Geografia para crianças/Argentina

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Geografia para crianças
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira da Argentina
Mapa da Argentina

¡Bienvenido a Argentina! - Bem-vindo à Argentina! A Argentina é o segundo maior país da América do Sul em território e o terceiro em população. A Argentina fala espanhol como a maioria dos países da América do Sul, mas o espanhol que eles falam tem algumas peculiaridades, principalmente nos arredores de Buenos Aires, a capital do país. A Argentina faz fronteira com o Brasil, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Chile. A Argentina tem 43 milhões de habitantes, que vivem em 23 províncias e uma cidade autônoma, Buenos Aires.

Significado da bandeira da Argentina[editar | editar código-fonte]

A bandeira é retangular, dividida em três faixas de mesma largura nas cores azul-celeste com uma listra branca separando-as. A cor azul-celeste representa o céu limpo, e o sol com rosto humano no meio da bandeira é o Sol de Maio, que é uma representação do deus inca Apu Inti. O Sol de Maio é um ícone importante na Argentina.

O que a Argentina tem?[editar | editar código-fonte]

Os pampas em Pigüé

A região plana e pastoril dos pampas[editar | editar código-fonte]

Os pampas (que na língua quíchua significa "planície") são as planícies férteis que localizam-se em torno de Buenos Aires. Há pampas na maioria das províncias de Buenos Aires, La Pampa e Santa Fé e também há em partes da província de Córdoba. Partes da planície se estendem aos países do Uruguai e Brasil.

As plantas são muito simples nesta área. São principalmente gramíneas e plantas baixas, geralmente crescendo rapidamente se a água estiver perto. Somente essas plantas pequenas crescem, porque muitos incêndios acontecem na planície, destruindo outras plantas maiores. Devido a essas plantas baixas, grande parte da área é usada para alimentar gado ou cultivar soja.

O planalto da Patagônia[editar | editar código-fonte]

Torres del Paine, na Patagônia


A Patagônia é uma região muito pouco povoada no sul da Argentina, que também existe no Chile. A Patagônia é fria e úmida. Há várias espécies de animais que lá habitam, como o puma da patagônia, a raposa da Patagônia e o gambá da Patagônia. Há muitas geleiras nesta região, também há montanhas, ilhas, planícies, lagoas, lagos e cachoeiras de água doce. Há charnecas e florestas temperadas no sul.

A cordilheira dos Andes[editar | editar código-fonte]

Os Andes são uma vasta cadeia montanhosa que localizam-se no oeste da Argentina. Os Andes se estendem desde a Venezuela até o sul da Argentina, percorrendo quase toda a América do Sul. Na cordilheira, está o pico mais alto do continente americano, o Pico do Aconcágua.

O tango

O tango é um gênero musical e de dança, característica da região do Rio da Prata e sua área de influência, principalmente nas cidades de Buenos Aires e Montevidéu (no Uruguai) O tango é o gênero musical e de dança argentina mais conhecida internacionalmente. É uma dança sensual e uma dança a par, a música é triste e os instrumentos usados são o violino, o acordeão, o bandoneón (acordeão típico da Argentina), o piano, o violão e o contrabaixo. O tango foi declarado pela UNESCO Patrimônio Cultural Imaterial.

História da Argentina[editar | editar código-fonte]

O nome Argentina vem de argentum, que é "prata" em latim, pois, quando espanhóis naufragados chegaram à costa da Argentina, os indígenas americanos trouxeram presentes feitos de prata.

Antes da invasão europeia das Américas, a Argentina era escassamente povoada. Diferentes tribos nativas americanas viviam em pequenas aldeias, e a Argentina fazia fronteira com o Império Inca, mas grande parte do país tinha poucos habitantes. Os espanhóis chegaram em 1502 em uma viagem de Américo Vespúcio ("América" veio do nome de Américo Vespúcio). Buenos Aires se tornou uma colônia espanhola em 1580 e fazia parte originalmente do Peru. Tornou-se um porto importante após 1776 (com a fundação do "Vice-reinado do Rio da Prata"), exportando couro e outros bens.

A Espanha perdeu o controle da região quando a França derrotou a Espanha nas Guerras Napoleônicas, e os colonos de lá se tornaram um pouco independentes. Eles até impediram várias tentativas de aquisição britânica no início de 1800. Em 9 de julho de 1816, a Argentina declarou oficialmente sua independência.

Infelizmente, os primeiros líderes do novo país começaram uma guerra civil que duraria várias décadas. Isso resultou em um período de anarquia até Juan Manuel de Rosas unificar a maior parte do país sob o domínio de Buenos Aires. Ele era um tirano que matou seus oponentes e qualquer um que discordasse dele. Ele tentou dominar o Paraguai e o Uruguai e, geralmente, desenvolveu más relações com seus vizinhos. Ele foi derrubado em 1852 com o apoio do Uruguai e do Brasil, e a Argentina obteve sua primeira constituição.

Naquela época, a maioria das pessoas consideradas "argentinas" era etnicamente espanhóis, os nativos americanos ainda eram considerados uma ameaça. A economia do país foi baseada na criação de animais. Logo a Grã-Bretanha se envolveu cada vez mais com a economia e a política da Argentina, e a Argentina passou a ser um país moderno.

No final de 1800, novas técnicas agrícolas ajudaram a melhorar a vida dos argentinos, e os investimentos da Grã-Bretanha e de outros países ajudaram a fornecer riqueza econômica. Os imigrantes vieram para a Argentina de toda a Europa e foram construídas melhores estradas e ferrovias. A Guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai foi sangrenta e cara, mas a Argentina logo se recuperou e ganhou nova prosperidade, principalmente devido ao comércio com a Europa. Buenos Aires ficou conhecida como a Paris das Américas.

Como são as pessoas da Argentina?[editar | editar código-fonte]

Cerca de 41,45 milhões de pessoas vivem na Argentina. Eles têm origens de muitos outros países e origens. Quase 88% da população vem de raízes italianas ou espanholas. Cinquenta e seis por cento dos argentinos têm raízes nativas; apenas 2 ou 3% dos argentinos são nativos americanos puros.

Na Argentina, é comum encontrar as influências de muitas culturas diferentes. Pizza e macarrão da Itália são muito populares aqui, mas também o milho e a abóbora. Muitos doces judeus e pratos alemães também são considerados parte da comida argentina. O tango é originário de Buenos Aires e Montevidéu (Uruguai) e é muito popular em toda a Argentina, embora muitos estilos musicais sejam apreciados. A Argentina é um caldeirão de várias culturas mais do que qualquer outro país da América do Sul.

Qual é o esporte mais popular da Argentina?[editar | editar código-fonte]

Embora o esporte nacional da Argentina seja o Pato, o futebol é o esporte mais popular.