Português/Período composto/Orações subordinadas: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
sem resumo de edição
(É mais simples usar a {{AutoNav}}: basta manter a Predefinição:Lista de capítulos/Português atualizada. (edição feita com AWB))
Sem resumo de edição
"que eu não sei de nada" exerce a função sintática de predicativo do sujeito em relação à oração "a verdade é" , por isso esta oração é subordinada. A Oração Principal pode também ser chamada de Oração Subordinante.
 
===Funções===
 
Estas orações podem possuir várias funções, bem diferentes das Orações coordenadas. Podem restringir e específicar qualidades, explicar, ter função de advérbio e denotar causa e fatos futuros, procedentes, além de poder ter função de termo acessório (mas não ser um termo acessório), termo integrante (mas não ser um termo integrante) e termo essencial (mas não ser um termo essencial):
Veremos isso nas próximas páginas.
 
===Classificação===
:[[Ficheiro:Crystal Clear app xmag.png|16px]] ''Ver módulo principal: [[Português/Período composto/Orações subordinadas/Classificação|Classificação das Orações Subordinadas]]''
 
[[Categoria:Português|Período composto/Orações subordinadas]]
===Oração subordinada e subordinante===
Algumas orações subordinadas podem ser principais à outras orações. Veja:
::''Eu sabia que seria mal entendido tudo que falássemos.''
*Oração principal: Eu sabia
*Oração subordinada: que seria mal entendido tudo que falássemos (objetiva direta)
Note que dentro da oração subordinada, há outra oração subordinada:
::''que seria mal entendido/ tudo que falássemos.''
Então, podemos dar mais uma classificação a cada oração:
*Oração principal: que seria mal entendido
*Oração subordinada: tudo que falássemos (objetiva direta)
Dentro de uma oração subordinada ou principal pode haver uma coordenada.
 
{{AutoCat}}
5 327

edições

Menu de navegação