Bibliotecas Digitais/Projeto de Uma Biblioteca Digital

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Introdução[editar | editar código-fonte]

Cunha (1999, p.258) afirma que: “Não existe uma estratégica única na implementação de uma biblioteca digital, elas nascem num determinado tempo e sofrem influências da cultura e das situações econômicas-financeiras”. Assim, podemos afirmar que, cada biblioteca digital deve ser desenvolvida com características próprias, que diferem de uma biblioteca para a outra. Embora o autor comente que essas diferenciações sejam somente devido aos aspectos sociais, também há diferenciações dependentes dos aspectos tecnológicos disponíveis.

Contudo, apesar dessas diferenças há uma parte comum e genérica que pode ser agrupada e chamada de arquitetura da informação para bibliotecas digitais. Essa arquitetura agrupa elementos genéricos que são comuns à maioria das bibliotecas digitais, e que devem ser personalizados (modificados, adaptados) para satisfazerem os requisitos de uma biblioteca específica.

Objetivos gerais[editar | editar código-fonte]

Um dos processos mais importantes na implementação de uma Biblioteca Digital é a criação de seu banco de dados, ou seja, um espaço virtual que possa concentrar um número expressivo de livros eletrônicos da literatura mundial, poesia, biografias de personagens importantes, livros sobre música ou documentos históricos, além de documentos técnicos. Cada organização [infocentro, escola, faculdade, oscip, universidade, ONG, telecentro, biblioteca, instituição social etc.] poderá também ter sua própria Biblioteca Digital, baseada nesta idéia. Teremos assim, com o acervo, uma espécie de sala de leitura e pesquisa virtual. Nela, os usuários poderão ler textos na própria Internet; poderão ter a opção de baixar estes textos para o micro onde estiverem operando, ou mesmo usar o comando do próprio browser, “salvar destino como...”, para que se possa ter o conteúdo em sua própria máquina e obter, desse modo, uma leitura mais confortável e menos custosa.

Objetivos Específicos[editar | editar código-fonte]

O desenvolvimento de uma Biblioteca Digital poderá ser norteado, dependendo da entidade mantenedora, por diversos objetivos específicos, entre os quais:

  • Fomentar o atual mercado de livros.
  • Orientar o usuário na aquisição de conhecimentos na selva de informação, com a criação de mecanismos de aprendizagem.
  • Permitir o acesso aos canais de informação e provedores de conteúdo do acervo.
  • Preparar usuários para a utilização das novas mídias e atrair leitores para as novas formas de comunicação.
  • Proporcionar ao cidadão o acesso a informações relevantes disponíveis na Web.

Critérios Gerais[editar | editar código-fonte]

O desenvolvedor responsável pela criação de uma determinada Biblioteca Digital deverá definir também alguns critérios que o ajudarão a pautar melhor os seus objetivos dentro do projeto. Esses critérios poderão ser divididos em três partes, conforme os exemplos abaixo:

  • Curto prazo:
    • Linkar livros disponíveis em outros websites [de Domínio Público ou não, mas desde que sejam livres e de fonte real e segura].
    • Manter em dia a manutenção do mapa [banco de dados com informações cruzadas] com os títulos disponíveis na Web
    • Manter em dia a manutenção dos conteúdos das seções
    • Confeccionar títulos para disponibilizá-los para download como exemplo do projeto de digitalização de obras do próprio acervo
    • Hospedagem rápida e segura
    • Entrar em contato com autores e editores com potencial para contribuir com o projeto
  • Médio prazo:
    • Buscar voluntários potenciais [pesquisadores, digitadores, bibliotecários, cientistas da informação, tradutores, revisores etc.]; ou profissionais **remunerados, caso o projeto tenha sua auto-sustentabilidade
    • Buscar parcerias institucionais
    • Divulgação maciça ou em canais específicos da página, dependendo dos objetivos do público a ser atingido
    • Potencializar o acervo para ser reconhecido como ferramenta de aprendizagem e mesmo de conteúdo para computadores disponíveis em bibliotecas, escolas, ONG’s, empresas, igrejas, sindicatos, entidades sociais etc.
  • Longo prazo:
    • Potencializar o acervo para ser também reconhecido como ferramenta utilitária de contribuição com a alfabetização, inclusive em metodologias construtivistas de educadores, por exemplo.

Requisitos Básicos[editar | editar código-fonte]

Os requisitos prévios para uma implantação eficaz do acervo são os seguintes:

  • Estratégias e planos detalhados
  • Identificar fraquezas
  • Problematizar detalhes
  • Ações de longo alcance
  • Independência nas ações
  • Acompanhamento estratégico
  • Visitas periódicas a outros projetos de Bibliotecas Digitais
  • Divulgação
  • Parcerias [ONG's, bibliotecas, institutos etc.]
  • Campanha e amostragem do acervo
  • Resultados de downloads, pageviews e hits
  • Índices de avaliação, indicadores de resultado [qualitativos e quantitativos]
  • Auditoria.