Guia de sobrevivência para Blender 3D/Interface Gráfica

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A interface do Blender pode parece um pouco intimidadora a princípio, por ser rica em recursos. Ela não é como o padrão do Windows, mas esse é justamente o seu ponto forte. O Blender 3D está em constante evolução e já pode ser comparado com softwares high-end comerciais — alguns destes softwares são gigantescos, com mais de 10 anos de código. Atualmente, com o grande número de ferramentas que o programa oferece para a criação de conteúdos tridimensionais, o limite é sua imaginação.

Captura de tela da versão 2.41.

Quando você iniciar o Blender pela primeira vez, ele se parecerá com a figura abaixo

Fig 01.jpg


A primeira coisa que você vai perceber, é que o Blender não trabalha com janelas. Ele usa o conceito de subdivisão de área de trabalho, ou seja, ao invés de você empilhar janelas umas sobre as outras como se faz normalmente, você divide a sua área de treabalho em partes fixas. Clicando com Botão Direito do Mouse [BDM] na borda da janela (veja figura anterior), aparecerá o seguinte menu:

Fig 02.jpg

  • Split Area: Permite que você divida uma janela em duas. Clique, posicione a divisão da janela no local que você quiser e depois clique com o Botão Esquerdo do Mouse [BEM] para confirmar.

Fig 03.gif

  • Join Areas: Permite unir duas janelas em uma. Clique, aponte a direção na qual quer unir e clique com [BEM] para confirmar.

Fig 04.gif

  • No header: Permite remover o header (cabeçalho) de uma janela, caso queira ganhar um pouco mais de espaço na tela. Para colocá-lo de volta, clique sobre a borda de novo e use a opção Add Header.

Fig 05.gif


Clicando com o [BDM] sobre o header, abrirá o seguinte menu:

Fig 05 01.jpg


Nele, você pode deslocar o header para que fique no alto da janela, ou embaixo, ou até removê-lo.

Fig 05 02.gif


Mas não pára por aí. Também podemos personalisar a Buttons Window. Nela estão presentes a maioria dos comandos que você usará. Esses comandos estão divididos em painéis. E eles podem ser reposicionados em qualquer ordem. Basta clicar sobre barra de título do painel e arrastá-lo para qualquer lado:

Fig 07.gif


Ou, então, eles podem condesados em um só, ficando dividido em abas. Basta clicar no alto do painel e arrastá-lo para dentro de outro, como na figura:

Fig 08.gif


O caminho contrário também é possível, ou seja, dividir as abas em painéis individuais. Clique em uma das abas e arraste para fora do painel.

Fig 09.gif


Apertando o [BDM] sobre o Buttons Window, aparecerá o menu Panel Alignment, onde você define se quer os painéis alinhados de forma horizontal, vertical ou livre.

Fig 10.jpg


Com a roda do mouse, ou apertando [PAGEUP] e [PAGEDOWN], você pode rolar os painéis, caso eles não estejam visíveis por causa da resolução de seu monitor:

Fig 11.gif


[CONTROL] + [ALT] + [BEM] ou apertando [+] e [-] no teclado numérico (NUMPAD), você pode aumentar ou diminuir o tamanho dos painéis:

Fig 12.gif


Com a roda do mouse, ou apertando [PAGEUP] e [PAGEDOWN], você pode rolar os painéis, caso eles não estejam visíveis por causa da resolução de seu monitor:

Fig 13.gif


Segurando [ALT] + [BEM] ou pressionando a roda do mouse, você pode arrastar os panéis livremente dentro da Buttons Window:

Fig 11.gif


Não há limites para a subdivisão da área de trabalho. Com a experiência, você irá personalizar sua tela de acordo com suas necessidades. Embaixo há um exemplo:

Fig 06.jpg