Guia do Linux/Iniciante+Intermediário/Permissões de acesso a arquivos e diretórios/Exemplos práticos de permissões de acesso

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Exemplos práticos de permissões de acesso[editar | editar código-fonte]

Abaixo dois exemplos práticos de permissão de acesso: [#s-perm-exemplo-a Exemplo de acesso a um arquivo, Seção 13.4.1] e a [#s-perm-exemplo-d Exemplo de acesso a um diretório, Seção 13.4.2]. Os dois exemplos são explicados passo a passo para uma perfeita compreensão do assunto. Vamos a prática!

Exemplo de acesso a um arquivo[editar | editar código-fonte]

Abaixo um exemplo e explicação das permissões de acesso a um arquivo no GNU/Linux (obtido com o comando ls -la, explicarei passo a passo cada parte:

-rwxr-xr—1 gleydson user 8192 nov 4 16:00 teste

-rwxr-xr--
Estas são as permissões de acesso ao arquivo teste. Um conjunto de 10 letras que especificam o tipo do arquivo, permissão do dono do arquivo, grupo do arquivo e outros usuários. Veja a explicação detalhada sobre cada uma abaixo:
-rwxr-xr--
A primeira letra (do conjunto das 10 letras) determina o tipo do arquivos. Se a letra for um d é um diretório, e você poderá acessa-lo usando o comando cd. Caso for um l é um link simbólico para algum arquivo ou diretório no sistema (para detalhes veja o comando [ch-cmdv.html#s-cmdv-ln ln, Seção 10.4] . Um - significa que é um arquivo normal.
-rwxr-xr--
Estas 3 letras (da segunda a quarta do conjunto das 10 letras) são as permissões de acesso do dono do arquivo teste. O dono (neste caso gleydson) tem a permissão para ler (r), gravar (w) e executar (x) o arquivo teste.
-rwxr-xr--
Estas 3 letras (da quinta a sétima do conjunto das 10 letras) são as permissões de acesso dos usuários que pertencem ao grupo user do arquivo teste. Os usuários que pertencem ao grupo user tem a permissão somente para ler (r) e executar (x) o arquivo teste não podendo modifica-lo ou apaga-lo.
-rwxr-xr--
Estas 3 letras (da oitava a décima) são as permissões de acesso para usuários que não são donos do arquivo teste e que não pertencem ao grupo user. Neste caso, estas pessoas somente terão a permissão para ver o conteúdo do arquivo teste.
gleydson
Nome do dono do arquivo teste.
user
Nome do grupo que o arquivo teste pertence.
teste
Nome do arquivo.

Exemplo de acesso a um diretório[editar | editar código-fonte]

Abaixo um exemplo com explicações das permissões de acesso a um diretório no GNU/Linux:

drwxr-x--- 2 gleydson user 1024 nov 4 17:55 exemplo

drwxr-x---
Permissões de acesso ao diretório exemplo. É um conjunto de 10 letras que especificam o tipo de arquivo, permissão do dono do diretório, grupo que o diretório pertence e permissão de acesso a outros usuários. Veja as explicações abaixo:
drwxr-x---
A primeira letra (do conjunto das 10) determina o tipo do arquivo. Neste caso é um diretório porque tem a letra d.
drwxr-x---
Estas 3 letras (da segunda a quarta) são as permissões de acesso do dono do diretório exemplo. O dono do diretório (neste caso gleydson) tem a permissão para listar arquivos do diretório (r), gravar arquivos no diretório (w) e entrar no diretório (x).
drwxr-x---
Estas 3 letras (da quinta a sétima) são as permissões de acesso dos usuários que pertencem ao grupo user. Os usuários que pertencem ao grupo user tem a permissão somente para listar arquivos do diretório (r) e entrar no diretório (x) exemplo.
drwxr-x---
Estas 3 letras (da oitava a décima) são as permissões de acesso para usuários que não são donos do diretório exemplo e que não pertencem ao grupo user. Com as permissões acima, nenhum usuário que se encaixe nas condições de dono e grupo do diretório tem a permissão de acessa-lo.
gleydson
Nome do dono do diretório exemplo.
user
Nome do grupo que diretório exemplo pertence.
exemplo
Nome do diretório.

Para detalhes de como alterar o dono/grupo de um arquivo/diretório, veja os comandos [#s-perm-chmod chmod, Seção 13.7], [#s-perm-chgrp chgrp, Seção 13.8] e [#s-perm-chown chown, Seção 13.9].

OBSERVAÇÕES:

  • O usuário root não tem nenhuma restrição de acesso ao sistema.
  • Se você tem permissões de gravação no diretório e tentar apagar um arquivo que você não tem permissão de gravação, o sistema perguntará se você confirma a exclusão do arquivo apesar do modo leitura. Caso você tenha permissões de gravação no arquivo, o arquivo será apagado por padrão sem mostrar nenhuma mensagem de erro (a não ser que seja especificada a opção -i com o comando rm).
  • Por outro lado, mesmo que você tenha permissões de gravação em um arquivo mas não tenha permissões de gravação em um diretório, a exclusão do arquivo será negada.

Isto mostra que é levado mais em consideração a permissão de acesso do diretório do que as permissões dos arquivos e sub-diretórios que ele contém. Este ponto é muitas vezes ignorado por muitas pessoas e expõem seu sistema a riscos de segurança. Imagine o problema que algum usuário que não tenha permissão de gravação em um arquivo mas que a tenha no diretório pode causar em um sistema mal administrado.