Introdução à Biologia/Biologia Humana/Sistema respiratório: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
m
Foram revertidas as edições de 168.181.131.253 (disc) para a última revisão de Defender
m (Foram revertidas as edições de 168.181.131.253 (disc) para a última revisão de Defender)
 
==Fossas nasais==
 
va estudar e deixe de pesquisar na internete vagabundo :P
Mais conhecida por nariz, apresenta seu interior revestido por uma mucosa nasal, rica em vasos sangüíneos destinados a aquecer o ar e, com os pêlos (vibrissas), a filtrar esse ar. Essa mucosa está ligada ao nervo olfativo.
 
Na sua extremidade é formado por cartilagem e só na parte posterior é que tem osso (nasal) e separado pelo septo nasal. As duas cavidades que existem na sua face comunicam-se com o exterior pelas narinas e com a faringe pelas coanas. A mucosa nasal fabrica uma secreção (muco) para reter as impurezas do ar. Assim como as fossas nasais permitem a saída do gás carbônico e do vapor de água que vem dos pulmões, a boca também pode auxiliar na respiração, principalmente quando existe algum problema nas fossas nasais (entupimento).
 
São duas cavidades paralelas que começam nas narinas e terminam na faringe, sendo deparadas pelo septo nasal, uma parede cartilaginosa. As fossas nasais são divididas em três partes: vestíbulo, área respiratória e área olfatória.
 
Quando o ar passa pelas fossas nasais ele é aquecido, filtrado e umedecido, sendo esse aquecimento atribuído a presença do plexo venoso.
 
==Faringe==
 
A faringe serve ao mesmo tempo, aos sistemas digestivos como ao respiratório. É o que conhecemos como garganta. Comunica-se também como as fossas nasais.
Quando engolimos o alimento, a passagem de ar para os pulmões precisa ser temporariamente interrompida. Durante a deglutição, uma estrutura chamada epiglote fecha a traquéia, o tubo que leva o ar a nossos pulmões. Isso impede que o alimento penetre na traquéia, forçando-o a descer corretamente pelo esôfago.
 

Menu de navegação