Introdução à Química/Características gerais da Química Orgânica

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikipedia
A Wikipédia tem mais sobre este assunto:
Química orgânica

A química orgânica é um ramo da química que trata da descrição e do estudo de uma grande categoria de moléculas baseadas sobre o carbono: os compostos orgânicos.

Apesar de ter um recobrimento com a bioquímica, esta última se interessa especificamente com as moléculas fabricadas por organismos vivos.

A química orgânica se contrapõe à "química mineral" (ou inorgânica), que cuida do estudo de substâncias vindas do mundo mineral (terra, água, e atmosfera). Esta separação se deve à crença, até o início do século 19, de que era impossível sintetizar substancias orgânicas sem a intervenção de uma "força vital" que não era explicada.

Desde a síntese da uréia por Friedrich Wöhler, em 1828, sabemos que não é assim e que a separação não é justificável. Atualmente, define-se a química orgânica como simplesmente o estudo dos compostos baseados no carbono.

As razões do carbono ter muito compostos orgânicos são:

  • A capacidade do carbono de formar ligações covalentes com se mesmo-e então de formar numerosas cadeias de diferentes comprimentos, bem como ciclos de diferentes tamanhos. Nenhum outro elemento tem esta propriedade
  • A capacidade do carbono de se unir a muitos outros elementos e grupos de elementos.
  • A existência da isomeria: são moléculas com o mesmo número de e o mesmo tipo de átomos, mas dispostos de maneira diferente.

As maiorias dos compostos orgânicos são muito sensíveis ao calor e se decompõem sob altas temperaturas. São, em geral, pouco solúveis na água, menos que os sais inorgânicos. Por outro lado, os compostos orgânicos são solúveis em solventes orgânicos como éter ou álcool.

  1. Fórmulas estruturais, reconhecimento das principais classes de compostos orgânicos, isomeria.
  2. Propriedades físicas dos compostos orgânicos.
  3. Fórmulas estruturais e nomes oficiais de compostos orgânicos simples contendo apenas um grupo funcional.