Causas, Consequências e propostas solucionais da sinistralidade rodóviaria em Angola./Consequência da Sinistralidade rodoviária em Angola

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Causas, Consequências e propostas solucionais da sinistralidade rodóviaria em Angola.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Causas mais profundadas da sinistralidade rodóviaria no país. Como é sabido, na na sinistralidade rodóviaria intervêm três grandes factores, a saber: O homem (automobilistas, motociclistas, ciclistas maquinistas, peões), a máquina (veículos automóveis, motociclos), o meio físico ou geográfico (estradas, pontes, condições climatéricas). Em relação a cada um dos factores, podemos especular, com base na natureza dos acidentes no país os principais aspectos da sinistralidade rodoviária. Quanto ao homem, podemos apontar, a má formação nas escolas de condução (componente prática e teórica), cartas de condução mal adquiridas, a, inobservância das regras do Código da Estrada, excesso de consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas que reduzem a capacidade e destreza. No que diz respeito ao factor máquina temos as más condiçãoes técnicas dos veículos, incluindo, travões, iluminação, pneus em maus estado, manutenção deficiente dos veículos e maus serviços das oficinas. Relativamente ao meio físico ou geográfico há a assinalar eventuais erros de engenharia na construção das vias rodoviárias, estradas e pontes estreitas e perigosas, estacionamento nas localidades e nas vias de longo curso.