Diferenças entre edições de "Português/Acentuação e sinais auxiliares da escrita/Acento agudo e circunflexo"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
sem resumo de edição
A função do acento na língua portuguesa é permitir que haja conhecimento da tonicidade das palavras, sejam desconhecidas, [[Português/Semântica/Palavras homógrafasHomógrafas|homógrafas]], [[Português/Semântica/Palavras homônimasHomónimas|homônimas]] ou habituais.
 
==Tonicidade==
Exemplos: ''sabiá, chalé, maiô, parabéns, armazém, além.''
 
Com [[Português/Colocação pronominal|colocação pronominal]] por [[Português/Classificação das palavras/Pronomes/Pessoais|pronomes oblíquos]] [[Português/ColkocaçãoColocação pronominal/Ênclise|enclíticos]] em [[Português/Classificação das palavras/Verbos|verbos]], não se conta este como sílaba, pois são palavras diferentes.
 
===Paroxítonas===
* Os verbos terminados em ''guar'', ''quar'' e ''quir'', quando no presente do indicativo, do subjuntivo ou no imperativo, admitem duas pronúncias: quanto pronunciadas com ''a'' ou ''i'' tónicos (tônicos), são acentuadas. Se forem pronunciadas com ''u'' tónico (tônico), não serão acentuadas;
* O acento diferencial para as palavras ''forma'' e ''fôrma'' é facultativo;
* Obrigatoriamente usa-se o acento diferencial para diferenciar o plural do singular em verbos como ''ter'' e ''vir'' (ele ''vem/tem'' → singular; eles ''vêm/têm'' → plural).
 
Outros casos de acento diferencial:
5 327

edições

Menu de navegação