Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/As Relíquias da Morte/Capítulo 11

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Capítulo 11
O Suborno[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Já se passaram três dias e Monstro ainda não voltou, enquanto isso, figuras sombrias, aparentemente Comensais da Morte estão constantemente do lado de fora observando Grimmauld Place. Enquanto aguardam a volta de Monstro, a tensão maltrata os nervos do Trio. Cansado das discussões entre Ron e Hermione, Harry vai até a cozinha, esperando que Monstro reapareça lá. Na metade do caminho, ele ouve a porta da frente se abrindo e puxa a varinha. Quando uma figura encapuzada entra, a forma cadavérica de Dumbledore aparece diante do estranho misterioso, que responde “não fui eu quem matou você, Albus” fazendo com que Dumbledore novamente vire poeira. Apontando sua varinha, Harry grita, “Não se mova!” fazendo com que o retrato de Walburga Black comece a gritar todo tipo de xingamentos.

Assim que Ron e Hermione chegam correndo do andar de cima, a voz se identifica como Remus. Hermione e Ron abaixam suas varinhas, mas somente depois de tirar dúvidas é que Harry se convence e abaixa sua varinha também. Lupin, falando como seu professor de DCAT, adverte Ron e Hermione por terem abaixado as varinhas muito rápido. Lupin confirma que os Comensais estão monitorando a casa, embora, aparentemente não tenham percebido que existe alguém dentro dela. Qualquer local relacionado a Harry está sendo observado.

Lupin conta a eles, as novidades. Ele fica espantado ao saber que os Comensais da Morte foram até Tottenham Court Road atrás deles. Ainda assim assegura a Harry que o rastreador não pode mais estar ativo, confirmando o que Ron já havia dito. Lupin conta que a maior parte dos convidados do casamento desaparatou com segurança, e que os Comensais estão infiltrados no Ministério. Existe um rumor de que Rufus Scrimgeour foi torturado antes de ser morto, mas aparentemente nunca revelou a localização de Harry. Os Comensais da Morte, deram uma busca na Toca e acharam o vampiro com Sarapintose e evitaram chegar muito perto; todo mundo na Toca foi interrogado durante horas. Embora os Comensais tenham forçado a entrada em outras casas ligadas à Ordem, ninguém foi morto, mas alguns, como Ted Tonks foram torturados.

Os Comensais da Morte conseguiram penetrar nos feitiços protetores que circundavam a Toca porque tinham agora, a força do Ministério por trás. Perguntado como eles podiam, legalmente, justificar a busca, Lupin empurra uma edição do Profeta Diário. Na primeira página tem uma foto de Harry e a manchete:

PROCURADO PARA DEPOR SOBRE A MORTE DE ALBUS DUMBLEDORE

Harry empurra o jornal para longe. Lupin diz que o Ministério afirma que Scrimgeour, na verdade morto, apenas pediu demissão. Ele foi substituído por Pius Thicknesse, que está sob a Maldição Imperius. Isso, efetivamente, torna Voldemort, o Ministro da Magia. Embora muitos bruxos suspeitem o que se passa no Ministério, ninguém tem coragem de abrir a boca, temendo represálias e sem saber em quem confiar, enquanto Voldemort permanece escondido para criar medo e confusão.

A morte de Dumbledore com certeza tornou Harry motivo para os lutadores da resistência, e agora, a tentativa de implicar Harry no assassinato de Dumbledore começou a gerar dúvidas. Lupin também conta que o Ministério anda atacando os nascidos Trouxas, afirmando que eles conseguiram através de roubo os poderes mágicos. Qualquer um, com ao menos um parente próximo, bruxo, é suspeito. Em compensação, todos as crianças bruxas, agora só podem estudar magia em Hogwarts, essa é uma forma de separar os nascidos Trouxas – para estudar em Hogwarts você tem que provar seu status de sangue.

A Ordem suspeita que Dumbledore deu a Harry uma missão secreta, o que Harry confirma mas não dá detalhes. Lupin oferece sua ajuda, mesmo que eles não possam contar o que estão fazendo. Quando perguntado por Tonks, Lupin diz ela está ótima na casa de seus pais. Hermione suspeita que ele está escondendo algo, e Lupin confessa que Tonks espera um bebê. Harry o censura por ter deixado sua mulher sozinha, mas Lupin afirma que ela está melhor sem ele e que ela jamais deveria ter se casado com um pária como ele. Ele teme que a criança possa ser também um lobisomem e que ele não serve como pai. Indignado porque Lupin abandonaria sua família, Harry grita que ele é um covarde. Lupin ofendido, sai furioso pela porta da frente, ignorando os pedidos de Hermione para que fique. Hermione apoiada por Ron censura Harry, que agora se sente mal pela forma como tratou Lupin, mas ainda insiste em que estava certo.

Ignorando Ron e Hermione, Harry folheia o Profeta. O nome de Dumbledore aparece junto com uma foto de toda família Dumbledore: Percival, Kendra, Albus e Aberforth e a bebê Ariana. Há uma manchete logo abaixo:

TRECHO EXCLUSIVO DA BIOGRAFIA DE ALBUS DUMBLEDORE
A SER LANÇADA EM BREVE POR RITA SKEETER

O artigo descreve Kendra como orgulhosa e arrogante. Depois que seu marido foi preso em Azkaban, a família se mudou para Godric´s Hollow, onde morou a família de Harry Potter, onde poucas pessoas os conheciam. Skeeter afirma que Kendra achava que poderia esconder Ariana, que se acreditava ser um Aborto. O artigo termina com, Na Próxima Semana: Albus Dumbledore em Hogwarts—os Prêmios e o Fingimento.

Repentinamente, Monstro volta, agarrando um agitado Mundungus Fletcher, que tenta usar sua varinha. Hermione, no entanto, é mais rápida e usa Expelliarmus para desarmá-lo e Ron o atira no chão. Com Monstro o ameaçando com uma caçarola, Mundungus admite que usou o medalhão como suborno para uma mulher do Ministério, que o pegou vendendo coisas sem licença. A mulher era pequena, usava um laço de fita na cabeça e parecia “uma sapa”. Harry, Ron e Hermione se olharam chocados; as cicatrizes no dorso de sua mão direita começaram a formigar.

Análise[editar | editar código-fonte]

Com toda certeza, a casa de Grimmauld Place está sob a vigilância dos Comensais da Morte, mas parece que não tentaram entrar, indicando que eles não conseguem precisar qual é exatamente a casa. Parece que os Comensais imaginam que alguém da Ordem, talvez Harry, possa estar escondido lá dentro, afinal todos os lugares associados a Harry estão sob vigilância.

Também já sabemos que Snape é um Fiel do Segredo para a localização da casa; se acham que Harry pode estar na casa, por que Snape nunca partilhou o segredo com um grupo de Comensais da Morte de modo que eles entrassem e saqueassem a casa? Se Snape ficou relutante, por que Voldemort não ordenou que ele revelasse essa informação? De qualquer modo, se Snape tentou dar uma busca em Grimmauld Place depois da saída da Ordem, sem saber como desarmar os feitiços protetores que foram deixados lá, Snape pode ter sido barrado na entrada, ou se ele passou pela barreira de Moody com o feitiço da língua presa, que recebeu o Trio na entrada, isso pode ter impedido Snape de divulgar a localização.

A reação de Harry com Lupin pareceu muito violenta e não merecida, mas ele imediatamente viu que Lupin, se acreditando um marido e pai inadequados, está preparando uma desculpa para abandonar Tonks, que ele acha que merece alguém melhor. Tendo perdido seus pais e seu padrinho, tendo crescido num lar sem amor, e tendo sido abandonado se sentindo traído e posto de lado por Dumbledore , Harry fica furioso com Lupin por querer abandonar sua mulher grávida nesses tempos desesperadores e permitir que seu filho ainda não nascido cresça sem um pai. Tudo o que Lupin pensa sobre sua própria infelicidade parece deixar Harry ainda mais furioso com Lupin, que, embora ser um lobisomem, arriscou sua vida para servir a Ordem e sempre foi leal aos seus amigos. Ele também exerceu uma influência positiva sobre Harry e muitos outros alunos enquanto deu aulas em Hogwarts. Lupin, como muitas outras pessoas na hora de se avaliarem, aparentemente falham ao considerar as coisas boas e embora ame Tonks, ele ainda sente que seu status no mundo mágico é de um pária, ainda que pese seus atributos brilhantes e suas responsabilidades como marido e pai.

O trecho do livro de Rita Skeeter também deixou Harry agitado, e ele está confuso com relação ao comportamento da família Dumbledore. Ele fica imaginando como o Albus Dumbledore que ele conheceu pode ter vindo do passado que Rita Skeeter descreveu, embora Harry saiba mesmo muito pouco da vida de Albus. Harry também fica especialmente mal ao descobrir como Kendra Dumbledore pareceu fazer tudo para esconder a filha Ariana.

Baseados na descrição de Mundungus, os três logo entenderam que a mulher “sapo” não é outra senão a funcionária do Ministério Dolores Umbridge. Embora tenham localizado o Medalhão Horcrux, eles vão ter que pensar num plano para resgatá-lo—e isso é um trabalho extremamente difícil e perigoso. Não se sabe ainda se Umbridge tem noção do significado do Medalhão.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Como Lupin sabia onde encontrar o Trio? Como ele entrou em Grimmauld Place sem ser visto pelos sempre presentes Comensais da Morte?
  2. Por que Lupin ofereceu ajuda para a missão do Trio?
  3. Quem o Trio acha que a mulher “sapo” deve ser? Eles têm razão, ou estão envolvidos numa conclusão infundada?


Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Se os Comensais da Morte e Snape, que é o Fiel do Segredo, já tinham dado uma busca em Grimmauld Place como Harry suspeita, por que eles não conseguem ou não querem mais entrar na casa?
  2. A bagunça no quarto de Sirius claramente indica que alguém esteve em Grimmauld Place. Se os Comensais não entraram na casa então, quem entrou e por que?
  3. Por que Harry chamou Lupin de covarde ainda que este esteja disposto a arriscar sua vida para ajudá-los na missão? Harry estava certo ao dizer isso?


Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Embora Lupin tenha ficado profundamente furioso e ofendido pela explosão de Harry, o efeito disso foi reuni-lo com Tonks, e eventualmente, fazer com que ele percebesse que pode ser um bom marido e bom pai. Lupin, mais tarde, convida Harry para ser padrinho de seu filho recém nascido, coisa que Harry aceita imediatamente, indicando que a relação dos dois voltou às boas.

A preocupação do Trio com relação a Snape entrar na casa não é infundada; saberemos mais tarde, que Snape, de fato, visitou Grimmauld Place e foi o responsável, pelo menos, por uma parte da bagunça no quarto de Sirius. Há uma certa confusão acerca de quando Snape entrou lá; nos parece que isso se deu após Harry sair da Rua dos Alfeneiros, uns bons dois meses após o funeral de Dumbledore. De acordo com uma entrevista com a autora, no entanto, Snape entrou em Grimmauld Place imediatamente após a morte de Dumbledore, antes que os feitiços protetores fossem lançados.

Snape jamais revelou a localização de Grimmauld Place para outros Comensais da Morte; ele esteve lá, apenas por razões pessoais e não para tentar capturar Harry, ou descobrir informações para Voldemort. E muito embora Voldemort seja muito habilidoso em Legilimencia, Snape é melhor ainda em Oclumencia, e presumivelmente manteve esse segredo.

Como o Trio acredita, a “mulher sapo” é Dolores Umbridge, que com certeza não tem noção do valor do Medalhão. Para ela, é apenas uma peça de bijuteria muito bem feita, com um S incrustrado, e que ela também não conseguiu abrir. Tendo arrancado o Medalhão de um vigarista de rua, ela acha que é apenas uma bijuteria barata ou talvez objeto roubado de pouco valor, não algo que vale milhares de galeões. E, Horcruxes, sendo um mecanismo que serve para a imortalidade de alguém, seria certamente protegido cuidadosamente e não estaria à venda numa esquina, embora que esse, por circunstâncias estranhas, acabou sendo assim.

Também parece que Umbridge, está usando o Medalhão como prova para reforçar sua afirmação de que está ligada à antiga família bruxa de sobrenome Selwin, usando para isso o S que se destaca no Medalhão. Se ela não é aparentada, ela pode ser perigosamente ignorante de que um personagem chamado Selwin, certamente pertence a essa família, e ele é um Comensal da Morte. Considerando como se relacionam estreitamente a maioria das famílias bruxas, é bem possível que Umbridge possa ser de alguma forma ligada aos Selwins, embora que qualquer tipo de parentesco que possa existir seja super valorizado por ela.