Utilizador:RMBeatriz/Testes: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
1 571 bytes adicionados ,  2 de março de 2010
sem resumo de edição
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
.
.
 
1. Planear & Organizar
 
O sub-processo 1 determina a forma de gerir as ligações entre as entradas, as fases de rastreio internas e as saídas. É uma fase de '''pré-requisito''' que determina como se atribuem, recolhem, partilham e mantêm os dados de rastreabilidade.
 
Este sub-processo inicia-se quando os parceiros comerciais tomam a decisão de garantir a rastreabilidade de produtos e é dividido em 2 passos importantes:
 
''Passo 1'' – Atribuição, recolha, partilha e manutenção dos dados de rastreabilidade.
 
Baseia-se numa decisão sobre o sistema de identificação a usar, o formato de transporte da informação e da forma de marcação a utilizar, bem como os sistemas de registo e manutenção de dados.
 
''Passo 2'' – Determinação das ligações entre as entradas, os processos internos, as saídas e como gerir essas ligações.
 
Neste passo, estabelece-se o procedimento interno de cada parceiro, ou seja, vai garantir o correcto elo de ligação entre os artigos localizáveis de entrada e de saída, através de um registo e manutenção de informações. Se for considerado pertinente, incluem-se ainda dados relativos à própria evolução dos artigos localizáveis ao longo dos processos físicos internos a que estão sujeitos. Entenda-se como rastreabilidade interna.
 
O sub-processo 1 termina quando os dois passos anteriores estão decididos.
 
O resultado deste sub-processo é o facto de que os parceiros de rastreabilidade estabeleceram o seu plano e organização com vista à implementação de um sistema de rastreabilidade.
 
 
277

edições

Menu de navegação