Cultura do Japão/Língua do Japão

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
Ir para: navegação, pesquisa
Lugares que falam línguas altaicas.

O japonês é o único idioma oficial do Japão. Apesar disso, não é a única língua falada em território japonês: além dele, falam-se também as línguas ryukyuenses, nas Ilhas Ryukyu ao sul do país, das quais a que tem maior número de falantes é a língua oquinauana; a língua ainu, falada em Hokkaido; e as línguas dos imigrantes, como o coreano, o chinês e o português.

A língua japonesa faz parte da família das línguas altaicas. Ela tem fortes influências do chinês, sua gramática tem semelhanças com o coreano, e a pronúncia é parecida com ambas (chinês e coreano). Há indícios de que são correlatas.

Língua japonesa[editar | editar código-fonte]

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Apesar de ser quase que exclusivamente falada no Japão, a língua japonesa é e tem sido falada em outros países. O número atual de falantes é de cerca de 127 milhões de pessoas.

Quando o Japão ocupou a Coréia, Taiwan, partes da China e várias ilhas do Pacífico, os habitantes locais foram obrigados a aprender o idioma, uma vez que a soberania sobre tais locais era do império japonês. Hoje, mesmo com o fim da ocupação japonesa nestes locais, a população atual, por mais que falem o idioma local, têm o japonês como segunda língua.

Os emigrantes, em sua maioria localizados no Brasil, Estados Unidos (Califórnia e Havaí) e Austrália (em especial em Sidney, Melbourne e Brisbane), falam japonês com frequência. Sem falar numa pequena comunidade que existe nas Filipinas, que também fala japonês. Os descendentes dos emigrantes (conhecidos como nikkei, 日系, literalmente "descendentes de japoneses"), muitas vezes não falam a língua japonesa, e ainda que falem, na maioria dos caso, não é fluentemente.

Línguas ryukyuenses[editar | editar código-fonte]

Língua ainu[editar | editar código-fonte]