Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/As Relíquias da Morte/Capítulo 26

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa



Capítulo 26
Gringotes[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O plano deles é simples: acompanhar Grampo até Gringotes. Hermione disfarçada como Bellatrix Lestrange usando a Poção Polissuco pode abrir seu cofre e recuperar o Horcrux. Eles têm a varinha de Bellatrix que foi capturada na Mansão Malfoy e uns fios de cabelo dela para a Poção. A varinha de Bellatrix funciona muito mal para Hermione, no entanto, a varinha de Draco funciona bem para Harry. Ele suspeita que a dificuldade de Hermione se deve ao fato de não ter sido ela quem capturou a varinha, como ele fez com a de Draco. A pressa de Harry em deixar a Casa das Conchas, se junta à preocupação para evitar que Grampo pegue a Espada assim que abrir o cofre dos Lestrange.

Harry avisa a Bill e Fleur que eles vão partir cedo e pede que Bill não os veja sair; com Hermione disfarçada, Harry quer evitar que ele descubra o plano. Antes de aparatar embora, Harry olha triste para a sepultura de Dobby e imagina como o elfo doméstico sabia como salvá-los. Hermione está tão convincente em seu disfarce de Bellatrix que Harry tem arrepios de raiva. Ron também está disfarçado e reclama de sua aparência. Harry com Grampo em seus ombros ficará escondido debaixo da Capa da Invisibilidade

Dentro do Beco Diagonal eles ficam impressionados pelas mudanças. Lojas de magia negra agora ocupam a rua enquanto muitas das lojas familiares acabaram. Bruxos e bruxas cujas varinhas foram confiscadas, esmolam nas ruas e posters do “Indesejável Número Um” estão por todo lado. O plano deles corre razoavelmente bem. Hermione faz uma Bellatrix convincente embora Harry tenha avisado para ela não ser muito educada com os subordinados. Travers, um Comensal da Morte se aproxima e exclama “Bellatrix”. Ele fica surpreso ao ver Bellatrix fora da Mansão Malfoy, depois de ouvir que todos lá estão confinados na casa e que Bellatrix perdeu sua varinha. Hermione dispensa os comentários dele, respondendo que Lord Voldemort mostra compaixão por todos que o serviram bem. As suspeitas de Travers parecem aplacadas e ele acompanha o grupo até Gringotes.

Os dois guardas humanos no banco possuem Honestímetros, que detectam feitiços de disfarce. Harry usou o Confundos neles e Hermione passou sem ser checada, embora a aparente confusão deles tenha feito Travers parar um instante. Dentro de Gringotes, os goblins exigiram identificação de Bellatrix. Quando Hermione hesita, um diz nervoso que sua varinha é prova suficiente, embora ela afirme que essa é nova. Harry suspeita que os goblins saibam que a varinha de Bellatrix foi roubada e estejam procurando um impostor. Grampo sugere que se use um feitiço Imperius no goblin Bogrod, que então, aceita a varinha como sendo a correta. Harry também põe Travers sob a Imperius quando ele começa a suspeitar, sabendo que não há artesãos de varinhas disponíveis. Bogrod leva Hermione e Ron com Harry e Grampo e Travers pela passagem. A porta bate e Harry manda Travers embora se esconder. Bogrod ainda sob a Maldição Imperius chama o vagonete que desce profundamente em Gringotes. Depois de muitas voltas e curvas, o vagonete passa através de uma cascata de segurança que lava todos os feitiços ilusórios. Quando o vagonete vira e os joga para fora, Hermione e Ron são eles mesmos outra vez. Grampo acredita que os outros goblins já saibam que eles são impostores, mas Harry quer prosseguir e enfeitiça Bogrod de novo.

O cofre dos Lestrange é guardado por um velhíssimo dragão meio cego, acorrentado, que Grampo controlou usando cembalos (clankers). Harry imagina que o dragão encolhido associa o barulho à dor. Ouvindo o barulho de goblins os perseguindo e se aproximando, Harry obriga Bogrod a abrir o cofre, que está cheio de objetos preciosos. O cofre se fecha atrás deles. Grampo diz que Bogrod pode libertá-los, mas eles precisam andar rápido. Hermione grita de dor. O feitiço protetor do cofre faz com que seu conteúdo comece a se multiplicar e a ficar extremamente quente cada vez em que algo tocava nos objetos. Harry vê a Taça Hufflepuff, mas está fora do seu alcance. Hermione levita Harry e ele pega a Taça com a Espada de Gryffindor, enquanto Hermione, Ron, Grampo e Bogrod lutam para ficar no alto, acima dos objetos quentes que se multiplicam abaixo.

No momento em que Harry desce, ele larga a Espada de Gryffindor e a Taça. Grampo agarra a Espada e lança a Taça no ar. Harry pega a Taça sem se importar com o calor que ela libera. Empurrado pela avalanche de tesouros que saíam do cofre aberto, Grampo foge agarrado na Espada de Gryffindor, gritando que os ladrões estão no cofre. Hermione e Ron gritam maldições para a multidão de goblins. Harry solta as correntes do dragão meio cego e os três pulam nas costas do dragão. O imenso animal ia abrindo caminho com as patas e as chamas que cuspia, Hermione e Ron iam usando feitiços para ajudar o dragão a abrir o caminho para o ar livre. Agora livre, o dragão vai explodindo tudo com suas chamas e força além do Trio usando feitiços para abrir buracos no teto até que o dragão encontrou espaço para abrir as asas e assim fugiram todos dos goblins furiosos, rumo à liberdade.

Análise[editar | editar código-fonte]

Embora o Trio e Grampo tenham passado muito tempo planejando com cuidado a invasão de Gringotes, ela não foi bem como eles pensavam, o que pode ser surpreendente, considerando a experiência quase desastrosa da infiltração no Ministério da Magia.

Eles poderiam ter pensado, depois de observar a reação nervosa de Bellatrix com relação ao cofre dos Lestrange, que Gringotes pode ter sido alertada sobre uma possível tentativa de invasão e que Harry havia capturado a varinha de Bellatrix. É possível que Grampo não confiando no pacto com Harry, nunca pretendeu honrar o compromisso, ele pode ter planejado para que o Trio fosse pego e ele pudesse reclamar a Espada de Gryffindor para os goblins. Embora não exista prova definitiva disso, ele, aparentemente sabia das medidas de segurança do banco e poderia ter avisado ao Trio como evita-las. Hermione também teve um papel difícil, tendo que convencer aos porteiros que era Bellatrix. Embora tendo executado a farsa muito bem, provavelmente Gringotes pode já ter sido avisado antes.

Quando chegam ao Beco Diagonal, o Trio, que permaneceu relativamente isolado da comunidade bruxa, agora vê claramente o resultado da tomada de poder por Voldemort, o que está acontecendo ao mundo mágico. Muitas lojas familiares acabaram ou foram substituídas por lojas de magia negra, que provavelmente antes estavam na Travessa do Tranco. Sem tetos, nascidos Trouxas, tiveram suas varinhas confiscadas e acabaram mendigando nas ruas.

Parece que a busca de Harry chegou a um beco sem saída. Dos seis Horcruxes que ele acredita que existem, três: o diário de Riddle, o anel de Gaunt e o Medalhão de Slytherin, foram destruídos. Ele encontrou um quarto mas perdeu o meio de destruí-lo, e ainda que pense que o quinto é Nagini, ele não tem idéia de qual será o último ou de onde está escondido. Como prosseguir?

Os leitores também vão lembrar de Travers, como um dos Comensais da Morte que apareceram na casa de Xenophilius Lovegood, quando Xeno alertou o Ministério da Magia, controlado por Voldemort, que o Trio estava lá. Na verdade, o Trio nem sequer o reconheceu, provavelmente só o viram de relance quando escapavam da casa dos Lovegood. Travers foi mencionado quando o Trio estava se infiltrando no Ministério; Umbridge achou que Travers havia mandado Mafalda Hopkirk (Hermione) para ser a escrivã. Assim ela pegou Hermione, disfarçada para ficar o dia inteiro na corte.

Enquanto estava em Gringotes, Grampo reforçou a crença dos goblins, antes dita a Bill, que os objetos feitos pelos goblins para os bruxos, jamais podem ser vendidos, apenas alugados para eles. Isso possivelmente estava ligado à política de publicação de softwares, que avisam que eles não estão vendendo seus produtos, apenas os licenciando, desse modo o comprador pode usar o material mas não é dono dele. Não sabemos o que passava na cabeça da autora, embora seja possível que ela estivesse negociando as edições eletrônicas de seus livros .Vamos observar que as edições digitais de seus livros (ebooks) têm o mesmo tipo de “conteúdo de licença” e que as edições de seus livros só chegam ao mercado alguns anos após a publicação da série inteira. Não sabemos se há ligação entre esses fatores, mas a coincidência é gritante.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Harry continua até o cofre ao invés de fugir, mesmo depois que descobre que os goblins sabe que eles são impostores?
  2. Por que Travers ficou desconfiado?

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Grampo jogou a Taça de Hufflepuff para Harry enquanto corria com a Espada de Gryffindor?
  2. Por que Grampo não avisou ao Trio sobre a cachoeira magica que lavava os feitiços protetores e nem sobre os objetos que se multiplicavam quentes no cofre, e das outras medidas de proteção?
  3. Antes de Fred e George irem para algum esconderijo, como a loja de logros deles foi afetada pelas mudanças no Beco Diagonal?
  4. Agora que a Espada se foi, como o Trio conseguirá destruir os Horcruxes restantes? Como poderão pegar a Espada de volta?
  5. Existem outras maneiras de matar um Horcrux além da Espada de Gryffindor? Se existe, como o Trio não pensou nisso?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Como bem sabemos, o veneno do Basilisco destrói Horcruxes. Como eles não possuem mais a Espada de Gryffindor, Harry deve ir ao único lugar onde esse veneno existe: a Câmara Secreta sob a Escola de Hogwarts. Além disso, há uma outra razão mais importante para Harry retornar a Hogwarts; Voldemort vai ficar irado quando descobrir que um Horcrux foi roubado, assim, ele deverá visitar todos seus Horcruxes para ter certeza que eles estão a salvo, e Harry, ligado nos pensamentos de Voldemort, vai descobrir que há um Horcrux escondido em Hogwarts, como ele já suspeitava há tempos. Portanto, ele será forçado a visitar a escola de qualquer maneira.

Nesse momento, Harry está mais interessado em juntar os Horcruxes do que em destruí-los; veremos que ele nem pensa em destruir a Taça Horcrux, estando mais preocupado em evitar que Voldemort pegue o que está em Hogwarts.