Arte urbana/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A vida de um grafiteiro[editar | editar código-fonte]

Searchtool.svg Este módulo precisa ser revisado por alguém que conheça o assunto (discuta).
Ambox scales.svg A neutralidade deste módulo está em discussão. Pedimos que opine na página de discussão do mesmo.
Esta faixa deve permanecer até que haja uma definição. Favor não retirá-la sem que haja consenso!

A madrugada fria é para alguns uma simples passagem do cansativo de trabalho, com outro dia cansativo de trabalho, mas, para alguns, é um “prato cheio”. Na mochila, baldes de tinta, rolos, pincéis e latas de spray, carregados tanto por jovens, tanto por adultos fissurados na arte, uma ou mais pessoas caminham na fria madrugada, o destino deles? Uma simples dose de adrenalina e a vontade de se destacar no meio do mundo moderno. Pintores que não conseguiram conquistar seu espaço de forma legal que descarregam o ódio, o sentimento e a vontade de se expressar em algum muro, pintando ilegalmente. Alguns optam pelo pichamento, outros preferem desenhar em um caderno, outros preferem nem tentar. De forma arriscada os jovens começam a pintar, agindo ilegalmente de acordo com o artigo 163 , arriscam suas vidas para simplesmente grafitar. Muitos deles são pegos em flagrante pela policia, outros tem mais sorte e saem se nenhum problema. No dia seguinte o desespero do dono da propriedade,que muitas das vezes, se deparam com nomes de gangues e apelidos grafitados, e rara as vezes em que se depara com uma esplêndida obra de arte.