ActionScript/Introdução

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa

Este wikilivro irá abordar o estudo da versão 3.0 da linguagem ActionScript. Surgido em 2006, o Actionscript 3 nasceu da necessidade de conseguir uma melhor performance nas aplicações e animações para Flash, e foi necessária a criação de uma nova linguagem que pudesse ter a performance do atual AS3 pois seria muito desvantajosa a adaptação da versão 2.0 da linguagem para um novo padrão. A AS3 é tratada de modo separado da AS2 pelo Flash Player. Há duas máquinas virtuais, uma para rodar AS3 (AVM2) e outra para AS2 (AVM1).

A grande diferença do AS3 para a versão anterior é que este é essencialmente focado em Orientação à Objetos (OO), fazendo com que muitos programadores tenham dificuldades em compreender muitos aspectos desta linguagem. Claro que os programadores Java saem em vantagem na aprendizagem, mas para todos os outros fica uma dica: o AS3 não é tão difícil, e a sua vertente OO torna as coisas muito mais fáceis e organizadas. Para os programadores AS2 as coisas não serão muito fáceis — pelo fato de à primeira vista muitas coisas poderem ser compreendidas e interpretadas como no AS2 —, mas com o tempo e a compreensão perceberão que AS3 é muito mais fácil de se trabalhar.

AS 3 vs. AS 2[editar | editar código-fonte]

Não é possível programar utilizando AS 2 e AS 3 em conjunto (como já foi explicado, utilizam máquinas virtuais diferentes).

Em AS 3 é obrigatória a declaração de variáveis, funções e seus valores retornados, até mesmo quando a função não retorna valor algum. Veja um exemplo de código em AS 3:

function helloWorld() {
    trace("Olá mundo!");
}

E o equivalente transcrito em AS 3 (repare na palavra reservada void):

function helloWorld():void {:
    trace("Olá mundo!");
}

Muitas coisas foram melhoradas na nova versão do ActionScript, dentre elas podemos citar a facilitação do uso de Display Lists (com dois comandos, um para adicionar objetos e outro para remove-los), a aceitação de todos os objetos em geral a receber Eventos, melhor trato de XML, ênfase de programação OO (orientação a objetos), suporte a renderização de objetos 3D (a partir do Flash Player 10), além do melhor processamento por parte do Flash Player, entre outras.

A sintaxe da linguagem é baseada no ECMA-262, mais conhecida como ECMAScript, da qual também a Javascript é baseada.