Logística/Localização/Selecção de locais/Selecção do local pela teoria dos conjuntos difusos/Avaliação do peso relativo dos critérios: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
*txt
(Actualização)
(*txt)
{{Nav2|'''[[Logística/Localização/Selecção de locais/Selecção do local pela teoria dos conjuntos difusos|Selecção do local pela teoria dos conjuntos difusosImagem:7de8.svg]]'''||[[../Avaliação do peso relativo de cada cidade em relação a cada critério subjectivo|Avaliação do peso relativo de cada cidade em relação a cada critério subjectivo/]]|}}
 
 
Os pesos de cada [[w:Critério|critério]] de [[w:Localização|localização]] foram, segundo os [[w:Administração|gestores]], expressos em termos de ''Muito Importante'' (MI), ''Importante'' (I), ''Normal'' (N), ''Fraco'' (F) e ''Muito Fraco'' (MF). Sabendo que estes critérios são subjectivos e que necessitam de uma avaliação quantitativa, os mesmos apresentam os seguintes pesos numéricos:
 
 
<center>Tabela 1. Atribuição do peso numérico aos vários atributos linguísticos. Fonte: Adaptado de [[Logística/Referências#refbSULE|Sule (2001, p. 22-23).]].</center>[[Imagem:Atribuição do peso aos vários atributos linguísticos.jpg|thumb|center|900px]]
 
 
Por [[w:Observação|observação]] da Tabela 1, o [[w:Atributo|atributo]] [[w:Linguística|linguístico]] ''Muito Fraco'' (MF), por [[w:Exemplo|exemplo]], tem um peso que varia entre 0 e 0,4 na [[w:Tomada de decisão|tomada de decisão]]. Supondo que existem quatro valores monetários para a classificação desse atributo, 250€, 300€, 400€ e 500€, estes podem ser interpretados em termos da [[w:Distribuição de probabilidade|distribuição]] [[w:Trapézio (geometria)|trapezoidal]], o que corresponde a dizer que o valor inferior, 250€, tem um peso igual a 0,; o primeiro [[w:Ponto médio|ponto médio]], 300€, tem um peso igual a 0,1,; o segundo ponto médio, 400€, tem um peso igual a 0,1,; e o valor superior, 500€, tem um peso igual a 0,4. Assim, e desta forma, os [[w:Número|números]] do conjunto difuso trapezoidal são fáceis de interpretar ([[Logística/Referências#refbSULE|Sule, 2001, p. 22-23]]).
 
Considerando que cada gestor, ''G''<sub>i</sub>, é [[w:Especialista|perito]] em tomadas de decisão, cada um deles atribui uma classificação linguística a cada critério, seja ele objectivo ou subjectivo, e mostra a sua avaliação subjectiva da importância de cada critério ([[Logística/Referências#refbSULE|Sule, 2001, p. 24-26]]).
 
 
<center>Tabela 2. Atribuição do peso linguístico, por parte dos quatro gestores, para cada critério. Fonte: Adaptado de [[Logística/Referências#refbSULE|Sule (2001, p. 24).]].</center>[[Imagem:Atribuição do peso linguístico para cada critério.jpg|thumb|center|900px]]
 
 
1 830

edições

Menu de navegação