Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/A Pedra Filosofal/Capítulo 15

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Quando Filch arrasta Hermione e Harry até a Professora McGonagall, chefe da Casa deles, Neville também estava andando pelos corredores tão tarde e foi pego junto. A insistência de Neville que ele estava indo avisar Harry, leva a Professora McGonagall a concluir que Harry e Hermione inventaram a história do dragão, para atrair Draco a sair da cama depois do horário e levar uma detenção. Todos os três recebem detenção e têm pontos da Casa deduzidos. (Malfoy também foi punido da mesma forma). Em apenas uma noite, as ações de Harry levaram a Gryffindor para o fim do placar dos pontos da Casa. Ele então decide evitar fazer qualquer coisa que vá custar mais pontos para Gryffindor.

Algum tempo depois, Harry, Hermione, Neville e Draco são escoltados até a cabana de Hagrid para cumprir sua detenção. Hagrid diz que alguma coisa na Floresta Proibida está matando os unicórnios. Eles se separam em dois grupos, para seguir a trilha de sangue de um unicórnio ferido. Hagrid, Harry e Hermione formam um grupo e Draco e Neville com Canino formam o outro grupo. O grupo de Hagrid encontra Ronan, um centauro. Ronan faz alguns comentários sobre astronomia e, logo a seguir chega Bane (Agouro), outro centauro, que também comenta sobre astronomia. Logo depois dos centauros irem embora, Hermione vê as faíscas vermelhas de uma varinha; Hagrid corre para investigar. Neville, tinha entrado em pânico e fez as faíscas depois que Draco o assustou de propósito.

Hagrid achando que Harry é mais difícil de ser assustado, refaz o grupo colocando Harry com Draco e Canino, levando Hermione e Neville.

Depois de quase uma hora, Harry e Draco encontram o unicórnio morto. Harry ouve um barulho que parece uma coisa rastejante, e vê uma figura encapuzada que começa a beber o sangue do unicórnio. Malfoy e Canino fogem, enquanto a figura encapuzada avança para Harry, cuja cicatriz, agora, queima de dor. Um centauro de nome Firenze, de repente aparece e assusta a figura, que foge. Ele avisa a Harry que a floresta é perigosa e oferece uma carona para encontrar Hagrid. Ronan e Bane (Agouro) galopam ao lado dele, furiosos porque Firenze permitiu que um humano montasse nele, como se fosse uma mula, e também por interferir com os acontecimentos dos céus. Firenze responde que ele vai lutar contra o mal, mesmo que seja ao lado dos humanos, e vai adiante com Harry.

Firenze explica que o sangue do unicórnio pode manter manter uma pessoa viva, mesmo que esteja a um milímetro da morte, mas ela viverá uma meia vida amaldiçoada, deixando Harry pensando, porque isso seria melhor do que a morte. Firenze diz que a figura encapuzada podia estar esperando por algo mais forte para devolver a ele a vida complete. Harry percebe que isso deve ser o Elixir da Vida, um produto da Pedra Filosofal, e conclui que a figura encapuzada é Voldemort, que provavelmente está parcialmente vivo, como Hagrid chegou a imaginar em julho.

Eles alcançam Hagrid que leva os alunos de volta ao castelo. Harry conta a Ron e Hermione o que aconteceu durante a noite, e eles suspeitam que Voldemort está esperando que o Professor Snape pegue a Pedra e então vai reaparecer para matar Harry,

Mas ainda há uma surpresa final, quando Harry vai para a cama, ele encontra sua Capa da Invisibilidade, perfeitamente dobrada com um bilhete: Por via das dúvidas.

Análise[editar | editar código-fonte]

Para cumprir o castigo, Harry e os outros devem entrar na, apropriadamente chamada Floresta Proibida, um coisa assustadora mesmo com a companhia de Hagrid. Os alunos raramente têm permissão de entrar ali, só por boas razões e acompanhados de perto. Escura, perigosa e apavorante, essas árvores antigas guardam muitos segredos, assim como as misteriosas e até mesmo mortais criaturas que vivem ali.

E, assim como uma floresta contém muita vida, a morte também espreita de perto, como podemos ver pelo unicórnio morto. Podemos imaginar que a Floresta Proibida vai ter um papel importante na série, mas aqui nos é sugerido que Voldemort talvez esteja vivo, e está utilizando todos os recursos possíveis para se manter assim até que possa recuperar completamente seu corpo.

Rowling também usa a floresta, os centauros e o unicórnio para transmitir um significado simbólico e imaginário, assim como introduzir medo e perigo. Na literatura e na mitologia ocidental, as florestas podem representar muitas coisas, inclusive o desconhecido, um espírito selvagem, um reino de nascimento, morte e ressurreição, segredos da natureza e até mesmo o mundo espiritual.

Os unicórnios simbolizam a pureza, a castidade feminina, moralidade e outros atributos similares. Harry, que é puro e inocente, acabava de entrar num lugar escuro e assustador, e ele não sabe nada sobre aquilo e nem sobre seus perigos. Assim a autora traça um paralelo com sua jornada dentro do mundo mágico, outro reino cheio de perigos invisíveis. Ao trilhar ambos os caminhos, Harry de vez em quando balança, ocasionalmente escorrega, enquanto caminha para frente.

A criatura encapuzada bebendo o sangue do unicórnio, certamente é ligada ao Lorde das Trevas e isso pode ser o prenúncio de um possível confronto entre Harry e Voldemort mais tarde na história.

Estando na floresta , é a primeira vez que Harry vê a morte. E não qualquer morte, mas a morte de uma criatura que representa tudo o que há de bom e puro e que foi morta por algo diabólico, maléfico. Ironicamente, esse ser maligno só pode sobreviver bebendo o sangue de uma vítima inocente. Nós acreditamos que isso, seja o mesmo ser malévolo que matou os pais de Harry, e a morte do unicórnio dá a entender que quanto mais virtuosas e puras de coração as criaturas mais ele deseja atacá-las.

Os centauros que Harry encontra na Floresta Proibida são particularmente interessantes. Esses seres mitológicos, meio humanos, meio cavalos, em geral simbolizam a natureza dual dos seres humanos, com seu lado selvagem e animal que está frequentemente em conflito com a razão e a moralidade. Essa luta entre o bem e o mal será vista através de toda a série, não apenas nas duas facções em luta, encabeçadas por Dumbledore e aparentemente Voldemort. Mas essa luta será vista até mesmo com personagens individuais, que devem decidir entre seguir o caminho da luz ou das trevas, às vezes lutando para resolver qual dos dois.

Embora os centauros possam ver, indistintamente, o futuro, suas previsões são tão vagas e abstratas que chegam a ser sem lógica, pelo menos para os humanos. Eles comentam diversas vezes, que o planeta Marte está brilhante, mas não explicam o que isso significa. Marte, é o deus romano da guerra, isso pode ser uma pista de um futuro conflito, provavelmente envolvendo bruxos; a reação calma dos centauros, sugere que eles também não acreditam que isso seja relacionado com eles. Mais especificamente, os centauros vistos nesse capitulo, nos dão uma pequena amostra do que pensam sobre a humanidade e sobre os bruxos. Os três centauros nos mostram claramente que existem profundas discordâncias entre eles, com Ronan e Bane (Agouro) sendo a favor de se afastar completamente dos humanos e Firenze pronto para abandonar a opinião deles sobre raças inferiores, desde que seja para o bem de todos.

Firenze aparentemente criou um problema com seu bando por resgatar Harry e se propor a enfrentar o mal ao lado dos humanos, indicando que ele entende melhor do que os outros, que esse mal que está crescendo, poderá afetar todas as criaturas mágicas, não apenas os bruxos.

Os centauros aparentemente previram e concordaram que Harry Potter vai ter um papel principal nesse conflito que se aproxima.

Outro ponto interessante é o fato da Capa da Invisibilidade de Harry ter sido devolvida a ele, aparentemente pela mesma pessoa que deu a Capa de presente de Natal. Relembre que Harry e Hermione esqueceram a Capa no alto da Torre da Astronomia. A Torre é bastante usada até porque os estudantes de astronomia fazem aulas práticas ali; é razoável imaginar que as turmas se encontrem lá na maior parte das noites claras. Os bruxos têm os mesmos pontos fracos que outros seres humanos, não acreditamos que um estudante teria devolvido a Capa a Harry, mesmo supondo que soubesse a quem a Capa pertencia. Seria mais fácil imaginar um professor que frequentasse a Torre durante o dia também, e que estivesse a par dos eventos recentes ocorridos na escola, encontrasse e devolvesse a Capa a Harry, sabendo que pertencia a ele. Essa pessoa teria que ser um professor ou um membro da equipe da escola, até porque um aluno não poderia ter recebido a Capa do pai de Harry originalmente. Já podemos excluir a Professora McGonagall, uma vez que a letra da mensagem que veio com a vassoura de Harry no capitulo 10, é completamente diferente da que veio com a Capa. Na verdade, a mensagem escrita a mão nunca foi especificamente descrita, mas com certeza, Harry teria reparado e comentado qualquer diferença. Nós estamos começando a suspeitar que a letra esquisita e espetada seja do Professor Dumbledore, mas Harry se acha muito insignificante para receber esse tipo especial de atenção do Diretor da escola, portanto nem pensa nessa possibilidade.


Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Por que McGonagall acha que Harry e os outros estão mentindo sobre o dragão?
  2. Por que as detenções dos alunos foram num lugar tão perigoso como a Floresta Proibida?
  3. O que matou o unicórnio? Por que ele foi morto?

Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Ronan e Bane (Agouro) se aborreceram com Firenze por ajudar Harry? O que Firenze acha?
  2. Ronan e Bane (Agouro), ambos comentam que Marte está muito brilhante. Marte é o deus romano da guerra. Como isso prevê eventos futuros no mundo mágico?
  3. Considerando como é perigosa a Floresta Proibida, por que Hagrid separa os alunos em dois grupos, e permite que um dos grupos fique sem supervisão?
  4. Quem sera que devolveu a Capa da Invisibilidade para Harry? Quem pode ser excluído? O que a mensagem que veio junto significa?
  5. Discuta como a autora usa a floresta, os centauros e os unicórnios como simbolismo, e relacione os eventos e os personagens da história.

Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Logo vamos descobrir que a figura não identificada que matou o unicórnio foi Quirrell. Suas ações são completamente guiadas por Voldemort, e mostram que o Lorde das Trevas não vai parar por nada até recuperar seu poder. Ele não tem remorso por matar um unicórnio, e também não tem nenhum por causar qualquer outra morte. Uma vez que ele despedaçou sua própria alma e guardou os pedaços em Horcruxes, Voldemort não é nem mais humano. Uma vez que a sua aparência física reflete sua falta de humanidade, podemos ter em mente que a aparência do rosto de Voldemort deve ser como ele escolheu ficar, como ele mesmo se diz herdeiro de Slytherin e tendo uma grande afinidade com as cobras, Voldemort com certeza modelou a si próprio como uma serpente, embora antes ele não fosse assim, nem mesmo quando começou a criar as Horcruxes.

Os centauros evitam os bruxos e seus assuntos, embora Hagrid, sendo apenas meio humano, é uma exceção. Eles também nunca machucam potros, assim eles chamam as crianças humanas, considerando que elas são seres inocentes, mas mesmo assim, preferem evitá-las. Adultos humanos, no entanto, estão sujeitos a serem atacados caso, entrem em conflito com qualquer centauro, como fez Dolores Umbridge, no livro A Ordem da Fênix capitulo 33. Dumbledore talvez seja o único humano que os centauros respeitam. Parece também, que Firenze tem um conhecimento mais profundo dos eventos previstos através das estrelas e planetas, talvez compreendendo que o conflito vai afetar a todas as criaturas no mundo mágico, não apenas os humanos. Ele está tão preocupado que fala claramente suas intenções para os outros centauros, que ele está disposto a ajudar na luta contra esse mal que está crescendo.

Os centauros concordam que Harry Potter é parte principal de, seja lá o que for que está se aproximando. O envolvimento contínuo de Firenze nos assuntos humanos vão até fazer com que o bando o expulse, e ele mal possa escapar com vida. Na batalha final com Voldemort, os outros centauros vão finalmente se juntar à luta, enfrentando Voldemort e seus Comensais da Morte ao lado dos humanos e de outras criaturas mágicas.


Conexões[editar | editar código-fonte]

Os itens a seguir foram incluídos por causa da personalidade dos centauros, que são vistos pela primeira vez nesse capitulo, mas vão se comportar de acordo com o que mostram aqui. Não sabemos se isso foi planejado ou não.


  • Firenze sera banido do bando porque aceita o emprego oferecido por Dumbledore, para ensinar Adivinhação, depois que a Professora Trelawney é mandada embora por Dolores Umbridge, em A Ordem da Fênix capitulo 26. A bondade de Firenze ao aceitar trabalhar para um humano, ensinando a adivinhação dos centauros para os humanos, mostra claramente sua boa vontade em trabalhar contra as trevas que estão se aproximando, a despeito da aversão dos centauros por aqueles que eles consideram espécies inferiores.
  • Mais tarde em A Ordem da Fênix capitulo 33, Bane (Agouro) e Ronan aparecerão novamente, dessa vez salvando Harry e Hermione das garras da Umbridge. Sua reação nesse caso, reflete claramente a aversão pelos humanos, que vemos nesse capitulo, ampliada pelos acontecimentos. Essa aversão sobra também para Harry e Hermione, que os centauros já não consideram como potros inocentes, depois que Hermione manipula o bando de modo a ajudar Harry e ela.
  • Finalmente em As Relíquias da Morte, capitulo 32, vemos Firenze lutando ao lado dos humanos que defendem Hogwarts, inclusive sofrendo um ferimento sério. Ronan e Bane (Agouro) vão até se juntar na luta com o resto do bando, por pressão de Hagrid. O comportamento dos centauros é bem de acordo com suas personalidades como visto nesse capitulo.