Guia LPIC/Objetivo 1.101.1

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tópico 101 Guia LPIC - Página inicial Guia LPIC/Objetivo 1.101.2

Objetivo 1.101.1 - Configuração de Atributos Fundamentais de BIOS[editar | editar código-fonte]

Peso: 1

Descrição: O candidato deve estar apto a configurar o hardware do sistema fazendo as escolhas corretas na BIOS do sistema em um hardware baseado em x86.

Áreas de conhecimento chave:

  • Habilitar e desabilitar periféricos integrados.
  • Configurar sistemas com ou sem periféricos externos tais como teclados.
  • Ajustar corretamente IRQ, DMA e endereços de E/S(I/O) para todas as portas administradas pela BIOS e opções para manipulação de erros.

Esta é uma lista parcial dos arquivos utilizados, termos e utilitários:

  • /proc/ioports
  • /proc/interrupts
  • /proc/dma
  • /proc/pci

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Baseado no guia de Luciano Antônio Siqueira

Primeiramente vamos analisar a frase que define o objetivo:

"O candidato deve estar apto a configurar o hardware do sistema fazendo as escolhas corretas na BIOS do sistema em um hardware baseado em x86."

Prestando atenção nos detalhes em negrito sabemos que é preciso configurar a máquina na BIOS do sistema (setup). Isso significa habilitar e desabilitar recursos, componentes integrados e outras configurações no menu de configuração interno do computador: é uma configuração feita antes de carregar o sistema operacional, no caso, o Linux.

Após realizada a configuração dos componentes do sistema (instalar HD's, ou os componentes que desejar instalar), eles precisam ser configurados no Sistema Operacional, para só então serem utilizados.

A idéia é, portanto, nos prepararmos para estar em condições de ativar componentes ligados ao computador, ou recursos, no setup e depois ativá-los no sistema operacional.

Tendo esta linha de pensamento em mente, veja os conceitos citados por Luciano Siqueira:

O hardware básico do sistema é configurado através do utilitário de configuração de BIOS, que pode ser acessado no início do boot da máquina. Através deste utilitário, é possível liberar e bloquear periféricos integrados, ativar proteção básica contra erros (proteção básica contra vírus e S.M.A.R.T.) e configurar endereços I/O, IRQ e DMA.

  • IRQ: Requisição de Interrupção do dispositivo para a CPU, que interrompe a atividade em andamento e processa a instrução enviada pelo dispositivo.
  • I/O: Endereço específico no mapa de memória do sistema. A CPU irá se comunicar com o dispositivo lendo e escrevendo neste endereço.
  • DMA: Canal que permite à certos dispositivos acesso direto à memória sem intermédio da CPU.

Recursos padrão utilizados por dispositivos comuns:


Dispositivo Porta I/O IRQ
/dev/ttyS0 0x03f8 4
/dev/ttyS1 0x02f8 3
/dev/ttyS2 0x03e8 4
/dev/ttyS3 0x02e8 3
/dev/lp0 0x378 7
/dev/lp1 0x278 5
Placa de Som 0x220 -

A verificação de hardware compatível pode ser consultada lendo o Hardware Compatibility HOWTO, na documentação do código fonte do kernel no diretório Documentation/sound.

Habilitar e desabilitar periféricos integrados[editar | editar código-fonte]

Configurar sistemas com ou sem periféricos externos[editar | editar código-fonte]

Ajustar corretamente IRQ, DMA e endereços de E/S[editar | editar código-fonte]

As interrupções do sistema (IRQ) podem ser visualizadas no kernel com o comando:

# cat /proc/interrupts
Tópico 101 Guia LPIC - Página inicial Guia LPIC/Objetivo 1.101.2