Guia do Linux/Iniciante+Intermediário/Kernel e módulos/O Kernel

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Kernel[editar | editar código-fonte]

É a peça central do sistema operacional (o Linux), é ele que controla os dispositivos e demais periféricos do sistema (como memória, placas de som, ví­deo, discos rí­gidos, disquetes, sistemas de arquivos, redes e outros recursos disponí­veis). Muitos confundem isto e chamam a distribuição de sistema operacional. Isto é errado!

O kernel faz o controle dos periféricos do sistema e para isto ele deve ter o seu suporte incluí­do. Para fazer uma placa de som Sound Blaster funcionar, por exemplo, é necessário que o kernel ofereça suporte a este placa e você deve configurar seus parâmetros (como interrupção, I/O e DMA) com comandos especí­ficos para ativar a placa e faze-la funcionar corretamente. Existe um documento que contém quais são os periféricos suportados/ não suportados pelo GNU/Linux, ele se chama Hardware-HOWTO.

Suas versões são identificadas por números como 2.2.30, 2.4.33, 2.6.23.6, as versões que contém um número par entre o primeiro e segundo ponto são versões estáveis e que contém números í­mpares neste mesmo local são versões instáveis (em desenvolvimento). Usar versões instáveis não quer dizer que ocorrerá travamentos ou coisas do tipo, mas algumas partes do kernel podem não estar testadas o suficiente ou alguns controladores podem ainda estar incompletos para obter pleno funcionamento. Se opera sua máquina em um ambiente crí­tico, prefira pegar versões estáveis do kernel.

Após inicializar o sistema, o kernel e seus arquivos podem ser acessados ou modificados através do ponto de montagem /proc. Para detalhes veja [ch-disc.html#s-disc-proc O sistema de arquivos /proc, Seção 5.8].

Caso você tenha um dispositivo (como uma placa de som) que tem suporte no GNU/Linux mas não funciona veja [#s-kern-suporte Como adicionar suporte a Hardwares e outros dispositivos no kernel, Seção 16.3].