Introdução à Biologia/Célula/Estrutura e organização da célula: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
[edição verificada][edição verificada]
 
====Endocitose====
Os processos de transporte estudados anteriormente (difusão simples, osmose, difusão facilitada e transporte ativo contra gradiente eletroquímico) são responsáveis pela movimentação de íons e pequenas moléculas através da membrana plasmática. Entretanto, a célula é capaz transportar quantidade maiores de substâncias, de uma só vez, através de sua membrana, por um processo chamado '''transporte em quantidade'''. Para que isso ocorra, a membrana plasmática forma vesículas que englobam essa maior quantidade de substâncias. Além de transportar substâncias em bloco, o transporte em quantidade também permite que a célula movimente macromoléculas e até microrganismos através de suas membrana plasmática. Dividimos o transporte em quantidade em dois tipos: '''endocitose''', quando o transporte é feito para dentro de célula, e '''exocitose''', quando o transporte é feito para fora da célula. A endocitose é subdividida em '''fagocitose''', quando a célula engloba partículas sólidas de grandes dimensões, e '''pinocitose''', quando a célula engloba partículas líquidas com dimensões menores.
 
'''Fagocitose'''
[[Ficheiro:Fagocitose.png|thumb|right|450px|Processo de fagocitose]]
A fagocitose é um tipo de endocitose no qual a célula engloba para o seu citoplasma partículas sólidas de dimensões maiores e até mesmo outros microrganismos. Inicialmente, a partícula ou o microrganismo a ser fagocitado, choca-se com a célula e é reconhecido pelos receptores de membrana (proteínas e glicocálice). O glicocálice também ajuda a manter a partícula ou microrganismo aderido à célula. Após essa etapa de adesão e reconhecimento, vária modificações no citoesqueleto celular acontecem, fazendo com que a membrana emita prolongamento que englobaram o material a ser fagocitado. Esses prolongamentos recebem o nome de '''pseudópodos'''. Após englobarem totalmente o material, os pseudópodos formam uma vesícula no interior do citoplasmas com a partícula englobada em seu interior. Essa vesícula é chamada de '''vacúolo digestivo''' ou '''fagossomo''',o qual é puxado para o interior do citoplasma pela atividade do citoesqueleto celular, onde as vesículas portadoras de enzimas digestivas (lisossomos) ligam-se ao fagossomo, despejando suas enzimas no sei interior, permitindo dessa forma, a digestão intracelular do material fagocitado. Exemplos de células que realizam fagocitose são os protozoários e as células de defesa dos animais. Os protozoários utilizam a fagocitose para se alimentar, enquanto que as células de defesa do sistema imunológico, utilizam a fagocitose para destruir partículas estranhas e microrganismos invasores.
 
'''Pinocitose'''
[[Ficheiro:Tipos de endocitosis.svg|thumb|right|250px|Tipos de endocitose (da esquerda para a direita): fagocitose, pinocitose não seletiva e pinocitose seletiva ou mediada por receptores.]]
A pinocitose é um tipo de endocitose em que a célula engloba líquidos ou pequenas partículas inespecíficas em solução aquosa. É um sistema de alimentação celular complementar à fagocitose, porém mais delicada e com formação de vesículas minúsculas, difíceis de serem observada ao microscópio óptico. Ao contrário da fagocitose, que está restrita à alguns tipos de células, acredita-se que a pinocitose ocorra em todas as células. Inicialmente, o líquido a ser englobado, quando em contato com a membrana plasmática, provoca modificações na membrana, a qual começa e englobar o material sem a formação de pseudópodos. Ocorre uma invaginação da membrana, com afundamento progressivo no citoplasma, do material a ser englobado. Por fim, a membrana forma um vesícula pequena chamada '''pinossomo''', a qual é puxada para o citoplasma pela ação do citoesqueleto. O pinossomo também pode receber enzimas digestivas dos lisossomos, garantindo a digestão intracelular das substâncias englobadas.
 
A pinocitose pode englobar todas as substâncias que estivem no meio extracelular e entrarem em contato com a membrana plasmática, sendo, esse processo chamada de pinocitose não seletiva. Por outro lado, na pinocitose seletiva, uma substância específica é reconhecida por um receptor na membrana e então desencadeia o processo de pinocitose. A vantagem da pinocitose seletiva é permitir a captura de grande quantidade de uma única substância específica, sem a incorporação concomitante de outras substâncias ou grande quantidade de água. As áreas da face interna da membrana plasmática dos locais onde ocorreu a pinocitose seletiva, exibem grande quantidade de uma proteína chamada '''clatrina'''. Como a clatrina está na face interna da membrana plasmática, após a internalização da vesícula, esse face interna da membrana irá fomrma a face externa da vesícula ou pinossomo. Assim a vesícula fica com sua face externa coberta por moléculas de clatrina e por isso recebe o nome de vesícula coberta ou ''coated vesicle'', do inglês. A clatrina facilita a formação do pinossomo.
 
====Exocitose====
 
==Parede celular==
1 387

edições

Menu de navegação