Utilizador:RMBeatriz/Testes: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
sem resumo de edição
Sem resumo de edição
*Capacidade de consulta de dados por parte dos clientes:
Uma vez traçado um processo produtivo, é fundamental que o sistema de rastreabilidade tenha um método para dar a conhecer ao cliente os dados do produto que acaba de adquirir, permitindo obter valor acrescentado visto que existe maior segurança por parte do cliente e consequentemente a sua fidelização. ([[Logística/Referências#refbSISTEMA|Sistema, 2008]])
 
 
----
 
 
 
Existe um aumento da importância da dimensão acreditada relativamente á dimensão evidenciada e experimentada, sendo que a percepção da [[w:qualidade|qualidade]] torna-se essencialmente uma questão de comunicação. A Rastreabilidade pode constituir uma forma de diferenciar atributos acreditados. A credibilidade e a motivação e habilidade do receptor para processar [[w:informação|informação]] são os principais determinantes de uma comunicação persuasiva:
 
 
'''Credibilidade'''
O sector privado, apresenta alguns benefícios, tais como o diagnóstico de problemas na produção ou o cumprimento da legislação relevante, permitindo o acesso à informação anexada sobre produtos, processos associados e ingredientes.
 
----
 
 
Acredita-se que o tratamento do processo de rastreabilidade terá um efeito de causalidade que se irá reflectir nos vários intervenientes da cadeia de valor, ou seja, na produção e distribuição. Tal facto vai permitir um aumento exponencial da eficiência e produtividade da empresa. <span id=refbRastreabilidade2008> [[#refRastreabilidade2008|(Rastreabilidade, [2008])]]</span>
 
 
<gallery caption="Exemplos da cadeia de Rastreabilidade" widths="420px" heights="180px" perrow="2">
Imagem:Percurso fisico2.JPG|Figura 2. Percurso Físico.
Imagem:Processo tracking tracing.JPG|Figura 3. Consumidor Origem e Vice Versa.
</gallery>
 
===R-Unidades de Expedição===
'''EAN-14''' ou '''ITF-14'''
 
[[Image:Codigo EAN.JPG|400px|right|thumb|Figura 4: Codigo EAN-13]]
 
Este código consiste no [[EAN]] do produto precedido de uma variante [[logística]] de 1 [[dígito]] que é diferente para cada nível de embalamento. A variante [[logística]] é um dígito de 0 a 9 escolhido pelo fabricante de acordo com as suas necessidades específicas:
O resultado deste sub-processo tem por objectivo os parceiros comerciais de rastreabilidade conseguirem alinhar os seus dados, garantindo assim uma correcta paridade e relevância entre os dados de rastreabilidade e os artigos localizáveis que lhes estão na origem.
 
[[Image:Rastreabilidade_2.JPG|400px|left|thumb|Figura 5. Alinhamento de dados mestre]]
 
''Passo 3'' – Atribuir identificação ao parceiro:
Uma vez alcançado o total e correcto alinhamento de dados mestre, dá-se por terminado o sub-processo 2.
 
 
----
 
*3. Registar dados de rastreabilidade
Este sub-processo começa sempre que um produtor cria inventário adicional seja este por sua decisão directa ou por pedido de outrém, por exemplo como resposta à necessidade de um processo gerido por vendas.
 
[[Image:Rastreabilidade_3.JPG‎|450px|right|thumb|Figura 6. Registo de Dados de Rastreabilidade]]
 
'''''Passo 8''''' – Atribuir identificação a um artigo localizável aquando da sua criação:
 
===4. Requerer rastreabilidade===
 
[[Image:Rastreabilidade_4.JPG|400px|left|thumb|Figura 7. Pedido de Rastreabilidade]]
 
Este é um sub-processo determinante na rastreabilidade, uma vez que pode ser iniciado um pedido de rastreabilidade por parte dos parceiros de rastreabilidade devido a uma queixa das autoridades ou do [[w:consumidor|consumidor]] como consequência a um produto com defeito, podendo levar à recolha ou retirada desse produto do mercado.
277

edições

Menu de navegação