implica que aparatar para fora de Hogsmeade é impossível. Nesse caso talvez, Harry pudesse simplesmente ter feito uma tentativa e deu sorte. É claro que é possível aparatar em Hogsmeade, uma vez que ele o fez. Talvez ele simplesmente achou que seria possível igualmente aparatar para fora e perdeu a fala de Aberforth de que isso não pode ser feito.

Uma vez que a autora nunca contou, podemos apenas especular, mas é possível que, quando a evacuação começa, Voldemort já tenha levantado os feitiços anti-aparatação em Hogsmeade de modo que suas tropas pudessem se mover. Se foi assim, isso foi o maior golpe de sorte para as forças de Hogwarts, de outra maneira eles não poderiam evacuar os não-combatentes. Também para aqueles que não conseguem ou não podem aparatar, tanto de um lado quanto de outro, Voldemort deve ter liberado a Rede do Flu. Também podem ter usado as Chaves de Portal e a aparatação em dupla.