História das Eleições no Brasil: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
[edição não verificada][edição não verificada]
== Introdução ==
O Brasil passa por sistemas eleitorais desde o século XVI, sendo os tipos de eleições distintos conforme o passar da história. Como por exemplo: Oo voto permitido para homens adultos, acima de 21 anos, independente de renda, ocorreu somente com a República em 1989; Já o voto para mulheres, somente a partir de 1932; E os analfabetos, e maiores de 16 anos, somente a partir da Constituição de 1988.
As eleições federais (presidente, senadores e deputados federais) atualmente coincidem com as eleições estaduais (governadores e deputados estaduais). As eleições municipais, desde 1988, são sempre realizadas dois anos após as eleições federais, para a escolha dos prefeitos e vereadores. Os mandatos de vereadores, prefeitos, deputados estaduais, federais, governadores e do presidente da República duram quatro anos e o dos senadores por oito anos.
<br />
<br />
As eleições federais (presidente, senadores e deputados federais) atualmente coincidem com as eleições estaduais (governadores e deputados estaduais). As eleições municipais, desde 1988, são sempre realizadas dois anos após as eleições federais, para a escolha dos prefeitos e vereadores. Os mandatos de vereadores, prefeitos, deputados estaduais, federais, governadores e do presidente da República duram quatro anos e o dos senadores por oito anos.
O Brasil passa por sistemas eleitorais desde o século XVI, sendo os tipos de eleições distintos conforme o passar da história. Como por exemplo: O voto permitido para homens adultos, acima de 21 anos, independente de renda, ocorreu somente com a República em 1989; Já o voto para mulheres, somente a partir de 1932; E os analfabetos, e maiores de 16 anos, somente a partir da Constituição de 1988.
 
== A Primeira Eleição ==
11

edições

Menu de navegação