Guia do Linux/Iniciante+Intermediário/Execução de programas/Executando um comando/programa

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Executando um comando/programa[editar | editar código-fonte]

Para executar um comando, é necessário que ele tenha permissões de execução (veja [ch-perm.html#s-perm-tipos Tipos de Permissões de acesso, Seção 13.2] e [ch-cmdd.html#s-comando-ls ls, Seção 8.1]) e que esteja no caminho de procura de arquivos (veja [#s-run-path path, Seção 7.2]).

No aviso de comando #(root) ou $(usuário), digite o nome do comando e tecle Enter. O programa/comando é executado e receberá um número de identificação (chamado de PID - Process Identification), este número é útil para identificar o processo no sistema e assim ter um controle sobre sua execução (será visto mais adiante neste capí­tulo).

Todo o programa recebe uma identificação de usuário (UID) quando é executado o que determina quais serão suas permissões de acesso durante sua execução. O programa normalmente usa o UID do usuário que o executou ou o usuário configurado pelo bit de permissão de acesso SUID caso estiver definido. Existem também programas que são executados como root e modificam sua identificação de usuário para algum que tenha menos privilégios no sistema (como o Apache, por exemplo). Para maiores detalhes veja [ch-perm.html Permissões de acesso a arquivos e diretórios, Capí­tulo 13].

Todo o programa executado no GNU/Linux roda sob o controle das permissões de acesso. Recomendo ver mais tarde o [ch-perm.html Permissões de acesso a arquivos e diretórios, Capí­tulo 13].

Exemplos de comandos: ls, df, pwd.