Utilizador:EJWM/rascunho: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
2 266 bytes adicionados ,  2 de junho de 2010
sem resumo de edição
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
* Sempre que a aprendizagem não for constante;
* Sempre que a relação custo/volume não se afigure significativa face ao custo de análise da curva de aprendizagem.
 
 
'''Parcerias'''
 
 
Parcerias pode ser eficazes, eficientes e lucrativas em certos casos. Recorrer a uma pareceria depende de vários factores como a procura do cliente, consistência no fornecimento, continuidade na entrega e a posição do fornecedor no mercado. Uma parceria é um relacionamento de negócio feito à medida, baseado na confiança mútua, na partilha do risco e na partilha do valor gerado que resulta numa vantagem competitiva. Esta cooperação pode levar a resultados significativos devido a um melhor desempenho pelas duas empresas juntas. Este desempenho será superior ao obtido pelas firmas individualmente.
 
 
As perecerias com os fornecedores surgem devido a vários factores como:
 
* As pressões existentes:
* Ciclos de vida dos produtos cada vez mais curtos;
* Competição globalizada;
* Complexidade dos mercados;
 
As organizações, cada vez mais, não se aventuram sozinhas, o risco de se atrasarem perante o mercado é tão grande e perigoso, que uma boa parceria pode beneficiar ambos os lados.
 
 
'''Tipos de relacionamento'''
 
Existem vários tipos de relacionamento entre a empresa e o fornecedor. Dependendo da posição do fornecedor ou da empresa no mercado, das funções de cada uma, marketing, etc., as parcerias têm condições específicas:
 
* Transaccional - pode ir de transacções esporádicas até transacções correntes, mas no entanto, não existe compromisso entre as organizações em termos de operação ou fornecimento de produtos específicos;
* Parceria tipo I - de curto prazo, as organizações coordenam minimamente as suas operações, geralmente apenas ao nível de uma área funcional apenas;
* Parceria tipo II - passagem da coordenação à integração de actividades. Existe mais do que uma área envolvida e, embora não seja vitalício,
são de longo prazo;
* Parceria tipo III - o nível de integração já é bastante elevado. Cada parte vê a outra parte como uma extensão da sua própria organização e não existe data para o fim da parceria;
* Joint Venture - há partilha da posse, o projecto é desenvolvido conjuntamente e pertence a ambos, mas as empresas continuam entidades separadas;
* Integração vertical - a montante ou a jusante, passa pela aquisição de um pelo outro.
 
 
84

edições

Menu de navegação