Alemão/Curso/Básico/Lição 2

Origem: Wikilivros, livros abertos por um mundo aberto.
< Alemão‎ | Curso‎ | Básico
Ir para: navegação, pesquisa

Caso acusativo[editar | editar código-fonte]

O segundo caso a estudar é o caso acusativo. Ele indica o objeto direto de um verbo. Além disso. com algumas preposições usa-se o acusativo.

Em geral, nos substantivos é igual ao nominativo, exceto por alguns masculinos que têm acusativo em –en (ou, em alguns, –n). Isso será estudado detalhadamente em lições posteriores. Os artigos, à exceção do masculino, também não mudam. Já os pronomes pessoais sofrem uma mudança considerável.

Artigo[editar | editar código-fonte]


bestimmter Artikel (artigo definido)
Caso Masculino Feminino Neutro Plural
Nominativo der die das die
Acusativo den die das die
Dativo
Genitivo

unbestimmter Artikel (artigo indefinido)
Caso Masculino Feminino Neutro Plural
Nominativo ein eine ein
Acusativo einen eine ein
Dativo
Genitivo

Nullartikel (artigo negativo)
Caso Masculino Feminino Neutro Plural
Nominativo kein keine kein keine
Acusativo keinen keine kein keine
Dativo
Genitivo

Pronomes pessoais[editar | editar código-fonte]


1. Person (1ª pessoa)
Caso Singular Plural
Nominativo ich wir
Acusativo mich uns
Dativo
Genitivo

2. Person (2ª pessoa)
Caso Singular Plural
Nominativo du ihr
Acusativo dich euch
Dativo
Genitivo

3. Person (3ª pessoa)
Caso Masculino Feminino Neutro Plural
Nominativo er sie es sie
Acusativo ihn sie es sie
Dativo
Genitivo

Verbo "haben"[editar | editar código-fonte]

O verbo haben é o equivalente alemão para "ter". No Präsens Indikativ, conjuga-se da seguinte forma:

haben (ter)
Alemão Português
ich habe eu tenho
du hast tu tens
er/sie/es hat ele/ela tem
wir haben nós temos
ihr habt vós tendes
sie haben eles/elas têm

Lembre-se de que o sujeito do verbo deve vir no caso nominativo e de que o objeto direto deve vir no caso acusativo. Seguem algumas frases de exemplo:

Ich habe Kopfschmerzen. ("eu tenho dor de cabeça.")
Wir haben nichts zu geben. ("nós não temos nada para dar.")
Das Kind hat ein Spielzeug. ("a criança tem um brinquedo.")

Negativa de orações[editar | editar código-fonte]

Em alemão, na grande maioria dos casos, para formar uma frase negativa, não se usam dois advérbios negativos.

Em português, é comum que se fale "eu não faço nunca", enquanto em alemão, fala-se "eu não faço" ou "eu nunca faço". Para um falante nativo de alemão, a frase "eu não faço nunca" significa o mesmo que "eu nunca deixo de fazer".

Comparação entre acusativo e nominativo[editar | editar código-fonte]

"Der Mann hat eine Hose."
É comum que palavras masculinas apresentem diferenças entre o acusativo e o nominativo.

Como já foi visto, o caso nominativo é usado no sujeito e no predicativo do sujeito das orações, enquanto o caso acusativo é usado como objeto direto (e após algumas preposições).[editar | editar código-fonte]

Dica: é mais comum que as palavras no nominativo fiquem antes do verbo, e que as no acusativo após ele. Isso é apenas uma dica, não é uma regra.

Seguem exemplos do emprego do caso nominativo:

Der Auto ist gut. ("o carro é bom.")
Die Frau ist sehr schön. ("a mulher é muito linda.")
Der Mann hat eine Hose. ("o homem tem uma calça.")
Wir haben viele Dinge. ("nós temos muitas coisas.")

Seguem exemplos onde as mesmas palavras se encontram empregadas no acusativo (estão sublinhadas palavras com diferenças marcantes entre os casos):

Sie hat einen Wagen. ("ela tem um carro.")
Ich sehe die Frau. ("eu vejo a mulher.")
Ich kenne den Mann. ("eu conheço o homem.")
Ihr hört uns. ("vocês nos ouvem.")

Pode-se dizer que nas palavras masculinas a terminação –en (ou –n) é associada ao acusativo: o pronome ("ihn"), o artigo ("den" e "einen") e até alguns (poucos) substantivos masculinos ("Schmerzen""dor") apresentam-na no caso acusativo.

Pretérito perfeito[editar | editar código-fonte]

O pretérito perfeito (alemão: Perfekt Indikativ) é formado pela junção do verbo auxiliar no presente (alemão: Präsens Indikativ) a um outro verbo qualquer no particípio perfeito (alemão: Partizip Perfekt). O particípio perfeito normalmente é formado pela adição do prefixo ge– e do sufixo –t (em alguns verbos, –en) ao radical do verbo. O verbo no particípio perfeito vai para o final da frase, sempre. Existem dois verbos auxiliares empregados em sua formação: o verbo sein, que é usado acompanhando verbos que indicam movimento de um local para outro, ou seja, "EXISTE DESLOCAMENTO DA PESSOA DE UM PONTO "A" PARA UM PONTO "B", ONDE A e B SÃO OS LOCAIS ONDE A PESSOA ESTÁ", por exemplo:

                         "Local A: COZINHA"    e   "Local B: QUARTO"
e o verbo haben, que é usado acompanhando todos os demais verbos.

Como exemplo, será formado o pretérito perfeito do verbo kaufen ("comprar"). O particípio perfeito desse verbo é gekauft ("comprado").

gekauft haben (ter comprado)
Alemão Português
ich habe gekauft eu comprei
du hast gekauft tu compraste
er/sie/es hat gekauft ele/ela comprou
wir haben gekauft nós compramos
ihr habt gekauft vós comprastes
sie haben gekauft eles/elas compraram
Ich habe einen Wagen gekauft. ("eu comprei um carro.")

Para formar o pretérito de verbos de movimento, como kommen ("vir"), cujo particípio perfeito é gekommen ("vindo"), usa-se o verbo sein.

gekommen sein (ter vindo)
Alemão Português
ich bin gekommen eu vim
du bist gekommen tu vieste
er/sie/es ist gekommen ele/ela veio
wir sind gekommen nós viemos
ihr seid gekommen vós viestes
sie sind gekommen eles/elas vieram
Du bist gestern gekommen. ("você veio ontem.", no Brasil; "tu vieste ontem, em Portugal.)

Essa construção com o sein pode parecer estranha para falantes de português, pois a tradução literal de gekommen sein é "ser vindo". Na verdade, gekommen sein deve ser traduzido corretamente como "ter vindo".

Na língua alemã falada/coloquial é muito comum usar esse tempo (perfeito/Perfekt), enquanto se usa mais o imperfeito (Imperfekt) na língua portuguesa falada e escrita e também na língua alemã escrita.

Este é um dos Melhores do Wikilivros.


Crystal Clear action edit.png

Esta página foi eleita pelos colaboradores como uma das melhores do Wikilivros. Para mais informações, consulte a página de votações.