Análise de balanços/Introdução/Importância da análise de balanços

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A necessidade de se analisar os relatórios contábeis é tão antiga quanto a própria origem desses relatórios. Nos seus primórdios os relatórios contábeis resumiam-se à realização de inventários, os quais eram analisados em suas variações quantitativas e qualitativas.

É bem provável que fossem também realizado algum tipo de de análise vertical e horizontal.

Desta forma, o homem primitivo já aplicava noções, embora rudimentares, de análise de informações contábeis.

A partir da segunda metade do século XIX, a análise de balanços ganha maior importância, com a elaboração de técnicas mais refinadas de execução, principalmente por parte de banqueiros que utilizavam análises de quocientes.

Com o surgimento de bancos governamentais de desenvolvimento, a análise de balanços ganha novo impulso em função da exigência de projetos de financiamento exigidos por estas entidades.

Além do interesse dos gestores das organizações e de organismos financiadores, investidores também se beneficiam da análise de balanços, uma vez que esta fornece informações relevantes acerca de empresas que são opções de investimento no mercado acionário.