Esperanto/Os sufixos do Esperanto

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Sufixos são muito importantes para o Esperanto, pois eles são os responsáveis pela formação das palavras em esperanto.

Lista de sufixos[editar | editar código-fonte]

[editar | editar código-fonte]

O sufixo indica ou mau estado ou tom de desprezo:

  • Ĉevalo (cavalo) -> Ĉevalo (pangaré)
  • Libro (livro) -> Libro (livreco)
  • Popolo (população) -> Popolo (populaça, ralé)
  • Morto (morte) -> Morti (traduzido como expressão, morte indigna, ex., "morrer como um cão")

[editar | editar código-fonte]

O sufixo ad indica a ação contínua ou repetitiva em si:

  • Krono (coroa) -> Kronado (coroação)
  • Aŭdi (ouvir) -> Aŭdado (audição)
  • Kanto (canto/canção) -> Kantado (cantoria)
  • Ago (ação/ato) -> Agado (procedimento)

[editar | editar código-fonte]

O sufixo indica a manifestação concreta da ideia contida na raiz:

  • Dolĉa (doce) -> Dolĉo (doçura)
  • Lakto (leita) -> Lakto (laticínio)
  • Pentri (pintar) -> Pentro (pintura)
  • Prozo (prosa) -> Prozo (composição em prosa)

AN[editar | editar código-fonte]

O sufixo an indica membro ou sócio de, partidário, habitante:

  • Klubo (clube) -> Klubano (sócio d'um clube)
  • Akademio (academia) -> Akademiano (acadêmico)
  • Mahomet (Maomé) -> Mahometano (maometano)
  • Brazilo (Brasil) -> Brazilano (brasileiro)

AR[editar | editar código-fonte]

O sufixo ar indica a reunião, conjunto de indivíduos ou objetos do mesmo gênero ou tipo:

  • Homo (homem no sentido ser humano) -> Homaro (humanidade)
  • Arbo (árvore) -> Arbaro (floresta)
  • Dento (dente) -> Dentaro (dentadura)
  • Vorto (palavra) -> Vortaro (dicionário/vocabulário)

Funciona também como denominador de substantivos coletivos:

  • Fiŝo (peixe) -> fiŝaro (cardume)
  • Lupo (lobo) -> luparo (alcateia)
  • Bovo (boi) -> bovaro (boiada)
  • Hundo (cão) -> hundaro (matilha [de cães])

ĈJ[editar | editar código-fonte]

O sufixo ĉj é colocado na raiz (após 2 a 5 letras do nome) de um nome próprio ou substantivo para tratamento carinhoso, ĉj é para o masculino:

  • Petro (Pedro) -> Peĉjo (Pedrinho)
  • Paŭlo (Paulo) -> Paŭĉjo (Paulinho)
  • Johano (João) -> Johanĉjo (Joãozinho)
  • Patro (Pai) -> Paĉjo (Papai)

EBL[editar | editar código-fonte]

O sufixo ebl é usado para criar em verbos transitivos a ideia de possibilidade de acordo com a raiz:

  • Kredi (crer) -> Kredebla (crível)
  • Vidi (ver) -> Videbla (visível)
  • Manĝi (comer) -> Manĝebla (comestível)
  • Solvi (solver) -> Solvebla (solúvel)

EC[editar | editar código-fonte]

O sufixo ec mostra qualidade ou estado como uma idéia abstrata:

  • Bela (belo) -> Beleco (beleza)
  • Mola (mole) -> Moleco (moleza)
  • Amiko (amigo) -> Amikeco (amizade)
  • Alta (alto) -> Alteco (altura)

EG[editar | editar código-fonte]

O sufixo eg indica o aumentativo da raiz, algo muito grande, muito forte:

  • Varma (quente) -> Varmega (quentíssimo/muito quente)
  • Domo (casa) -> Domego (casão/casarão)
  • Viro (homem) -> Virego (homenzarrão)
  • Pordo (porta) -> Pordego (portão)

EJ[editar | editar código-fonte]

O sufixo ej indica lugar destinado à ação de acordo com a raiz, serve também para indicar o mesmo ao indivíduo:

  • Dormi (dormir) -> Dormejo (dormitório)
  • Lerni (aprender) -> Lernejo (escola)
  • Sankto (santo) -> Sanktejo (santuário)
  • Herbo (Erva) -> Herbejo (prado)

EM[editar | editar código-fonte]

O sufixo em é usado para criar a ideia de hábito, inclinação, tendência para:

  • Kredi (crer) -> Kredema (crédulo)
  • Babili (tagarelar) -> Babilema (tagarela)
  • Studi (estudar) -> Studema (estudioso)
  • Timi (temer) -> Timema (medroso/tímido)

END[editar | editar código-fonte]

O sufixo end expressa a ideia de obrigatoriedade de algo, seja em verbo transitivo ou intransitivo, de acordo com sua raiz:

  • Pagi (pagar) --> Pagenda (Que tem que ser pago)
  • Lerni (aprender) --> Lernenda (Que tem que ser aprendido)
  • Sekvi (seguir) --> Sekvenda (Que tem que ser seguido)
  • Korekti (corrigir) --> Korektenda (Que tem que ser corrigido)

Exemplos:

  • En ĉiu homo estas multe da eraroj korektendaj.
  • Em todo homem há muito erros a corrigir.
  • Se vi devas, vi necesu pagenda!
  • Se você deve, você tem que pagar!/Se você deve, você precisa pagar!

ER[editar | editar código-fonte]

O sufixo er cria a ideia de pedaço de um todo de acordo com sua raiz:

  • Fajro (fogo) --> Fajero (faísca)
  • Sablo (areia) --> Sablero (grão de areia)
  • Mono (dinheiro) --> Monero (moeda)
  • Ĉeno (corrente) --> Ĉenero (elo da corrente)

ESTR[editar | editar código-fonte]

O sufixo estr é usado para indicar que a pessoa é a chefe ou dirigente de algo, de acordo com a raiz:

  • Urbo (cidade) --> Urbestro (prefeito)
  • Ŝipo (navio) --> Ŝipestro (comandante)
  • Lernejo (escola) --> Lernejestro (diretor)
  • Imperio (império) --> Imperiestro (imperador)

ET[editar | editar código-fonte]

O sufixo et é usado para referenciar o diminutivo ou criar ideia de menor:

  • Ĉaro (carro) --> Ĉareto (carrinho) (Usado para "carrinho de compras")
  • Varma (quente) --> Varmeta (morno)
  • Domo (casa) --> Dometo (casebre/casinha)
  • Strato (rua) --> Strateto (viela/beco)

ID[editar | editar código-fonte]

O sufixo id é usado para referenciar filhote ou filho de homem ou animal, descendência:

  • Koko (galo) --> Kokido (frango)
  • Porko (porco) --> Porkido (leitão)
  • Latina lingvo (língua latina) --> Latinida lingvo (língua neolatina)
  • Perso (Pérsia) --> Persido (persa)

IG[editar | editar código-fonte]

O sufixo ig indica fazer, tornar algo ou alguém:

  • Klara (límpido) --> Klarigi (explicar/clarificar)
  • Blanko (branco) --> Blankiga (branquear)
  • Kun (com) --> Kunigi (juntar)
  • Tro (demais) --> Troigo (exagero)


Provocar a realização do indicado pela raiz:
  • Decidi (decidir) --> Decidigi (fazer decidir)
  • Devi (dever) --> Devigi (obrigar)
  • Envii (invejar) --> Enviigi (fazer inveja)
  • Esti (ser) --> Estigi (formar/causar)


Fazer que seja:
  • Koni (conhecer) --> Konigi (revelar)
  • Senti (sentir) --> Sentigi (fazer que seja sentido)
  • Aŭdi (ouvir) --> Aŭdigi (fazer que seja ouvido)
  • Havi (ter) --> Havigi (proporcionar)


IG também pode ser usado em adjetivos, advérbios e substantivos:
  • Nulo (zero) --> Nuligo (anulação)
  • Laca (cansado) --> Laciga (cansativo)
  • Blinde (cegamente) --> Blindige (ofuscantemente)

[editar | editar código-fonte]

O sufixo indica fazer-se, tornar-se algo ou alguém:

  • Pala (pálido) --> Palii (empalidecer)
  • Alia (outro) --> Alii (mudar/torna-se outro)
  • Mateno (manhã) --> Mateni (amanhecer)
  • Stari (estar de pé) --> Stari (levantar-se)


pode também ser usado com outras categorias gramaticais:
  • Sufokiĝi (sufocar-se) --> Sufoko (sufocação)
  • Distingiĝi (distinguir-se) --> Distinga (distinto)


também pode transformar verbos transitivos em intransitivos:
  • Komenci (começar/dar começo) --> Komenci (iniciar-se/ter começo)
  • fini (terminar/dar fim) --> Fini (terminar)
  • Veki (acordar) --> Veki (despertar-se)


Por exprimir a ideia de passagem de um estado a outro, por isso ek pode ser as vezes usado assim como :
  • Ekstari --> Stari (levanta-se)
  • Eksidi --> Sidi (sentar-se)
  • Ekesti --> Esti (tornar-se)
  • Ektimi --> Timi (assustar-se)
  • Por dar a ideia de algo que ocorre a se, o prefixo pode ser as vezes substituído pelo pronome reflexivo como em sin trovi e trovi que significam ambos encontrar-se, achar-se.

IL[editar | editar código-fonte]

O sufixo il é usado para denotar instrumento referente a raiz, também serve para no geral indicar o meio, o recurso, o implemento, o utensílio e etc.:

  • Tranĉi (cortar) --> Tranĉilo (faca)
  • Segi (serrar) --> Segilo (serra/serrote)
  • Veturi (andar em veículo) --> Veturilo (veículo)
  • Ŝlosi (trancar à chave) --> Ŝlosilo (chave)

A palavra ilo significa instrumento, palavras com il são normalmente uma generalização, como em skribilo que é instrumento de escrever, já que plumo é caneta e krajono é lápis, por exemplo.

IN[editar | editar código-fonte]

O sufixo in é usado para definir o feminino sobre o vocábulo:

  • Viro (homem) --> Virino (mulher)
  • Knabo (garoto) --> Knabino (garota)
  • Kuiro (cozinheiro) --> Kuirino (cozinheira)
  • Hundo (cachorro) --> Hundino (cadela)


  • Usando a terminação "a" pode-se gerar adjetivos como em virino que significa mulher e virina que significa feminino, ou até mesmo virine para femininamente.

IND[editar | editar código-fonte]

O sufixo ind é usado para mostar algo que é merecedor de, que merece ser, digno de:

  • Adori (adorar) --> Adorinda (adorável)
  • Beraŭri (sentir/ter pena/lamentar) --> Bedaŭrinda (lastimável)
  • Noti (notar) --> Notinda (notável)
  • Miri (estranhar/admirar-se) --> Mirinda (maravilhoso)

ING[editar | editar código-fonte]

O sufixo ing é usado para denotar algo que segura, sustenta ou guarda, servindo de continente parcial ao objeto indicado:

  • Krajono (lápis) --> Krajoningo (porta-lápis/estojo)
  • Piedo (pé) --> Piedingo (estribo)
  • Cigaro (charuto) --> Cigaringo (piteira)
  • Fingro (dedo) --> Fingringo (dedal)

ISM[editar | editar código-fonte]

O sufixo ism serve para indicar doutrina ou sistema religioso ou filosófico por exemplo, de pessoas e adeptos:

  • Socialo (social) --> Socialismo (socialismo)
  • Islamo (islã) --> Islamismo (islamismo)
  • Esperanto (Esperanto) --> Esperantismo (esperantismo)
  • Platono (Platão) --> Platonismo (platonismo)

IST[editar | editar código-fonte]

O sufixo ist serva para indicar a ocupação ou profissão de uma pessoa, também a que se dedica, especialização ou a que é adepto de:

  • Maro (mar) --> Maristo (marinheiro)
  • Sporto (esporte) --> Sportisto (desportista)
  • Esperanto (Esperanto) --> Esperantisto (esperantista)
  • Idealo (ideal) --> Idealisto (idealista)


  • O sufixo ist carrega uma ampla generalização em seus significados, por isso muitas vezes é necessário esclarecer a que se preza tal significado com o uso de outra palavra, no qual é o exemplo de vendisto, significando vendedor, sem referência a vendedor de que, por isso se pode usar por exemplo ŝuvendisto (ŝuo+vendisto), significando vendedor de sapatos.

NJ[editar | editar código-fonte]

O sufixo nj é colocado na raiz (após 2 a 5 letras do nome) de um nome próprio ou substantivo para tratamento carinhoso, nj é para o feminino:

  • Patrino (mãe) --> Panjo/Patrinjo (mamãe/mãezinha)
  • Ana (o nome "Ana") --> Anjo (Aninha)
  • Knabino (garota) --> Knabinjo (garotinha)
  • Avino (avó) --> Avinjo (vovó/vózinha)

OBL[editar | editar código-fonte]

O sufixo obl é usado para criar a ideia de multiplicação e é usado tanto em substantivos, advérbios e adjetivos:

  • Du (dois) --> Duoble (duplamente)
  • Tri (três) --> Triobla (triplo)
  • Kvar (quatro) --> Kvaroblo (quádruplo)


  • O sufixo obl também é usado para cálculo de multiplicação matemática, como em "kvinoble kvar estas dudek" (5 x 4 é 20) e serve também para quantidade além dos numerais como em "mia laboro valoras multoble pli" (meu trabalho vale muitas vezes mais).

ON[editar | editar código-fonte]

O sufixo on é usado para criar em números os fracionários:

  • Du (dois) --> Duono (metade)
  • Tri (três) --> Triono (1/3)
  • Dekduo (doze) --> Dekduono (1/12)
  • Ok estas kvar kvinonoj de dek --> Oito são 4/5 de 10
  • Tie staris duone detruitajn murojn


  • Não confundir os ordinais com os fracionários, quinto pode por exemplo ser traduzido tanto como kvina como por kviono, então diz-se que li estis la kvina enveni (ele foi o quinto a chegar) e mi necesas la kvinonon (eu preciso de 1/5).

OP[editar | editar código-fonte]

O sufixo op é usado para criar os coletivos, sejam eles derivados de números ou de outras palavras que exprimem quantidade:

  • Du (dois) --> Duope (em grupos de dois/dois a dois/os dois juntos)
  • -- ---- --> Duopo (par/dupla)
  • Tri (três) --> Triope (em grupos de três/três a três)
  • Tridek (trinta) --> Tridekopo (trintena)
  • Multope venis la akridoj - Em grandes quantidades vieram os gafanhotos
  • Donu al mi dekduopo de ovoj - Me dê uma dúzia de ovos


  • Cuidado para não confundir por exemplo "vintena", que pode ser entendido tanto por dudekduono (1/20) como por dudekopo (grupo de vinte), mas em esperanto não há essa ambiguidade.

UJ[editar | editar código-fonte]

O sufixo uj é usado para objeto que contém totalmente em si quantidade maior ou menor de objetos de definida espécie indicados pela raiz:

  • Sukero (açucar) --> Sukerujo (açucareiro)
  • Salo (sal) --> Salujo (saleiro)
  • Supo (sopa) --> Supujo (sopeira)
  • Cigaro (charuto) --> Cigarujo (charuteira)


País em relação as seus habitantes, usado para quando o povo desse país situa-se na região antes da fundação do país:

  • Turko (turco) --> Turkujo (Turquia)
  • Germano (alemão) --> Germanujo (Alemanha)
  • Japano (japonês) --> Japanujo (Japão)
  • Ĉino (chinês) --> Ĉinujo (China)


Árvore em relação a seu fruto ou à flor:

  • Piro (pêra) --> Pirujo (pereira)
  • Rozo (rosa) --> Rozujo (roseira)
  • Mango (manga) --> Mangujo (mangueira)
  • Oranĝo (laranja) --> Oranĝujo (laranjeira)


  • As palavra arbo (árvore) e arbeto (arbusto) também pode ser usada como sufixo no lugar de uj, formando por exemplo pirarbo e rozarbeto.

UL[editar | editar código-fonte]

O sufixo ul serve para indicar um ser de acordo com a raiz da palavra:

  • Juno (jovem) --> Junulo (moço)
  • Almozo (esmola) --> Almozulo (mendigo)
  • Malsana (doente) --> Malsanulo ((um) doente)
  • Dupieda (bípede) --> Dupiedulo (ser bípede)
  • Para o feminino só acrescentar in como em junulino (moça).

UM[editar | editar código-fonte]

O sufixo um não tem sentido definido, é usado para derivar palavras de relação imprecisa com a raiz:

  • Komuna (comum) --> Komunumo (comunidade)
  • Sapo (sabão) --> Sapumi (ensaboar)
  • Brako (braço) --> Brakumo (abraço)
  • Folio (folha) --> Foliumi (folhear)

Observações[editar | editar código-fonte]

Muitos afixos podem ser utilizados simultaneamente e independentemente. Por exemplo patro, pai. Bogepatroj - sogros (sogro e sogra). Ilo, instrumento. Ekas, começa.

Links[editar | editar código-fonte]