Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/A Ordem da Fênix/Capítulo 16

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Capítulo 16
No Cabeça de Javali[editar | editar código-fonte]

spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso: Seguem detalhes do enredo.


Sinopse[editar | editar código-fonte]

Uns quinze dias depois que a detenção de Harry com a Umbridge havia terminado, e Hermione tomou coragem para perguntar se Harry havia pensado em ensinar DCAT. Harry, baixo, admite que pensou para alivio de Ron: ele estava com medo que Harry fosse começar a gritar outra vez. Hermione recomenda que ele ensine a quem deseja aprender, embora Harry acredite que apenas uns poucos vão aparecer. Afinal ele é apenas “um maluco”. O primeiro encontro é marcado para o próximo fim de semana em Hogsmeade, para evitar Umbridge. Harry está preocupado porque Sirius deve aparecer em Hogsmeade, mas Hermione diz que ele tem coisas demais com que se preocupar, e Sirius escuta Dumbledore.

Assim que Harry, Ron e Hermione se preparam para ir para Hogsmeade, Filch começa a cheirar Harry antes de deixá-lo sair. Harry conta a Ron e Hermione o incidente no Corujal, dizendo que alguém disse a Filch que ele estava pedindo bombas de bosta. Hermione fica imaginando quem sugeriu isso a Filch. Em Hogsmeade, Hermione os conduz por uma rua lateral até o Cabeça de Javali, um pequeno lugar meio decadente, e Hermione confirma que não está fora dos limites dos alunos de Hogwarts. Apenas quatro fregueses estão lá, um bruxo todo enfaixado, uma bruxa usando um véu, e dois bruxos encapuzados e com capas parecendo dementadores. Harry repara que o homem do bar parece familiar.


Os alunos convidados começam a chegar e Harry fica espantado porque são muitos: Neville, Dean, Lavender, Parvati, Padma, Cho e sua amiga, que Harry não conhece. Luna, Katie Bell, Alicia Spinnet, Angelina Johnson, Colin e Denis Creevey, Ernie Macmillan, Justin Finch-Fletchley, Hannah Abbott, Susan Bones da Hufflepuff, Anthony Goldstein, Michael Corner, Terry Boot, Ginny, Zacharias Smith, membro do time da Hufflepuff, Fred e George e Lee Jordan. Talvez, curiosamente nenhum Slytherin apareceu.

Hermione começa a lembrar a todos porque estão ali, depois Harry diz que se eles esperam ouvir o que aconteceu com Cedric Diggory, ele não vai discutir isso. Harry vai apenas ensinar magia defensiva. Zacharias Smith parece cético, mas os outros alunos falam sobre as coisas que Harry já fez e Zacharias aceita. Hermione faz com que todos assinem uma concordância, jurando manter o grupo secreto. Eles concordam em se encontrar assim que um lugar seja encontrado, depois se espalham.

Hermione comenta, mais tarde, que Michael Corner provavelmente estava lá só porque Ginny estava presente. Ela e Michael se encontram no Baile de Inverno no ano anterior. Parece que Ginny desistiu de Harry. Ron não gosta muito da história de Michael namorar sua irmã. Hermione menciona que Cho não tirou os olhos de Harry durante o encontro, e Harry, de repente, percebe que Hogsmeade é mesmo um belo lugar.


Análise[editar | editar código-fonte]

Harry suspeita que o grande comparecimento para o encontro sobre magia defensiva, tenha sido motivado pela curiosidade sobre a morte de Cedric Diggory, e, por isso, Harry deliberadamente avisa que jamais vai discutir o que aconteceu durante o final do Torneio Tribruxo. Harry comenta que a maioria o considera “maluco” e isso provavelmente é verdade, mas ele pouco fez para mudar isso, preferindo manter os detalhes sobre seu confronto com Voldemort em segredo e internalizar suas emoções, o que reflete sua constante necessidade de encarar sozinho as adversidades. Não se importando com isso, os alunos concordam em tentar as aulas, embora muitos duvidem da afirmação de Harry sobre a ressurreição de Voldemort. No entanto, o desanimo deles com Umbridge, e o desejo de aprender a verdadeira magia defensiva de uma pessoa que “que esteve usando isso lá fora”, como foi o ponto mais importante das aulas do Professor Moody no ano anterior, é o que os motiva a assistir as aulas de Harry, mesmo que ele se recuse a discutir o que eles estão mais curiosos para saber.

Embora Harry ainda esteja relutante em dar as aulas, isso lhe deu uma ótima chance de ficar mais próximo de Cho Chang, quem agora, Harry sabe, também está interessada nele. Ron no entanto, está aborrecido porque Michael Corner está interessado em Ginny, embora isso não tenha nada a ver com o próprio Michael, isso seja coisa de Ron, ser um irmão mais velho protetor, é sentir que ninguém é “bom o bastante” para sua irmãzinha. É certamente interessante que Ron nunca tenha comentado que não confia em Corner, até Hermione comentar o namoro.

Perguntas[editar | editar código-fonte]

Revisão[editar | editar código-fonte]

  1. Por que Hermione escolheu o Cabeça de Javali para ser o local do encontro? Isso correu como ela pretendia?
  2. Por que Harry achou que poucos estudantes iriam estar interessados no encontro?
  3. O que parecia ser o motivo principal para os estudantes quererem participar das aulas de magia defensiva? O que Harry diz a eles?
  4. Por que Zacharias Smith é cético sobre Harry ensinar magia defensiva?
  5. Qual é a reação de Harry quando Hermione menciona Cho Chang? Por que?


Estudos Adicionais[editar | editar código-fonte]

  1. Hermione deliberadamente omitiu os alunos da Slytherin do grupo de DCAT? Se o fez, por que? Se não, por que nenhum deles compareceu?
  2. Por que Ron está chateado que Michael Corner quer namorar sua irmã Ginny?
  3. Hermione fez todos assinarem o pergaminho que contém o voto de segredo. Como ela pode confiar que eles vão manter a palavra?Ela confia neles?
  4. Por que Harry, de repente, percebe a beleza de Hogsmeade?


Visão Completa[editar | editar código-fonte]

Spoiler[editar | editar código-fonte]

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.


Dos quatro fregueses no Cabeça de Javali, dois estavam mais interessados no encontro dos estudantes do que, talvez, Harry gostaria. A bruxa de véu no canto era Mundungus Fletcher, que estava observando Hogsmeade para a Ordem da Fênix. Ele estava disfarçado porque, segundo Sirius, ele havia sido barrado do Cabeça de Javali. E o bruxo cheio de ataduras bebendo Firewhisky no bar era Willy Widdershins, que está com problemas no Ministério da Magia, por enfeitiçar as privadas para vomitarem nos Trouxas. É provavel que ele esteja disfarçado para evitar ser preso. Esperando trocar as penas por delação, ele conta sobre o encontro para Umbridge como vamos ver no capitulo 27.

Hermione exigiu que cada aluno a entrar no grupo de defesa, que logo será conhecido como Armada de Dumbledore, assinasse um pergaminho onde havia um voto de segredo. Mas eles não sabiam que ela, secretamente enfeitiçou o pergaminho, para revelar qualquer “dedo duro” que possa passar a informação para alguém fora do grupo. Quando Marietta Edgecombe, mais tarde, informa a Umbridge sobre os encontros secretos, ela fica horrorizada quando bolhas púrpuras formando a palavra “serpente” aparecem em seu rosto. Aí está, talvez, uma indicação da habilidade de Hermione como bruxa, como as manchas ainda são visíveis no próximo livro. Junto com isso, vemos a primeira distração interessante, quando a autora, deliberadamente coloca o eventual traidor, Edgecombe, à parte, onde ela fica tendo uma ocasional atenção. Zacharias Smith, com seu óbvio ceticismo, parece mais o traidor, com sua atitude na primeira aula do grupo, na Sala Precisa.


O relato de Willy Widdershins para Umbridge, em seguida ao encontro no Cabeça de Javali, resulta em que todas as organizações de estudantes ficam banidas. Isso leva Harry e Ron a inicialmente suspeitar de que alguém presente ao encontro os traiu, embora Hermione assegure que isso é impossivel, por causa do feitiço no pergaminho. Apesar das afirmações de Hermione, as suspeitas dos leitores vão recair sobre Smith. Edgecombe vai ser uma surpresa.

O dono do Cabeça de Javali parece familiar por uma razão, ele é Aberforth Dumbledore, o irmão mais novo do Professor Dumbledore, como muitos leitores adivinharam imediatamente. Uma pista importante é o cheiro de cabra que Harry percebe assim que entra. Os leitores devem lembrar que o Professor Dumbledore já havia dito que seu irmão foi condenado por praticar feitiços não apropriados numa cabra. Aberforth vai ter um papel importante no último livro.


Conexões[editar | editar código-fonte]

  • Essa é a primeira vez que vimos Aberforth, embora já tenhamos ouvido falar nele. Veremos Aberforth de novo no próximo livro e ele terá um papel importante no livro final. A preocupação de Aberforth com cabras será revista no último livro, quando será revelado que seu Patrono é uma cabra.
  • A Armada de Dumbledore fundada nesse capitulo (mas, ainda não nomeada) vai prosseguir durante esse e os próximos dois livros.