Guia do Linux/Iniciante+Intermediário/Kernel e módulos/Arquivos relacionados com o Kernel e Módulos

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Arquivos relacionados com o Kernel e Módulos[editar | editar código-fonte]

Esta seção descreve os arquivos usados pelo kernel e módulos, a função de cada um no sistema, a sintaxe, etc.

/etc/modules[editar | editar código-fonte]

A função deste arquivo é carregar módulos especificados na inicialização do sistema e mantê-los carregado todo o tempo. É útil para módulos de placas de rede que precisam ser carregados antes da configuração de rede feita pela distribuição e não podem ser removidos quando a placa de rede estiver sem uso (isto retiraria seu computador da rede). Seu conteúdo é uma lista de módulos (um por linha) que serão carregados na inicialização do sistema. Os módulos carregados pelo arquivo /etc/modules pode ser listados usando o comando lsmod (veja [#s-kern-lsmod lsmod, Seção 16.5]. Se o parâmetro auto estiver especificado como um módulo, o kmod será ativado e carregará os módulos somente em demanda, caso seja especificado noauto o programa kmod será desativado. O kmod é ativado por padrão nos ní­veis de execução 2 ao 5. Ele pode ser editado em qualquer editor de textos comum ou modificado automaticamente através do utilitário modconf.

modules.conf[editar | editar código-fonte]

O arquivo /etc/modules.conf permite controlar as opções de todos os módulos do sistema. Ele é consultado pelos programas modprobe e depmod. As opções especificadas neste arquivo facilita o gerenciamento de módulos, evitando a digitação de opções através da linha de comando. Note que é recomendado o uso do utilitário modconf para configurar quaisquer módulos em seu sistema e o utilitário update-modules para sincronização dos arquivos gerados pelo modconf em /etc/modutils com o /etc/modules.conf (geralmente isto é feito automaticamente após o uso do modconf). Por este motivo não é recomendável modifica-lo manualmente, a não ser que seja um usuário experiente e saiba o que está fazendo. Veja [#s-kern-modconf modconf, Seção 16.10] Por exemplo: adicionando as linhas:

     alias sound sb
     options sb io=0x220 irq=5 dma=1 dma16=5 mpuio=0x330

permitirá que seja usado somente o comando modprobe sb para ativar a placa de som.