Budismo/História do Budismo: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
sem resumo de edição
[edição não verificada][edição não verificada]
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
 
 
Em março de 2001, o movimento fundamentalista islâmico afegão Talibã, que detinha o poder no Afeganistão, destruiu um importante monumento histórico budista no Afeganistão, os chamados Budas de Bamiyan, que eram duas gigantescas estátuas de Buda esculpidas na rocha. A alegação do Talibã era a de que o islamismo proibia o culto a imagens. Tais estátuas testemunhavam o importante passado budista na região, hoje majoritariamente muçulmana. Logo em seguida aos ataques terroristas aos EUA em 11 de setembro do mesmo ano, ocorreu a invasão do Afeganistão por tropas internacionais lideradas pelos EUA, derrubando o regime Talibã. Existem planos atualmente de restaurar as duas estátuas destruídas.
 
 
Utilizador anónimo

Menu de navegação