Português/Classificação das palavras/Pronomes

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa

Pronomes são palavras que exercem função nominal, seja para substituir um substantivo, seja para acompanhá-lo (determinando o seu significado). Quando ocupa o espaço normalmente destinado para substantivos (substituindo-o), o faz indicando a pessoa (se é 1º, 2º ou 3º pessoa), o número (se é singular ou plural) e o gênero (masculino ou feminino) da pessoa do discurso. Quando apenas acompanha o substantivo, o pronome modifica, de alguma forma, a relação da pessoa do discurso com o substantivo que acompanha.

Função[editar | editar código-fonte]

A função do pronome pode ser de substantivo ou adjetivo. Quando o pronome substitui um substantivo na frase, denomina-o de pronome substantivo. Quando o pronome acompanha um substantivo, determinando o seu significado, denomina-o de pronome adjetivo.

  • Pronome substantivo: Ela não entende nada de dinheiro → o pronome pessoal reto da 3° pessoa Ela, nessa frase, poderia ser qualquer pessoa, como por exemplo: Maria não entende nada de dinheiro. Nesse caso, não seria um pronome, mas sim um substantivo próprio (Maria), a exercer a função de núcleo do sujeito.
  • Pronome adjetivo: Entregue seu destino nas mãos de Deus → o pronome possessivo masculino da 3° pessoa seu acompanha o substantivo destino, determinando-o, pois não é o meu destino, ou o destino de qualquer outra pessoa, é o seu destino. Nesse caso, o pronome se assemelha a um adjetivo, concordando em número e gênero com o substantivo que o acompanha.

Classificação dos pronomes[editar | editar código-fonte]

Os pronomes podem ser classificados em seis tipos, conforme a seguir (clique nos links para obter mais informações sobre aquele tipo de pronome):

  • Pessoais: Os pessoais apontam para algum participante da situação da fala: eu, tu, ele, eles, nós, mim, comigo, você, vossa excelência, etc. Os pronomes pessoais podem ser retos, oblíquos ou de tratamento:
Eu amo aquela garota
Entregue-me os teus pertences!
Você irá comigo
  • Possessivos: Os possessivos indicam a quem pertence algo, geralmente transmitindo a ideia de posse:
Ele é meu melhor amigo.
Estas frutas são de tua cidade?
Nossas riquezas foram multiplicadas.
  • Demonstrativos: Os pronomes demonstrativos determinam o sujeito no espaço ou no tempo:
Este é um bom livro.
Aquelas mulheres não paravam de rir.
É muito estranho tudo isso.
  • Relativos: Os pronomes relativos referem-se a termos já expressos anteriormente, relativando seus significados:
Os estudantes que tiraram a farda na cerimônia de formatura estão em sarilhos.
Objetos os quais perdidos serão devolvidos.
O dólar, que é a moeda dos Estados Unidos, é bastante valorizado.
  • Interrogativos: Os pronomes interrogativos são usados na construção de perguntas, transmitem a ideia de dúvida:
Quem está aí?
Sabe quem assassinou a jovem?
Tu queres o quê?
  • Indefinidos: Os pronomes indefinidos preenchem um espaço numa frase deixando imprecisa uma pessoa, uma coisa ou um lugar, que representam:
Você precisa de algo?
Ninguém deixará esta sala.
Quaisquer pessoas aqui serão bem recebidas.


Observações: Os pronomes pessoais serão sempre pronomes substantivos, pois sempre se pode substituí-los por um substantivo, ou representá-lo, e vice e versa; os demais pronomes são, normalmente, pronomes adjetivos, mas podem assumir a forma substantiva dependendo do caso, como por exemplo:
  • Aqueles são os inimigosAqueles exerce a função substantiva, podendo até mesmo ser substituído por um substantivo, como por exemplo: Os alemães são os inimigos. Portanto, pronome substantivo;
  • Aqueles meninos não têm futuroAqueles determina o substantivo, pois explica quais são os meninos que não têm futuro, e ainda concorda em número (plural) e gênero (masculino) com o substantivo meninos, como se fosse um adjetivo. Portanto, pronome adjetivo.