Guia LPIC/Tópico 101: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
5 305 bytes removidos ,  5 de agosto de 2006
[edição não verificada][edição não verificada]
*/proc/pci
|}
=== Visão Geral ===
<small>''Baseado no guia de Luciano Antônio Siqueira''</small>
 
Primeiramente vamos analisar a frase que define o objetivo:
 
''"O candidato deve estar apto a '''configurar o hardware do sistema''' fazendo as escolhas corretas na '''BIOS do sistema''' em um hardware baseado em x86."''
 
Prestando atenção nos detalhes em negrito sabemos que é preciso configurar a máquina na BIOS do sistema (setup). Isso significa habilitar e desabilitar recursos, componentes integrados e outras configurações no menu de configuração interno do computador: é uma configuração feita antes de carregar o sistema operacional, no caso, o Linux.
 
Após realizada a configuração dos componentes do sistema (instalar HD's, ou os componentes que desejar instalar), eles precisam ser configurados no Sistema Operacional, para só então serem utilizados.
 
A idéia é, portanto, nos prepararmos para estar em condições de ativar componentes ligados ao computador, ou recursos, no setup e depois ativá-los no sistema operacional.
 
Tendo esta linha de pensamento em mente, veja os conceitos citados por Luciano Siqueira:
 
{| style="background-color:#F0FFFF; border-style:solid; border-width:2px; border-color:#777777; padding-left:7px; padding-right:7px; margin-top:7px; margin-bottom:7px; width:100%"
|
O hardware básico do sistema é configurado através do utilitário de configuração de BIOS, que pode ser acessado no início do boot da máquina. Através deste utilitário, é possível liberar e bloquear periféricos integrados, ativar proteção básica contra erros (proteção básica contra vírus e S.M.A.R.T.) e configurar endereços I/O, IRQ e DMA.
 
*IRQ: Requisição de Interrupção do dispositivo para a CPU, que interrompe a atividade em andamento e processa a instrução enviada pelo dispositivo.
*I/O: Endereço específico no mapa de memória do sistema. A CPU irá se comunicar com o dispositivo lendo e escrevendo neste endereço.
*DMA: Canal que permite à certos dispositivos acesso direto à memória sem intermédio da CPU.
|}
 
Recursos padrão utilizados por dispositivos comuns:
 
<table align='center' cellspacing='0' style="border-style:solid; border-width:1px">
<tr>
<th>Dispositivo</th>
<th>Porta I/O</th>
<th>IRQ</th>
</tr>
 
<tr>
<td>/dev/ttyS0</td>
<td>0x03f8</td>
<td>4</td>
</tr>
 
<tr>
<td>/dev/ttyS1</td>
<td>0x02f8</td>
<td>3</td>
</tr>
 
<tr>
<td>/dev/ttyS2</td>
<td>0x03e8</td>
<td>4</td>
</tr>
 
<tr>
<td>/dev/ttyS3</td>
<td>0x02e8</td>
<td>3</td>
</tr>
 
<tr>
<td>/dev/lp0</td>
<td>0x378</td>
<td>7</td>
</tr>
 
<tr>
<td>/dev/lp1</td>
<td>0x278</td>
<td>5</td>
</tr>
 
<tr>
<td>Placa de Som</td>
<td>0x220</td>
<td>-</td>
</tr>
</table>
 
É comum que algumas máquinas, como servidores dedicados, sejam acessados apenas remotamente e não tenham um teclado conectado. Em caso de algum problema que faça a máquina desligar, como interrupção no fornecimento de energia, é importante que a máquina reinicie e volte a operar normalmente. Alguns BIOS procuram por um teclado e interrompem o boot caso não o encontrem. Para esse tipo de máquina sem teclado, é imprescindível que o BIOS esteja configurado para não checar por teclado durante o boot.
 
O kernel do Linux armazena informações sobre recursos de dispositivos no diretório /proc, nos arquivos:
 
*/proc/dma
*/proc/interrupts
*/proc/ioports
*/proc/pci
 
Trecho exemplo de /proc/ioports:
<pre>
0000-001f : dma1
0020-0021 : pic1
0040-0043 : timer0
0050-0053 : timer1
0060-006f : keyboard
0070-0077 : rtc
0080-008f : dma page reg
00a0-00a1 : pic2
00c0-00df : dma2
00f0-00ff : fpu
0170-0177 : ide1
01f0-01f7 : ide0
0376-0376 : ide1
0378-037a : parport0
03c0-03df : vesafb
03f6-03f6 : ide0
03f8-03ff : serial
(...)
</pre>
Comandos para inspecionar dispositivos:
 
*lspci
Lista informações de chipset dos componentes PCI. Com a opção -v lista I/O e IRQ dos dispositivos.
 
Exemplo de lspci:
<pre>
# lspci -v
(...)
00:0f.1 Communication controller: C-Media Electronics Inc CM8738 (rev 10)
Subsystem: C-Media Electronics Inc CM8738
Flags: medium devsel, IRQ 9
I/O ports at dc80 [size=64]
Capabilities: [40] Power Management version 2
 
01:00.0 VGA compatible controller: Silicon Integrated Systems [SiS] 630/730
PCI/AGP VGA Display Adapter (rev 20) (prog-if 00 [VGA])
Subsystem: Silicon Integrated Systems [SiS] 630/730 PCI/AGP VGA Display
Adapter
Flags: 66Mhz, medium devsel
BIST result: 00
Memory at e0000000 (32-bit, prefetchable) [size=128M]
Memory at efee0000 (32-bit, non-prefetchable) [size=128K]
I/O ports at cc80 [size=128]
Expansion ROM at <unassigned> [disabled]
Capabilities: [40] Power Management version 1
Capabilities: [50] AGP version 2.0
</pre>
*Dmesg
 
Mostra as mensagens do kernel, da identificação do hardware em diante. Essa informação está disponível em /var/log/dmesg e /var/log/messages.
 
Exemplo de dmesg:
<pre>
# dmesg
(...)
ttyS0 at I/O 0x3f8 (irq = 4) is a 16550A
parport0: PC-style at 0x378 (0x778) [PCSPP(,...)]
parport0: irq 7 detected
lp0: using parport0 (polling).
io scheduler noop registered
io scheduler anticipatory registered
io scheduler deadline registered
io scheduler cfq registered
Floppy drive(s): fd0 is 1.44M
(...)
</pre>
 
=== Habilitar e desabilitar periféricos integrados ===
Utilizador anónimo

Menu de navegação