Charuto/Termos Técnicos

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
  • ANEL- Rótulo de papel que envolve o charuto e indica sua marca.
Exemplo de anel de charuto
  • CAMERON- Tipo de fumo proveniente de Camarões.
Paisagem camaronesa
  • CAPA- Em inglês, wrapper. É a folha de fumo que reveste a parte externa do charuto. É responsável pela cor e o aspecto visual do charuto.
Diferentes tonalidades de charuto
  • CAPOTE- É a folha de tabaco que envolve os maços do miolo do charuto, dando-lhe o formato cilíndrico. Fica entre a capa e o miolo do charuto.
  • CHARUTOS AROMATIZADOS- São os charutos feitos com folhas de fumo que foram embebidas em solução aromática, antes da fase de secagem. Podem ter variados sabores: baunilha, mel, canela, cereja, chocolate etc.
  • CIGARRILHA- Um minicharuto. Pode apresentar ou não um bocal de plástico.
  • COROJO- Tipo cubano de fumo.
  • CRIOLLO- Também um tipo cubano de fumo.
  • FURADOR- É um aparelho que provoca um pequeno furo longitudinal no charuto, favorecendo a sucção.
  • GUILHOTINA- É o cortador, com uma ou duas lâminas, que remove a ponta do charuto e deste modo facilita a sucção do mesmo.
  • HABANO- Charuto produzido com fumo colhido no município de Pinar del Río, em Cuba.
  • MATA FINA E MATA NORTE- São tipos de fumo produzidos na região do Recôncavo Baiano, no Brasil.
  • MIOLO- Em inglês, filler. São as folhas de fumo que compõe o interior do charuto. É o responsável pela maior parte do sabor do charuto.
  • PETACA- Pacote contendo dois, três ou cinco charutos.
  • PURO- Charuto, em castelhano.
  • SUMATRA (JAVA)- Tipo de fumo proveniente da Indonésia.
  • UMIDOR- Caixa em madeira usada para guardar os charutos.
  • VEGA- Plantação de tabaco. Vem do castelhano vega, "margem de rio", pois era o local onde os colonos espanhóis plantavam o fumo originalmente.