Engenharia sanitária/Lagunagem

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Podemos definir o processo de lagunagem como um tratamento biológico de águas residuais baseado num desenvolvimento simbiótico de algas e bactérias à custa da degradação da matéria orgânica.

  • Vantagens :
    • Menores custos de investimento e exploração.
    • Poder de suporte de fortes variações de carga orgânica e pH.
    • Elevado coeficiente de troca de calor com a atmosfera (importante em casos de poluição térmica).
    • Grandes percentagens de remoção de CBO5 e SST (exceto biomassa algal).
  • Inconvenientes :
    • Sensibilidade às baixas temperaturas.
    • Necessidade de grandes superfícies de terreno;
    • Possível desenvolvimento de maus cheiros.

Classificação quanto à posição da lagoa na linha de tratamento:

  • Primárias;
  • Secundárias.

Classificação quanto aos níveis de oxigênio:

  • Aeróbias (0,3 a 0,5m);
  • Anaeróbias (3m a 4 m);
  • Facultativas (0,9m a 2,4m);
  • Arejadas (oxigenação forçada);
  • Maturação (macrófitas ou micrófitas).

Classificação quanto à forma de arejamento:

  • Lagoa calma
  • Lagoa arejada
  • Lagoa anaeróbia