Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/A Pedra Filosofal/Capítulo 16

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

No final do período, começam as provas escritas e práticas. Harry nem sabia como conseguiu fazer as provas, enquanto pensava que Voldemort estava prestes a irromper pela porta e matá-lo. Com o fim das provas, Ron e Hermione estavam relaxados, mas Harry não estava; sua cicatriz doía mais do que nunca indicando que o perigo se aproximava.

De repente Harry percebe que tinha que conferir uma coisa com Hagrid – ele precisava de detalhes sobre como Hagrid conseguiu o ovo do dragão. Um ovo de dragão não é uma coisa que alguém saia carregando por aí. Além do mais Hagrid, quando confrontado, não soube dizer como era a aparência do homem que lhe deu o ovo, porque ele ficou todo o tempo de capuz. Hagrid também contou para o estranho, que Fofo, o cachorro de três cabeças dormia quando ouvia música.

Harry, Ron e Hermione percebendo que alguém já sabe como passar pelo cachorro de três cabeças, correm para avisar o Professor Dumbledore. Mas, a Professora McGonagall informa que ele chamado em Londres. Eles tentam seguir Snape mas não conseguem. Harry então resolve passar pelo alçapão logo que a Sala Comunal esvaziar; Hermione e Ron imediatamente avisam que vão com ele.

Assim que eles se preparam para sair, Neville percebe e tenta bloquear o caminho, para impedir que Gryffindor perca mais pontos. Hermione sente muito mas o coloca para virar estátua com o feitiço Petrificus Totalus.

Sob a Capa da Invisibilidade, eles saem da Sala Comunal e vão até o corredor do terceiro andar, onde encontram a porta já aberta. Usando a flauta que Hagrid lhe deu, Harry toca e põe Fofo para dormir, depois eles pulam para dentro do alçapão. Lá no fundo caem sobre sobre uma planta chamada Visgo do Diabo, que Hermione reconhece mas precisa ser lembrada por Ron, que ela é uma bruxa, para neutralizar a planta.

Dali, eles entram numa câmara com uma porção de coisas voadoras como pássaros, que na verdade, são chaves. Eles só podem passar pela porta, se pegarem a chave certa, voando em vassouras. Naturalmente, Harry consegue com a ajuda de Ron e de Hermione.

A próxima armadilha é um gigantesco e violento jogo de xadrez de bruxo. Para vencer o jogo, Ron prepara jogadas brilhantes, mas paga o preço, sendo machucado.

Depois de ver o estado de Ron, Harry e Hermione passam para outra câmara onde está um Trasgo, que, felizmente, já foi derrubado.

Então eles seguem para o próximo desafio, um problema de lógica, que Hermione resolve. No entanto, só um deles poderá continuar, e Harry manda Hermione voltar, ajudar Ron e pedir ajuda.

Harry entra na última câmara e tem alguém lá, mas não é Snape.

Análise[editar | editar código-fonte]

O Trio está começando a trabalhar junto e decididamente eles são mais fortes combinando suas habilidades. Cada um deles tem um papel vital na busca da Pedra Filosofal, onde um sozinho, e até mesmo dois, certamente falhariam.

A habilidade mágica e intelectual de Hermione permite que escapem do visgo do diabo e foi ela quem resolveu o problema de lógica; o talento de Harry para voar e foi necessário para pegar a chave; Ron usou sua habilidade estratégica para vencer o jogo de xadrez de bruxo.

O mais interessante é que eles não estavam apenas se revezando. Ron precisou lembrar a Hermione para conjurar a luz para fugirem do visgo do diabo, e Harry precisou da ajuda de Ron e Hermione para acuar a chave num canto.

Foi dito anteriormente, que alguns membros da escola e professores trabalharam na proteção da Pedra. Em ordem, são eles: Hagrid (Fofo), Professora Sprout (visgo do diabo), o Professor Flitwick (as chaves encantadas), a Professora McGonagall (tabuleiro de xadrez),o Professor Quirrell (como já sabíamos, o trasgo) e o Professor Snape (poções para o problema de lógica). Nós sabemos que o Professor Dumbledore também contribuiu mas, não sabemos como, ainda.

A briga de Neville para que os colegas não saíssem, foi a primeira ocasião em que o vimos mostrar coragem. Até então, ele era um personagem bobo, fraco magicamente e que não era levado a sério. Com certeza foi estranho que o Chapéu Seletor o tenha colocado em Gryffindor, uma Casa conhecida pela bravura. Mas Gryffindor também representa nobreza e coragem, e o Chapéu, aparentemente percebeu ambas qualidades em Neville, que vemos pela primeira vez, quando ele se opõe aos outros. Sua oposição é fútil, com certeza, mas ele acredita que está protegendo sua Casa de perder pontos, por causa do comportamento errado do Trio. Esse capitulo é uma marca importante na maturidade de Neville, e sua bravura e natureza nobre vão aparecer cada vez mais. Se suas habilidades mágicas vão progredir também, não se sabe ainda.

Um pequeno detalhe, mencionado de passagem é que Harry está tendo dificuldade para dormir porque ele fica sendo acordado por seu velho pesadelo. Apenas duas vezes os sonhos foram mencionados antes, nesse livro. Primeiro, a visão de Harry, de uma moto voadora no capitulo 2, não parece um pesadelo; Harry parece considerar um sonho emocionante. O outro sonho mencionado, foi no capitulo 7, na primeira noite de Harry em Hogwarts, e é dito que ele esqueceu o sonho na manhã seguinte. Portanto, parece que nós estamos desinformados de que antigo pesadelo se trata e, não temos nenhuma explicação para isso.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Discuta como Harry, Ron e Hermione, cada qual sozinho ou os três como um grupo, passaram pelas barreiras mágicas que protegiam a Pedra Filosofal.
  2. Por que Neville tentou impedir o Trio de deixar a Sala Comunal? O que Hermione fez?
  3. Por que Harry queria saber como Hagrid conseguiu um ovo de dragão?


Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Se alguém já tivesse passado pela sala, como as poções do problema de lógica ainda estavam lá? Será que essa pessoa não teve que beber a poção para prosseguir? E se havia alguma forma mágica de reabastecer as garrafas, por que apenas Harry pode prosseguir?
  2. Por que o trasgo já estava a nocaute, e quem será que conseguiu tal coisa?

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Esse capitulo é praticamente pura ação; aqui há muito pouca coisa para ligar com os próximos livros. Embora os seguintes pontos mereçam ser mencionados.

Até agora, a coragem de Neville foi profundamente abafada, enquanto ele suportou quieto a tragédia familiar de que pouca gente tem conhecimento A força, bravura e habilidade mágica de Neville vão aparecer no livro sete, resultando em que ele vai se tornar o líder da resistência subterrânea contra a organização das Trevas. Hermione mostra preocupação com Ron; mas não é possível julgar nesse início, se o relacionamento que eles desenvolvem nos livros seis e sete, começam aqui, mas podemos imaginar que a semente foi plantada.

Um ponto adicional deve ser levantado com relaçao ao velho pesadelo de Harry, que foi mencionado mas, nunca explicado. Harry vai ter pesadelos recorrentes nos próximos livros, especialmente visões de um duelo num cemitério, depois a morte de Cedric e mais tarde sob a influência maligna de Voldemort. No entanto, não soubemos ainda de nenhum pesadelo recorrente, o que pode ter sido um erro no capitulo, ou um comentário prematuro.

Conexões[editar | editar código-fonte]

  • Ron, nervoso com o choque de Hermione quando vê o visgo do diabo, grita para a menina, Você é uma bruxa ou o quê? No livro As Relíquias da Morte, capitulo 32, Hermione nervosa com o choque de Ron quando vê o Salgueiro Lutador grita Você é um bruxo, ou o quê?

É digno de nota que, em resposta, Ron usa o primeiro feitiço que aprendeu, o Wingardium Leviosa.