Introdução à física/Grandezas vetoriais

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa

Na física, representa-se por um vetor qualquer grandeza que tenha três componentes:

  • uma magnitude (ou módulo)
  • uma direção
  • um sentido

São considerados apenas dois tipos de vetores:

  • Vetores em duas dimensões, para estudar problemas no plano
  • Vetores em três dimensões, para estudar problemas no espaço

Existem várias formas de representar os vetores. Dentre as principais, temos:

  • Por uma letra, e sobre esta letra é desenhada uma seta: \overrightarrow{v}\,. Neste caso, a magnitude do vetor pode ser representada como a função módulo da matemática |\overrightarrow{v}|\, ou removendo-se a seta v\,
  • Listando-se as suas coordenadas, envolvidas em parêntesis. Um vetor no plano fica (x, y), e um vetor no espaço fica (x, y, z). Quando as coordenadas forem números reais não-inteiros, em que a vírgula separa a parte inteira da parte decimal, pode-se usar ponto-e-vírgula para separar as coordenadas do vetor: (1,5 ; 2,5). Em alguns casos, o separador pode ser omitido: (x y z).
  • Algumas vezes, é vantagem representar as coordenadas na vertical como \vec{v}=\begin{pmatrix}x\\y\\ \end{pmatrix}.
  • Utilizando-se os vetores unitários padrão. Esta representação será tratada adiante, após a explicação sobre soma de vetores e produto de escalar por vetor.